Caja PDF

Comparta fácilmente sus documentos PDF con sus contactos, la web y las redes sociales.

Compartir un archivo PDF Gestor de archivos Caja de instrumento Buscar PDF Ayuda Contáctenos



Comercio 338 .pdf



Nombre del archivo original: Comercio 338.pdf

Este documento en formato PDF 1.5 fue generado por Adobe InDesign CS4 (6.0) / Adobe PDF Library 9.0, y fue enviado en caja-pdf.es el 30/05/2017 a las 23:41, desde la dirección IP 85.242.x.x. La página de descarga de documentos ha sido vista 1110 veces.
Tamaño del archivo: 8 MB (16 páginas).
Privacidad: archivo público




Descargar el documento PDF









Vista previa del documento


Preço: 0,01

Publicidade

Semanário | Quarta-Feira | 31 de Maio de 2017 | Ano X | N.º 338

Publicidade

Director: Fernando Borges
DR

Jornadas

Pela Saúde
PÁG. 2 e 3

Freguesias
celebram efemérides

União Seixalense
celebra aniversário

Desporto

Crédito Agrícola homenageia PME´s

Amora e Seixal celebraram o 24º aniversário da elevação de vila a cidade.
Corroios também festejou o 24º aniversário da elevação a vila. Fernão Ferro
celebrou 24º aniversário da criação da
freguesia.
Págs. 5, 7 e 8

“Sociedade Nova” celebra hoje o 146º
aniversário da sua fundação. Sessão solene
e concerto banda filarmónica da União
Seixalense será no próximo dia 4 de Junho.

Juvenis A do Seixal Clube 1925 conquistam Torneio Complementar da Associação de Futebol de Setúbal. Juniores
Femininas do Paio Pires Futebol Clube
perdem para a Taça Nacional de Juniores
Fut 9.
Pág. 15

Grupo premeia empresas com o estatuto
PME Líder e Excelência. Duas empresas
do concelho do Seixal distinguidas com
estatuto.

Pág. 12

Pág. 16

entre tejo e sado

Publicidade

REPORTAGEM
2

Jornadas pela Saúde no C

Celino Cunha Vieira

Decorreu no passado dia 27 de Maio as Jornadas pela Saúde no Concelho do Seixal. A iniciativa foi organizada
para Comissão de Utentes da Saúde do Concelho do Seixal (CUSC.S) e contou com o apoio da Câmara Municipal
do Seixal e da Rede Portuguesa de Município Saudáveis.

editorial

Acabou o futebol, no que concerne
às competições nacionais e entramos no
mês dos Santos Populares, dos arraiais
e da sardinha assada nas noites amenas
e nos dias de intenso calor a convidar
para a praia num dos extensos areais
da nossa costa atlântica, para uma ou
outra praia fluvial no interior do país
ou para o campo, aproveitando uma
sombra debaixo de um arvoredo onde
corre uma brisa e que felizmente ainda
não ardeu.
E para que as sombras ainda
possam existir, é necessário que todos
preservemos as matas existentes,
seguindo as recomendações das
autoridades e dando pouco trabalho aos
nossos abnegados Bombeiros que tudo
fazem para corrigir os erros humanos
ou os actos criminosos com que todos
os anos nos deparamos, esperando que
esta época de 2017 seja de tranquilidade
e muita segurança.
Embora o Dia Internacional da
Criança seja comemorado em Portugal
e em muitos outros países no dia 1 de
Junho, a ONU estabeleceu o dia 20
de Novembro por ser a data em que
foi aprovada a Declaração Universal
dos Direitos da Criança em 1959, com
o objectivo de chamar a atenção para
os problemas que as crianças então
enfrentavam, os Estados-Membros
reconheceram que todas as crianças,
independentemente da raça, cor,
religião, origem social ou país de
origem, têm direito a afecto, amor e
compreensão, alimentação adequada,
cuidados médicos, educação gratuita,
protecção contra todas as formas de
exploração e a crescer num clima de
Paz e de Fraternidade. Infelizmente
continuamos a assistir ao completo
desrespeito por esta Declaração
Universal, não se vislumbrando acções
concretas para acabar com este flagelo,
mesmo tendo como Secretário-geral
das Nações Unidas o português
António Guterres, que tão bem
conhece a situação do que se passa por
esse mundo fora, fruto da experiência
alcançada enquanto Comissário para os
Refugiados.
Nesta edição o Dr. Jorge Neves dános alguns conselhos sobre os cuidados
a ter com as crianças, em especial no
Verão, nunca sendo demais relembrar as
obrigações que os pais e os educadores
têm em relação àqueles que têm a seu
cargo e que devem proteger. Também
destacamos as festas comemorativas da
elevação das vilas de Amora e do Seixal
a cidades, assim como de Corroios a
vila e de Fernão Ferro a freguesia, que
se realizaram no passado dia 20 de
Maio com diversas actividades abertas
à população.

A mesa de abertura das Jornadas
Pela Saúde contou ainda com Manuel
Carvalho, representante da União das
Juntas de Freguesia de Seixal, Arrentela e
Aldeia de Paio Pires, Custódio Carvalho,
2º Secretário da Assembleia Municipal
do Seixal e Joaquim Santos, Presidente da
Câmara Municipal do Seixal.
Na sua intervenção, Manuel Carvalho
agradeceu o convite e destacou a
importância do “debate de ideias de um
tema que nos é tão caro como é o tema
da saúde” e que esperava um “debate
profícuo, um debate robusto sobre os
problemas que nos afectam a todos”.

O auditório dos Serviços Centrais da
Câmara Municipal do Seixal recebeu
no último Sábado a primeira edição das
Jornadas Pela Saúde no Concelho do
Seixal, organização que ficou a cargo
da Comissão de Utentes da Saúde do
Concelho do Seixal.

“a ideia da realização desta jornada
começou em Março quando as diversas e
múltiplas associações existentes no Seixal
decidiram avançar para uma fusão numa
única comissão de utentes concelhia por
forma a introduzir sinergias na nossa
actuação, uma maior abrangência e uma
melhor intervenção junto dos diversos
A abertura das jornadas ficou a cabo de actores e dos utentes.
José Lourenço, membro da Comissão de
Utentes da Saúde do Concelho do Seixal
A ideia que subsiste para esta jornada
que começou por “agradecer à Câmara é uma discussão sem tabus sobre os
Municipal do Seixal por ter abraçado problemas da saúde no nosso concelho,
a ideia e por ter-se disponibilizado de uma forma mais profunda e mais
imediatamente para apoiar a sua participativa sobre as questões da saúde
realização, não só através da logística mas no Seixal.
também da intervenção dos seus quadros
e dos seus departamentos de comunicação
É também um dos objectivos que haja
e imagem”.
uma maior envolvência de todos os actores
presentes nesta discussão e a procura de
José Lourenço fechou a sua intervenção sugestões e caminhos para a melhoria dos
na abertura das Jornadas explicando serviços de saúde”.
como surgiu a ideia e quais os objectivos:

Director: Fernando Borges - CP1608
Registo do título: 125282
Depósito Legal: N.º 267646/07
Contribuinte N.º 194 065 499
Propriedade e Editor: Ângela Rosa

Av. José António Rodrigues, n.º 45, 2º
2840 - 078 Aldeia de Paio Pires
Telm. 969 856 802
Telf. 210 991 683
comerciodoseixal@gmail.com
http://jornalcomerciodoseixalesesimbra.wordpress.com
Facebook: Comércio do Seixal e Sesimbra

O representante da Assembleia
Municipal do Seixal, Custódio Carvalho,
saudou “a criação das Jornadas pela
Saúde no Concelho” e prosseguiu
dizendo que “num concelho com mais
de 160 mil habitantes, este tema acaba
por ser de maior importância visto o
concelho ter muitas carências em termos
de infraestruturas, como por exemplo
Hospital, Centros de Saúdes, mas apesar
das comissões de utentes, da população
em geral e dos jovens autarcas, tem-se
dado passos importantes na resolução
do problema, mas não podemos parar de
lutar até que essas infraestruturas sejam
inauguradas”.
O Presidente da Câmara Municipal
do Seixal também discursou na abertura
das Jornadas pela Saúde no Concelho do
Seixal. Joaquim Santos disse “ser muito
importante realizar esta iniciativa e poder
contribuir para o sucesso da mesma e que,
na nossa perspectiva, será importante para
o futuro do concelho e poderá encerrar
em si quatro objectivos.
O primeiro é desenvolvermos um
debate alargado sobre a saúde enquanto
direito fundamental e que está na
constituição da República Portuguesa, o
segundo é como é que nós estamos em
termos do estado da saúde no concelho
do Seixal, o terceiro objectivo quais é
que são as principais necessidades de
resposta que nós temos, e o quarto e
último, que caminhos vamos percorrer
para incrementar o acesso à saúde e a
qualidade da sua oferta valorizando o
Serviço Nacional de Saúde”.

Boa leitura.

Administração, Redacção
e Publicidade

O representante da União das Juntas
de Freguesia de Seixal, Arrentela e Aldeia
de Paio Pires elogiou ainda a “presença de
algumas figuras importantes do ponto de
vista de referência na vida seixalense”.

Director Adjunto: Celino Cunha Vieira TE1218
Directora Comercial: Ângela Rosa
Paginação: Sofia Rosa
Repórter: Fernando Soares Reis CP6261
Colaboradores: Adriana Marçal, Agostinho António Cunha,
Alvaro Giesta, ANIVET - Consultório Veterinário, Dário Codinha,
Fernando Fitas CP2760, Hugo Manuelito, José Henriques, José
Lourenço, João Araújo, Jorge Neves, José Mantas, José Sarmento,
Maria Vitória Afonso, Maria Susana Mexia, Mário Barradas, Miguel

Boieiro, Paulo Nascimento, Paulo Silva, Pinhal Dias, Rúben Lopes,
Rui Hélder Feio, Vitor Sarmento.
Impressão: Funchalense - Empresa Gráfica, S.A.
Tiragem: 15.000 exemplares
O «Comércio» não se responsabiliza nem pode ser responsabilizado pelos
artigos assinados pelos colaboradores. Todo o conteúdo dos mesmos é da
inteira responsabilidade dos respectivos autores.

CSS | 31 de Maio de 2017

Concelho do Seixal
partes, pela Dra. Manuela Calado,
Professora Universitária de Ciências
Biomédicas e actual Vereadora da CMS
com o pelouro dos Recursos Humanos
e Desenvolvimento Social (onde está
integrada a área da Saúde).
José Lourenço encerraria as Jornadas
enfatizando “a necessidade da construção
dos ambicionados equipamentos de
saúde no concelho, nomeadamente os
já anunciados pelo governo (Centro
de Saúde de Corroios, com conclusão

Após os discursos de abertura, o
programa das Jornadas pela Saúde no
Concelho do Seixal estavam divididos em
duas partes com um intervalo pelo meio.
Na primeira parte do programa foram
apresentados os temas “Que serviços de
saúde no Concelho do Seixal?” a cargo
da Drª Cristina Samouqueiro da CMS,
“Infraestruturas” a cargo de Elisabete
Gonçalves da CUSC.S e “Serviço
Nacional de Saúde” pela Deputada
Publicidade

Municipal e Deputada da Assembleia da
República, Drª Paula Santos. Na segunda
parte os temas foram “Seixal Saudável
– Promoção da Saúde e Prevenção da
Doença” pela Drª Mirieme Ferreira da
CMS e “Cuidados Continuados (Rede
Nacional de Cuidados Continuados
Integrados) ” pelo Dr. Tiago Pires da
Silva da UCC da Arifa. Após a discussão
dos temas, houve lugar a debates com
participação aberta ao público presente,
que foram moderados, em ambas as

3

prevista para final de 2018 e o Hospital
do Seixal, previsto concluir até final de
2019) e as extensões de Foros de Amora
e Aldeia de Paio Pires, para os quais, e à
semelhança do novo Centro de Saúde de
Corroios, a Câmara Municipal do Seixal
já cedeu os respectivos terrenos”. José
Lourenço acrescentou ainda que “as obras
agora anunciadas vêm confirmar a todos
nós que lutar vale a pena e que só vence
batalhas quem não abandona a luta”.

SOCIEDADE

CSS | 31 de Maio de 2017

4

Histórias Associativas (14)*

PERGUNTAS E RESPOSTAS
Pergunta:
O meu sobrinho, com apenas 16 anos
assinou um contrato de trabalho como
empregadode balcão. Sendo eu o seu tutor, não teria de consentir? Posso anular
o contrato?
Resposta:
Não refere se é um trabalho sazonal,
por exemplo praticado nas férias escolares, ou decaracter mais duradouro.
Existem diferenças.
Vamos considerar que se trata de um
contrato a termo ou sem termo.
A idade mínima de admissão para
prestar trabalho é de 16 anos, mas existem regras para a admissão de um menor
para trabalhar.
A começar, só pode ser admitido a
prestar trabalho o menor que tenha completado a idade mínima de admissão, tenha concluído a escolaridade obrigatória
ou esteja matriculado e a frequentar o
nível secundário de educação e disponha
de capacidades físicas e psíquicas adequadas ao posto de trabalho.
O menor de 16 anos, pode efetivamente assinar um contrato de trabalho
desde que tenha concluído os estudos e
não exista oposição escrita pelos representantes legais.
Os representantes legais podem, a
todo o tempo, declarar a oposição ou
revogar a autorização referida anteriormente, sendo o ato eficaz decorridos 30
dias sobre a sua comunicação ao empregador, que pode ser reduzido até metade
o prazo referido atrás, com fundamento
em que tal é necessário para a frequência
de estabelecimento de ensino ou de ação
de formação profissional.
Chamo a atenção para o facto de no
caso o menor na situação referida, denuncie o contrato de trabalho sem termo durante a sua formação, ou num
período imediatamente subsequente de
duração igual àquela, deve compensar o
empregador do custo direto com a formação que este tenha suportado.
É igualmente aplicável caso o menor
denuncie o contrato de trabalho a termo
depois de o empregador lhe haver proposto por escrito a conversão do mesmo
em contrato sem termo.
Porque o direito do trabalho é matéria muito sensível e como facilmente se
incorre em problemas legais, escolha os
serviços de um profissional, contacte o
Solicitador.

Envie a sua questão para:
duvidas@ruifeio.pt

“’PIZ -PIZ’ uma iniciativa
muito gratificante”
Talvez por isso, se haja atrevido, conjuntamente
com António Cunha e Wilson Quintino, a
envolver-se na realização de uma réplica do
programa televisivo “ZIP ZIP”, transmitido pela
RTP nas noites de segunda-feira e que, a par
de se constituir num marco da história da TV
em Portugal, granjeou grande sucesso na época,
divulgando cantores como José Afonso, Adriano
Correia de Oliveira, Francisco Fanhais e Manuel
Freire, entre outros.
“Essa ideia partiu do Manuel Canelas, um grande
amigo da União que nela desempenhou diversos
cargos directivos,“ salienta Adelino Cunha
que acrescenta: “ No fundo, tratava-se de um
espectáculo de variedades, com umas entrevistas
de permeio. Os entrevistados eram, por norma,
pessoas ilustres do concelho, médicos, advogados,
farmacêuticos, ou simples figuras populares,
como Júlio Tiago, chefe dos bombeiros da
Mundet, a ‘Maria dos Jornais’ e o Carlos Silva,
DR

verdadeiro improvisador musical que cantava e
tocava ao mesmo tempo socorrendo-se apenas do
seu aparelho vocal e de um caixote de madeira.
As funções de entrevistador estavam confiadas ao
Flávio Ferreira, um miúdo que começava a dar os
primeiros passos na arte da locução.
‘PIZ PIZ’, assim se chamava este projecto,
inicialmente com uma periodicidade quinzenal.
Mas porque, de pronto, constatamos que tal
tarefa nos dava um trabalhão, a que se juntava
ainda o facto de, por força de não haver
transportes públicos a qualquer hora, me ver
forçado a albergar, o resto da noite, a maior
parte dos artistas que nele vinham participar,
imediatamente optámos por conferir à iniciativa
um carácter mensal.”
A concretização da ideia revestiu-se de grande
êxito, situação que despertou logo a atenção
daqueles que viam em tudo quanto merecesse a
adesão popular, sinais de contestação ao regime
vigente.
“Uma vez, pelas sete da manhã de Domingo, eu
e Manuel Canelas, tivemos que nos apresentar
no posto de polícia para responder a uma série
de perguntas relacionadas com o facto de um
declamador participante no espectáculo dessa
noite, haver recitado dois poemas que não terão
agradado a alguém que a ele assistia. Foi um caso
algo complicado, porque nos vimos na eminência
de ser levados à PIDE,” conta Adelino Cunha.
*Excertos de “Histórias AssociativasMemórias
da Nossa Memória – 1º Volume
As Filarmónicas”.
Edição Câmara Municipal do Seixal.-2001

ROSTOS DO SEIXAL
José Manuel
dos Reis
Ferreira
(1930)

DR

Escolha os serviços de um profissional, contacte o Solicitador.

Do reportório que representou constaram peças
como “Um Namoro Engraçado”, “O Berço” e “A
Promessa”, tal como “as Duas Causas”, da autoria
de Ramada Curto, mas que não chegou, todavia,
a ser estreada, entre outras razões, devido ao
falecimento de um tio de sua mulher, pessoa com
quem ela fora criada e por quem nutria muito
respeito.
“Ora” anota Adelino Cunha, “sendo ela a actriz
principal da referida peça e tendo ficado impedida
de representar em observância ao período de luto
pela morte de seu tio, os trabalhos de preparação
do espectáculo tiveram de ser cancelados.”
Anos mais tarde, dedicar-se-ia a escrever textos
de revista e peças juvenis e infantis, sendo os
respectivos cenários da responsabilidade dos
próprios intérpretes. Tarefa que assumia, em
simultâneo com a de responsável do grupo
infantil, enquanto Wilson Quintino detinha a
direcção do grupo de adultos.
“Foi uma época,” relembra,“ de grande
fulgor teatral. O público adorava este tipo de
espectáculos, razão pela qual lotava sempre as
salas. É certo, ”adianta,“ que, com excepção das

peças infantis, cuja entrada era gratuita, o preço
dos bilhetes variava entre os quinze tostões e os
dois escudos, valor que apesar de razoável para o
bolso de muitos espectadores, não afugentava as
assistências.”
Naturalmente que as receitas de cada
representação serviam, tão só, para custear
as despesas inerentes à montagem das peças,
designadamente as que decorriam do aluguer
dos fatos, dado que se tornava insustentável a
uma colectividade dispor de um guarda-roupa
próprio e muitas vezes nem para isso chegavam.
O trabalho dos actores e demais corpo técnico
processava-se a título gracioso, posto que se
tratava de ‘prata da casa’.
Ainda assim, quando a receita de bilheteira não
permitia suprir tais encargos, eram os cofres
da agremiação que, forçosamente, tinha de
funcionar, em virtude de a actividade teatral ser
entendida como um meio de ofertar aos sócios
um entretenimento que colhia o seu agrado.

Fernando
Fitas

DR

Rui Hélder Feio

De autor e actor do grupo teatrala
responsável por programa PIZ-PIZ
DR

o vozeiro

Publicidade

Natural de Arrentela, foi empregado
fabril de profissão, tendo dado voz a
uma das mais nobres atividades sociais: o
associativismo.
Desde cedo, o seu espírito de força e
cooperação foi decisivo na Sociedade
Filarmónica União Seixalense "Os
Prussianos", onde ocupou diversos
cargos diretivos: Segundo Secretário da
Direção (1971), Presidente da Direção

(1974, 1989 e 1996), Vice-Presidente
Por toda uma vida dedicada à União
Atividades Administrativas e Recreativas Seixalense e às gentes do Seixal, são-lhe
(1986, 1987, 1991, 1992, 1994, 1998 e reconhecidos elogios por aqueles que
2000), Vice-Presidente Assembleia Geral tiveram o gosto de cruzar o seu percurso.
(1988), Relator do Conselho Fiscal (1990),
Secretário do Conselho Fiscal (1995) e
Envie a sua sugestão
Presidente do Conselho Fiscal ( 2003 a
de «Rosto do Seixal» para:
2007).
comerciodoseixal@gmail.com
Como colaborador, ajudou na confeção
e organização de vários eventos na
coletividade, sempre com a sua esposa
Delfina.
Como reconhecimento de todos os
prussianos, a União Seixalense atribuiuMário Barradas
lhe o Diploma de Gratidão Por BemFazer (1990), foi distinguido como
Sócio de Mérito, proposto e aprovado
por unanimidade e aclamação (1993) e
recebeu o Diploma de Mérito em 1994.

Reportagem

CSS | 31 de Maio de 2017

5

Seixal comemora 24º aniversário de elevação a cidade
Foi na Sociedade Filarmónica União Arrentelense que este ano se comemorou o 24º aniversário da elevação do Seixal a cidade com direito a sessão
solene e concerto da banda filarmónica da Sociedade Filarmónica União Seixalense e da Orquestra Juventude Independente Torrense.

“Viva a cidade do Seixal!” foi
assim que o presidente da Sociedade
Filarmónica
União
Arrentelense
terminou o seu discurso de abertura da
sessão solene. António Aleixo agradeceu
ainda o facto de terem escolhido a
colectividadearrentelense e felicitou
António Santos, presidente da União das
Juntas de Freguesias pelo 24º aniversário
da elevação do Seixal a cidade. António
Santos tomou a palavra e agradeceu a
presença “de todos os colegas autarcas,
associações, instituições e ilustres
convidados, no fundo agradeço a todos os
presentes que nos privilegiam e honram
com a vossa presença neste momento
maior da nossa cidade em casa ano que
Publicidade

passa nesta sessão solene comemorativa
do 24º aniversário da nossa cidade,
a cidade do Seixal”. António Santos
realçou ainda “a grande evolução que as
freguesias do Seixal, Arrentela e Aldeia
de Paio Pires tiveram no pós 25 de Abril
de 1974” e que “desde então não mais
pararam de crescer”. Alfredo Monteiro
também discursou na sessão solene. O
presidente da Assembleia Municipal
sublinhou que “é fundamental dizer que
acima de tudo partilhamos aquilo que
juntos construímos” e elogiou a génese
seixalense: “o caminho que temos feito
em democracia com o poder local, com
a população, com as nossas instituições,
aquilo que fizemos na nossa história,

história de gente que trabalha, de gente
laboriosa, história de um concelho que
sempre lutou por causas, um concelho
que resistiu ao fascismo, local onde aqui
também se construiu Abril”. Coube ao
Presidente da Câmara Municipal do
Seixal fechar a sessão solene na Sociedade
Filarmónica União Arrentelense. Joaquim
Santos disse sentir “um enorme orgulho
em trabalhar neste concelhol”. Para
fechar sua intervenção e a sessão solene,
o Presidente da Câmara Municipal fez
questão de assinalar que “juntos vamos
continuar a caminhar no sentido do

progresso, da qualidade de vida, do
desenvolvimento da cidade do Seixal
neste período partilhado pelo poder local
e pelas populações para conquistarmos
mais-valias para a nossa sociedade, para
conquistarmos mais qualidade de vida
para a nossa população”. Após o fim
da sessão solene, foi possível assistir
aos concertos da banda filarmónica da
Sociedade Filarmónica União Seixalense,
dirigida pelo maestro Armindo Luís,
e também da Orquestra Juventude
Independente Torrense.

sociedade

CSS | 31 de Maio de 2017

6

Poema

O PRIMEIRO
JORNAL PORTUGUÊS

Menino piedoso

O menino caminhava,
o seu mundo não parava,
toda a gente o admirava
p’la amizade que doava…
Unindo os seus amigos
à volta d’ uma fogueira
alegrava os mendigos
p’lo gostar da brincadeira
Na escola satisfeito
um aluno assumido
tinha coração perfeito,
por Deus era conduzido
Com doçura no olhar
do menino piedoso
vendo velhice tombar!
Levantava esse idoso…
Menino chegou a velho
nesta vida retratado
com imagem de espelho
Hoje!? Um pobre coitado!

Pinhal Dias (Lahnip) - PT
In: “Bálsamo de Vida”

Nostalgia

A sensação de tristeza
Os suspiros dados, ao vento
Os olhos, carregados de lágrimas
E as palavras...por dizer.
As mãos, que tremem
As lutas, perdidas por querer
E as mágoas...infligidas
A quem as nunca merecia.
Os dias que vão passando
Os sentimentos que duram
E fazem-nos ter e pensar
Que nada é nem foi ao acaso!
E os sentimentos são pedras
Que não se quebrarão jamais
Mas serão, para sempre, um rochedo
Onde a Nostalgia, prevalecerá!
José Henriques

A “Gazeta da Restauração”, publicada
entre 1641 e 1647, foi o primeiro jornal
português, que serviu de arma de
propaganda pela Dinastia de Bragança,
imediatamente após a restauração da
independência do nosso pais. Titulada
“Gazeta, em que se relatam as novas
todas, que houve nesta corte, e que vieram

de várias partes...”, ao cujo
titulo se adicionava o mês
e o ano a que correspondia
cada número, este periódico
nomeadamente
relatava
noticias
relacionadas
com conflitos militares,
política interna e assuntos
internacionais. Segue-se a
descrição da primeira página
do primeiro número da
“Gazeta” com as primeiras
notícias impressas da nossa
história:
“Pelejou a armada
da Holanda com uma
esquadra
de
Castela,
em que vinham muitas
fragatas de Dunquerque:
durou a pendência mais de
vinte e quatro horas; foise a pique um galeão dos
Castelhanos, e ficaram
alguns destroçados, e todos
com muita gente morta. O
Holandês com algum dano
se retirou a este porto, donde
está aguardando a que el
Rei nosso Senhor lhe dê socorro para
sair outra vez a atemorizar os portos de
Andaluzia. O Conde de Castanheira, que
estava preso numa torre de Setúbal pediu
a el Rei nosso Senhor que lhe mudasse a
prisão por quanto estava indisposto; e el
Rei nosso Senhor usando de sua natural
benignidade o mandou trazer para o

Castelo de Lisboa. Num lugar da Beira se
afirma que houve um homem, que ouvindo
dizer numa conversação de amigos que
na feliz aclamação del Rei nosso Senhor
fizera o crucifixo da Sé o milagre, que a
todos é notório, disse que podia a caso a
imagem do Senhor despregar o braço; e
assim como acabou de dizer estas palavras
caiu uma parede junto da qual estavam
todos os da conversação, e só a ele matou.
Estando o galeão de Santa Margarida
para dar a vela disse o Piloto que não se
atrevia a sair sem lhe darem mais gente
do mar; inquietaram-se os soldados, e
foi necessário acudir o General António
Teles de Menezes, e alguns Senhores que
o acompanharam na jornada de Cádis:
e depois de tudo quieto prenderam três
soldados, que foram os cabeças, e a todos
três os enforcaram.”

NR - Na edição anterior saiu um texto já
publicado e não este a que corresponde o título
Pelo lapso pedimos desculpa aos nossos
leitores e em especial ao autor.

Rúben Lopes

Abandono de Crianças
Abandonar uma criança é um tipo de
1. Recorrem á idealização dos
maltrato invisível mas bastante doloroso. pais: as crianças usam a negação (evitam
qualquer argumento, como forma de
Já imaginou estar uma semana, um rejeitar a realidade, recusando mesmo
mês ou um ano sem falar com o seu filho as emoções negativas associadas) e a
por sua opção (ou porque se encontra ambivalência (tanto amar como odiar os
numa instituição, ou entregue), vivendo, pais).
por vezes, na mesma cidade ou vila?
2. Desejo de regressar aos pais:
Segundo a Comissão Nacional de parece estranho pensar como é que
Protecção de Crianças e Jovens afirma querem voltar para quem não as quer, seja
que uma criança abandonada ou entregue ele bom ou mau é o dela.
a si própria, não tendo quem lhe assegure
a satisfação das suas necessidades físicas,
3. Relações superficiais com outras
básicas e de segurança.
pessoas: as crianças posteriormente
têm dificuldade em confiar em alguém,
Alguns sinais de alerta ou indicadores: por uma razão os relacionamentos são
fome habitual, falta de protecção do frio, pautados pela resistência e dificuldade.
necessidade de cuidados de higiene e de
saúde, feridas, doenças.
4. Culpa pelo abandono: como uma
qualquer situação difícil que surja com os
Pois é, é mesmo imaginável e acarreta adultos no contexto familiar, a criança
muito sofrimento para as crianças. Os culpabiliza-se pela mesma.
pais não conseguem compreender a
situação de abandono, não a considerando
5. “Sedução“ como forma de agrado
como tal. E as crianças como gerem este dos pais, na esperança que a situação de
sentimento?!
abandono desapareça.
As crianças e jovens usam estratégias,
Qualquer adulto poderá fazer a
ás quais chamamos mecanismos de defesa diferença, seja ou não pai, mas todos
para evitar confrontar-se com a realidade temos familiares crianças/jovens cuja

satisfação de necessidades e demonstração
de afecto e atenção está ao nosso dispor.
Por último, claro que o trabalho do
psicólogo nesta área remete-se para as
mesmas técnicas de intervenção para
outro tipo de maus tratos, sendo essencial
capacitar esta criança ao nível dos recursos
emocionais, gestão destes sentimentos
negativos (de abandono, perda, culpa,
etc.) e competências relacionais.

José Mantas

Reportagem

CSS | 31 de Maio de 2017

7

Amora comemora 24º aniversário
de elevação a cidade

A freguesia de Amora comemorou aniversário da elevação de vila a cidade. Data coincidiu com festival de bandas filarmónicas
“Festibandas”.

Foi na frente ribeirinha de Amora que a
freguesia comemorou o 24º aniversário da
elevação de vila a cidade. Perante uma plateia de
cerca de duas centenas de pessoas, o presidente
da Junta de Freguesia de Amora, Manuel
Araújo, discursou à população, começando
por agradecer “a todos os presentes que fizeram
questão de estar na comemoração do aniversário
de Amora”. O presidente continuou dizendo
que “não só as bandas filarmónicas mas
todo o movimento associativo, dado o papel
importante que têm na sociedade, deveriam
receber um outro reconhecimento por parte
do Estado, que os apoiasse e que muitas vezes
não se dificultasse” dando depois o exemplo das
bandas filarmónicas que pagam IVA sobre os
instrumentos que pretendem adquirir.
Manuel Araújo realçou ainda o facto de que
a marcação dos festejos do aniversário terem
Publicidade

sido marcados para a
frente ribeirinha não
foram ao acaso “é nossa
intenção que esta baía,
esta zona ribeirinha, seja
um ponto de partida
para a dinamização e
para o investimento do
concelho”. O presidente
da Junta de Amora
prosseguiu dizendo que
“sem dúvida alguma
que as potencialidades
deste local não têm
sido
devidamente
aproveitadas”
mas
que estão a ser dados
importantes passos nesse
sentido, pois “está a ser construído a estação
náutica, permitindo no futuro que algumas
embarcações de recreio e de desporto possam
ter outras condições de atracar, mas não chega,
precisamos de toda esta zona ribeirinha, que
ainda está na mão de alguns proprietários
privados o que dificulta a sua utilização, não
fazendo sentido que toda esta zona belíssima
de sapal que existe até ao Porto da Raposa –
Ponte da Fraternidade - não seja usufruída pela
população”.
A Câmara Municipal do Seixal também
se fez representar nas comemorações do 24º
aniversário da elevação a cidade por intermédio
da vereadora dos Recursos Humanos e
Desenvolvimento Social, Manuela Calado.
Manuela Calado iniciou a sua intervenção
endereçando “um grande abraço fraterno
de todo o executivo por estes 24 anos da

elevação de Amora a cidade, e não há nada
melhor que festejar estes 24 anos senão neste
espaço maravilhoso em que nos encontramos”.
Manuela Calado agradeceu ainda a presença das
bandas filarmónicas no Festibandas, que este
ano coincidiu com o aniversário da elevação a
cidade de Amora, e relembrou que “o município
do Seixal é um município extremamente rico
porque tem cinco bandas, cinco associações
centenárias e não é qualquer concelho que o
tem e a banda da Sociedade Operária Amorense
é uma das nossas bandas emblemáticas e que
muito tem dado a este concelho e a este país”.
A vereadora realçou a obra já feita com “um
conjunto de investimentos já realizados e de
outros que estão programadas e que surgirão
nos próximos anos, tal como as que foram
feitas, como a Ponte Pedonal” e continuou
relembrando a construção do novo quartel
para a Associação Humanitária dos Bombeiros
Mistos de Amora “depois de muita luta e depois
de muita persistência, será uma realidade e por
isso vale sempre a pena
lutar, se tivéssemos
cruzado os braços e
deitado a toalha ao
chão provavelmente
nada disto tinha
acontecido”.
Para concluir, a
vereadora falou ainda
do Hospital do Seixal
“não vamos cruzar os
braços, é certamente
uma das nossas grandes
reivindicações. No dia
em que foi assinado

o protocolo com o Secretário de Estado de
Saúde, tivemos uma deslocação ao local do
futuro Hospital, havendo um empenhamento
muito grande por parte do Estado Central, em
particular do Ministério da Saúde na construção
deste equipamento que é muito importante para
o nosso concelho”.
Os festejos do 24.º aniversário coincidiram
este ano com o festival de bandas filarmónicas
Festibandas, organizado pela Sociedade
Filarmónica Operário Amorense (SFOA), pela
Junta de Freguesia de Amora e pela Câmara
Municipal do Seixal, contando este ano com
a presença das bandas da SFOA, da Sociedade
Musical Sesimbrense e da Academia Sons e
Harmonia de Loures. Devido ao forte vento
que se fazia sentir, os concertos que estavam
marcados para a frente ribeirinha acabaram por
se realizar na sala de espectáculos da SFOA, mas
todas as bandas não saíram do local sem antes
tocarem uma peça musical individualmente e os
parabéns à cidade de Amora.

ENTREVISTA

CSS | 31 de Maio de 2017

8

CORROIOS COMEMORA O 24º ANIVERSÁRIO DA
ELEVAÇÃO A VILA
No dia 20 de Maio, Corroios assinalou o seu 24º Aniversário de elevação a Vila, com uma festa realizada no Pavilhão Multiusos da Quinta da Marialva,
organizada conjuntamente pela Junta de Freguesia e pelo Movimento Associativo Popular (MAP). Num colorido e animado desfile, que durou cerca de 3
horas, o MAP de Corroios apresentou o resultado do que mais relevante oferece à população da freguesia na vertente desportiva e cultural.
O Comércio do Seixal e Sesimbra, esteve à fala com Eduardo Rosa, Presidente da Junta de Freguesia de Corroios.

Há 24 anos a localidade de Corroios
era elevada a Vila no dia 20 de Maio
de 1993. Para além do prestígio a
que essa classificação corresponde,
que outros benefícios trouxe para a
população?
Em primeiro lugar, Identidade.
Não nos podemos esquecer que, como
freguesia, Corroios tem uma existência
de 508 anos, mas 648 anos ricos de
História, que marcam profundamente
a identidade de um local e do seu
povo. Depois de 140 anos, anexada
à vizinha Amora, a freguesia foi de
novo restaurada em 1976, fruto da
recomposição administrativa que adveio
do 25 de Abril e da instituição do Poder
Local Democrático. A partir daí ouve
um enorme crescimento populacional e
urbanístico. Em 1981 já tínhamos cerca
de 26 mil habitantes. Até 2017 esse
número praticamente duplicou. Em 20
de Maio de 1993, Corroios é elevada à
categoria de Vila. Hoje, é a segunda Vila
mais populacional de Portugal, com
cerca de 50 mil habitantes.
O nosso sonho hoje, e pelo qual
iremos lutar, é a elevação a cidade.
Finalmente estará para breve o
início da construção do novo Centro
de Saúde há tantos anos reivindicado

pelos utentes e pela autarquia. Existe
algum prazo estipulado para a sua
conclusão?
De acordo com as palavras proferidas
pelo Secretário de Estado da Saúde,
na cerimónia pública de assinatura
do Acordo de Colaboração entre a
Administração Regional de Lisboa e
Vale do Tejo e a Câmara Municipal do
Seixal, para a construção do novo Centro
de Saúde de Corroios, realizada no
passado dia 9 de Maio, o equipamento
deverá estar a funcionar em finais de
2018. Esperamos que se cumpra, o que
determinará que Corroios deixará de
ter utentes sem médico de família. É
uma luta que se arrasta há 20 anos, em
que foram feitas diversas promessas
pelos sucessivos governos, que nunca
foram cumpridas. Felizmente que
temos contado com a combatividade da
Comissão de Utentes que, contra todas
as resistências políticas e partidárias,
sempre mantiveram a determinação e
nunca desistiram. A assinatura deste
acordo é uma vitória da população, dessa
determinação da Comissão de Utentes e
do Poder Local Democrático, que sempre
prestou o seu apoio, lutando ao seu lado.
Aliás, é uma tradição de luta, que está
no ADN da população da Margem
Sul, desde o tempo da ditadura. Todos
os equipamentos e infraestruturas, da
responsabilidade do Poder Central,
que suportam o crescimento das nossas
freguesias, têm sido sempre conseguidos
com muito esforço e luta das populações.
Talvez o facto de a população votar,
para as autarquias, maioritariamente
na CDU desde o 25 de Abril de 1974,
explique este estigma, tendo em conta
que os sucessivos governos têm alternado
entre o PS e o PSD. As nossas autarquias
trabalham para o bem-estar das
populações e, por isso, temos um sentido
de unidade e proximidade que não se vê
em mais nenhuma força política local. A
luta pela construção do novo Centro de
Saúde de Corroios, sempre foi partilhada
pelos restantes executivos locais do nosso
concelho (Juntas e Câmara Municipal).
É nessa perspetiva continuarmos juntos
a lutar pelo Hospital do Seixal, que o
Secretário de Estado da Saúde declarou
estar pronto a funcionar até final de

2019, e pela construção das extensões
de saúde de Foros de Amora e Aldeia
de Paio Pires, bem como pela reposição
das 6 freguesias no concelho do Seixal.
A Democracia exerce-se na proximidade.
Diminuindo-se o número de freguesias,
distancia-se o poder local das populações
e dos seus problemas e necessidades.
O que, alegadamente, traria ganhos
financeiros e económicos para o poder
central, perde-se em eficácia e eficiência
na intervenção do poder local.
As Festas de Corroios extravasam há
muito os limites da Freguesia, sendo
das mais participadas e de maior
prestígio da Zona Metropolitana de
Lisboa. Já nos pode adiantar alguma
coisa sobre a programação para este
ano?
Efetivamente as Festas de Corroios
são uma mais-valia, não só para a
freguesia, mas também para o concelho
do Seixal. Mas antes de falar das
Festas, propriamente ditas, e da sua
programação, gostaria de tecer algumas
considerações mais abrangentes, para
compreensão geral. Esse ganho de
prestígio e notoriedade só é possível
devido ao investimento que tem sido
progressivamente feito na Quinta da
Marialva. Têm sido aí realizados grande
parte dos eventos de Corroios como
sejam, a Feira Medieval, a Feira de
Projetos Educativos, o Festival VOA,
o Encontro Internacional Vintage
Vans, as Marchas Populares, o Desfile
de Carnaval, o Aniversário da Vila, o
Concerto de Ano Novo, e muitas outras
iniciativas organizadas pelo Movimento
Associativo Popular, como as Manhãs
Desportivas. As Festas pagam-se a si
próprias e trazem cerca de 600 mil
pessoas à freguesia, durante os 10 dias da
sua realização. Também os comerciantes
que ali oferecem os seus produtos e
divertimentos, ficam cá durante cerca
de 15 dias, consumindo e animando o
comércio local. A Mostra Mensal das
Atividades Económicas, que se realiza
todos os últimos domingos de cada mês,
é já uma referência no nosso distrito
e mesmo na Área Metropolitana de
Lisboa. A Quinta da Marialva dispõe de
um anfiteatro para concertos de grande
envergadura, que já é um elemento de
prestígio para os artistas e grupos que
ali atuam ao longo do ano. A construção

do Pavilhão Multiusos veio retirar a
sazonalidade à utilização da Quinta,
podendo ali realizar eventos todo o ano,
sem o constrangimento das condições
meteorológicas. E, acima de tudo, é
um equipamento extraordinariamente
importante para o nosso riquíssimo
Movimento Associativo Popular, para
a comunidade escolar e para o tecido
empresarial. O parque para caravanas
já está no roteiro da respetiva Federação
Nacional e está a ter uma utilização mais
constante. O que gostaríamos que as
pessoas soubessem é que os investimentos
feitos na Marialva são para usufruto da
população e realizados com o dinheiro
das Festas e da Mostra Mensal. Parte das
receitas obtidas com estes eventos, têm
também servido para intervenções na
freguesia que, de outro modo não seriam
possíveis. Apesar de aprovada, publicada
e regulada, a aplicação da Lei das
Finanças Locais tem sido sucessivamente
adiada pelos diferentes governos,
estrangulando
financeiramente
as
autarquias e impedido que sejam
realizados investimentos estruturantes
para a melhoria da qualidade de vida das
nossas populações.
Voltando às Festas de Corroios 2017,
temos um cartaz recheado de grandes
concertos e espetáculos, distribuídos
pelos três palcos do recinto. Pelo Palco
Carlos Paredes, o maior, irão passar
os Capitão Fausto e os Rua Direita, o
XXXIII Festival de Folclore de Corroios,
uma noite dedicada ao fado com Carlos
Leitão, os Remember Revival Band, Quim
Barreiros, Moonspell, Diogo Piçarra,
The Gift, Nelson Freitas e GNR. Todos
os anos há um concerto, e apenas um,
em que se cobra uma entrada simbólica,
que reverte para melhoramentos nas
condições do recinto. Todos os outros
são gratuitos. Não sei se haverá no país
uma oferta gratuita de qualidade tão
vasta no plano musical. No Palco Arraial
atuarão diversos conjuntos musicais, que
animarão os sempre tradicionais bailes.
No Palco Liberdade estará diariamente
representado o que de melhor se faz no
Movimento Associativo Popular, não
só da nossa freguesia, mas também de
outras localidades por nós convidadas.

Reportagem

CSS | 31 de Maio de 2017

9

24º Aniversário
da Freguesia
de Fernão Ferro
A Freguesia de Fernão Ferro celebrou
no passado dia 27 de maio o seu 24º
aniversário. Desta vez, o Executivo da Junta
de Freguesia, optou em conjunto com o
movimento associativo, transformar esta
celebração num momento de convívio, de
partilha e de envolvimento com a população
em geral num espaço aberto e fora "daquele"
momento mais formal, sendo que o Parque
das Lagoas foi sem margem para dúvidas o
local ideal para fazer acontecer um dia cheio
Pela primeira vez, a população celebrou
de emoções.
pelo seu envolvimento nas iniciativas Abertura do Espaço Infantil; Pic Nic;
Batalha de Balões de Água, onde foi possível
dezenas jovens se inteirarem da história
de Fernão Ferro. Os pais fizeram questão
de os acompanhar o que tornou o dia do
aniversário, também num dia da família.

Festa de angariação
de fundos na Aldeia
de Paio Pires

Grupo de amigos da Aldeia de Paio Pires organiza festa com objectivo
de angariar fundos para o Paio Pires Futebol Clube e também para a
Associação Humanitária de Bombeiros Mistos do Concelho do Seixal.

José Umbelino é um dos amigos que
pertence ao grupo que organiza as festas e
falou ao "Comércio" sobre o que podemos
esperar da mesma “a festa será no jardim de
Paio Pires, perto do depósito da água, mais
concretamente no Largo 1º de Maio. É uma
festa de um grupo de rua, ou seja, feita pela
vizinhança, por um grupo de amigos ao
qual chamámos Amigos do Caraças”.

angariados na festa. Algum do dinheiro
que acumulámos fica para o grupo para
podermos trabalhar para o ano seguinte,
para no próximo ano fazermos um arraial
diferente”.

A festa vai durar os dias 9 e 10 de Junho.
A abertura será feita por volta das 19 horas
e ficará a cargo do Rancho Folclórico
Estrelinhas do Sul seguido por um baile
José Umbelino falou ainda da angariação do músico Fernando Sereno. No dia 10 de
de fundos “no final da festa, chamamos Junho, será a vez da banda KZL MUSIC
ao palco um representante do Paio Pires actuar, comandada pelo músico José Lino.
Futebol Clube e outro dos Bombeiros do
Seixal e damos um envelope com os fundos
Publicidade

Saúde

CSS | 31 de Maio de 2017

10

SEGURANÇA DAS CRIANÇAS NO VERÃO
O verão é um período divertido para
crianças e famílias e todos passam mais
tempo ao ar livre em dias quentes. Embora
seja importante incentivar atividades
físicas saudáveis, como andar de bicicleta
e outros exercícios, os pais precisam saber
como manter seus filhos a salvo.
Além disso, atividades comuns ao
redor da casa, como cortar a relva e fazer
churrasco, podem causar lesões graves
que podem ser evitadas se algumas dicas
simples forem seguidas.

As crianças devem ser supervisionadas
atentamente, mesmo que saibam nadar.
Piscinas devem ter grades dos quatro
lados.

removidos em caso de emergência como
um incêndio.

Use coletes salva-vidas próximo a
corpos d'água naturais como lagos ou
oceanos. Pequenos corpos d'água, como
tanques de peixes ou fontes e até mesmo
baldes, podem atrair crianças. Bebés
podem cair dentro desses corpos d'água
se inclinando para frente e se afogar.

Crianças nunca devem brincar perto
do cortador de relva quando estiver a ser
usado. Elas podem ser atingidas pelas
lâminas se chegarem muito perto e itens
apanhados sob o cortador de relva podem
ser arremessados para fora, se tornando
projéteis perigosos.

ATIVIDADES RECREATIVAS

ATIVIDADES NO LAR

Capacetes:

Queimaduras:

Muitos sites podem mostrar o básico
de capacetes para ciclismo e outras
atividades. É importante lembrar que
os filhos imitam os pais, então os pais
também devem usar capacetes.
Trampolins:

O verão traz o risco de queimaduras
de churrasqueiras ou fogueiras. Planeie o
local da churrasqueira de modo a diminuir
o risco de alguém correr ou brincar perto
dela e considere a possibilidade de colocar
uma barreira em torno dela.

Dr. Jorge Neves

Lesões com o cortador de relva:

IMPORTANTE
Lesões são as principais causas de morte
em crianças. De acordo com os Centros
de Controlo e Prevenção de Doenças dos
EUA, a cada hora morre uma criança
por lesão e a cada quatro segundos uma
criança é tratada por uma lesão no serviço
de urgência.

Crianças não devem ficar no jardim
enquanto a relva estiver a ser cortada
e nunca devem andar montadas no
cortador de relva.

Para cada criança que morre, 25 são
hospitalizadas e 925 precisam ser levadas
para o serviço de urgência.

As cinzas da fogueira podem continuar
Lesões como fraturas ósseas, concussão quentes mesmo depois de apagar o fogo.
e entorses são comuns. A Academia
Americana de Pediatria recomenda nunca
Quedas de janelas:
usar trampolins em casa, em aulas de
ginástica de rotina ou em pátios.
Janelas abertas ventilam a casa, mas
também atraem crianças para olhar para
Afogamento:
fora e sentir a brisa. Telas mantêm insetos
do lado de fora, mas podem ser facilmente
É a principal causa de morte por lesão removidas.
em crianças entre 1 e 4 anos. Todos
devem saber o básico de flutuar e se
Considere usar protetores de janela ou
mover dentro da água. Lições formais de calços para limitar a abertura da janela.
natação diminuem o risco de afogamento. Certifique-se de que possam ser facilmente

Almeirão
continente europeu e possuem muitos
nomes populares. Para termos uma
ideia da sua profusão e da confusão daí
reinante, diremos que, só em castelhano,
o almeirão tem mais de 50 designações,
dependendo das respetivas regiões.

manhã seguinte, à semelhança de outros
vegetais (veja-se, por exemplo, o caso das
onagras no meu livro “As Plantas, Nossas
Irmãs”, pág. 144 e 145). A raiz é cónica,
grossa e pivotante, o que requer solos leves
e bem drenados. Os frutos são aquénios

Adiante! O nosso almeirão é uma
herbácea perene com folhas basais
lanceoladas e levemente denteadas que
se parecem com as da alface pela sua
cor verde amarelada, mas muito mais
rijas e robustas. À medida que se vão
cortando as folhas, cresce nova folhagem,
o que confere à planta uma produtividade
ímpar. A partir da lua de maio o almeirão
espiga e deixa de propiciar aproveitamento
culinário. Surge então uma haste estriada
que pode atingir um metro de altura
com folhas caulinares mais pequenas e
esparsas, algo leitosas (latex). Nas axilas
das folhas nascem capítulos florais de
azul intenso, ligulados, com duas filas
de pequenas brácteas triangulares. As
flores fecham ao pôr-do-sol e reabrem na

encimados por uma coroa de pelos curtos.
As folhas do almeirão, cruas, cozidas
ou marinadas constituem um alimento
muito nutritivo e saudável. São de baixas
calorias e de ação antioxidante que retarda
o envelhecimento. Contêm substâncias
amargas (intibina), inulina, provitamina
A, vitamina C, vitaminas do complexo B,
cálcio, potássio, fósforo, magnésio, sódio
e ferro.
São muitas as propriedades do
almeirão, bem como de todos os
“cichórios”: digestivo, colerético (favorece
a secreção da bílis), ativante da circulação
sanguínea, laxante, vermífugo, diurético,
desintoxicante, sedante e antigotoso.
Algumas das virtudes curativas do
almeirão eram já conhecidas dos romanos

Miguel Boieiro

DR

Quem é da chamada “Zona do Pinhal”
(Sardoal, Vila de Rei, Sertã, Oleiros,…)
está familiarizado com este vegetal que
proporciona agradáveis saladas crudívoras.
No meu caso, foi através da família da
minha esposa, oriunda da citada região,
que comecei a apreciar este legume tão
salutar e que agora não dispenso. Em
traços muito simples, diremos que se
trata de uma espécie de alface-brava que é
finamente cortada, a que se mistura puré
de batata (ou feijão, ou arroz cozidos),
cebola e um fio de azeite. É uma salada de
primavera que combina muito bem com
todos os pratos.
Estamos habituados à classificação
científica rigorosa do reino vegetal
iniciada por Lineu, embora surjam, por
vezes botânicos discordantes em relação
às nomenclaturas. No caso presente,
sabe-se que o almeirão pertence ao género
Cichorium e à família das Asteraceae,
sendo referido em todo o lado como
Cichorium intybus. O problema é
que esta designação é também dada
ao almeirão silvestre, com folhas mais
escuras e compridas que cresce à beira
dos caminhos, à chicória, de folhas mais
recortadas, à endívia, de folhas ovaladas
de tom verde pálido, que se desenvolvem
subterraneamente, à escarola, ao
radicchio de folhas avermelhadas e à
chicória (variedade sativum) de cuja raiz
se prepara um sucedâneo de café. São,
de facto, variedades diferentes da mesma
planta. Depois de alguma investigação
concluí, salvo melhor opinião, que o
almeirão que irei descrever e caracterizar
será o Cichorium intybus var. foliosum.
Todas estas espécies são nativas do

que o utilizavam para tratar distúrbios
do fígado. É especialmente indicado para
combater a gastroenterite, a anemia, a
diabetes, o artritismo, limpar os rins,
estimular o baço, corrigir problemas de
visão, fortalecer os ossos, os dentes e o
cabelo e ativar a função digestiva.
O Dr. Oliveira Feijão na sua “Medicina
pelas Plantas” recomenda um xarope
confecionado com suco de almeirão e
açúcar pilé em partes iguais, fervidos em
lume brando, como laxante para se tomar
uma a quatro colheres de chá, em jejum.
Por sua vez, o Dr. Pamplona Roger
em “A Saúde pelas Plantas Medicinais”
prescreve o suco fresco para o fastio e a
infusão de 30 g de folhas e raízes num
litro de água, para tomar duas chávenas
antes das refeições, como simples aperitivo
ou depois das principais comidas, como
digestivo.
Acabo, no entanto, como comecei. Para
mim, o almeirão tem mais interesse na
culinária pelo que, firmemente, incentivo
o seu uso, tanto mais que, como dizia
Hipócrates, o Pai da Medicina: ¬“que o
teu medicamento seja o teu alimento e que
o teu alimento seja o teu medicamento!”.
Uma precaução final: os almeirões
cultivados, incluindo as escarolas, as
endívias e as chicórias, são muito menos
amargos que os almeirões silvestres, o que
não quer dizer que sejam mais saudáveis.

GASTRONOMIA

CSS | 31 de Maio de 2017

11

Preparação:
Demorei 15 minutos para confecionar
os quatro mil folhas. Comecei pelo
chantilly. Bati as natas em velocidade
alta e fui acrescentando o açúcar. Para
conseguir um creme com picos moles
é preciso um pouco de paciência e
atenção, para não passar do ponto. Uns
três minutinhos batendo e você tem um
chantilly delicioso!
Enquanto terminava esse processo,
aqueci o azeite numa pequena frigideira.
Cortei as folhas de lasanha pela metade
e uma a uma, fritei. O ponto certo para
retirá-las da frigideira é este que mostro
na foto, quando a massa estiver repleta
de bolhas. Enxuguei levemente com
papel de gordura e reservei.
A linha de montagem é muito simples:
1) Lasanha
2) Duas colheradas de sopa de chantilly
bem espalhadas no meio da massa.
3) Amoras por cima.
4) Mais uma folha,
5) Chantilly, framboesas e muito açúcar
em pó para polvilhar.
.... Voilá, receita pronta!
Refood - Corroios
Publicidade

DR

RECEITA:
Lasanha de Frutos Vermelhos

Ingredientes:
Ingredientes para 4 unidades:


6 folhas de lasanha crua



azeite para fritar



200 ml de natas



5 colheres de sopa de açúcar



framboesas e amoras q.b



açúcar em pó para polvilhar

ENTREVISTA

CSS | 31 de Maio de 2017

12

BANDA VENICE CATHOUSE

Os “Venïce Cathouse” são uma banda multicultural, constituída por membros de três países diferentes que se juntaram para celebrarem a
música Rock. O “Comércio” falou com um dos membros, Mário França, que nos deu a conhecer o projecto.
pelo Bairro Alto, eram de Venice Beach
na California e sendo Los Angeles um
sítio de partida para a nossa sonoridade,
achámos que seria um nome porreiro.
Cathouse vem da série que passava aqui
em Portugal na TV como Rancho das
Coelhinhas.
Têm três músicas disponíveis no
vosso canal do Youtube, para quando
a gravação de um CD?

Para terminar, quando e onde os
podemos ver ao vivo?
Temos uns quantos concertos, os mais
próximos são dia 3 de Junho para quem
quiser curar a ressaca de Rock depois dos
Guns n' Roses, no Another Place, perto
de Cacilhas, antigo Almada Bikers, com
os Tones of Rock e com Toxikull e dia
15 de Julho na Incrível Almadense com
Affäire, tudo boas bandas, vale a pena
ouvir.

Provavelmente iremos gravar uns temas
no verão para fazer um EP, se a coisa
correr bem e tiver aderência, avançamos
logo para o álbum.
Quantos e quem são os membros da e fomos apresentados por um amigo em
banda?
comum, o Chris já era amigo dele da
mesma cidade e decidiu vir para cá.
Os membros da banda são: Jim
No início tocávamos os três mas fiz o
Gäddnäs na voz, Mário França na convite ao Jonathan pela internet porque
guitarra, Jonathan Boggard no Baixo e já o conhecia de vista da cena Rock de
Christian Dahl na bateria.
Lisboa.
O Jim e o Christian vêm da Finlândia
Uma grande vantagem que os nórdicos
e o Jonathan do Brasil.
têm em relação a nós Portugueses, nunca
se atrasam e trabalhamos na banda como
Como surgiu a ideia de criar a banda se fosse uma empresa.
com membros de outros países?
Como escolheram o nome?
A ideia de criar uma banda
com membros de outros países foi
O nome foi escolhido pela junção de
completamente aleatória.
duas ideias; Venïce veio de um grupo
O Jim decidiu experimentar Portugal de miúdas que andavam numa noite

União Seixalense comemora 146 anos
da sua fundação

Sessão Solene comemorativa acontece no dia 4 de junho, pelas 16:00 horas, seguida de um concerto pela sua banda filarmónica no Salão Nobre António da Cunha, onde o passado e o presente estarão de mãos dadas.
gravou um disco de vinil por iniciativa da
então Comissão das Comemorações do
Centenário. Em 2001 gravou um CD e em
2005, gravou o “Marés” – o seu segundo
CD, reconhecido internacionalmente
pela qualidade artística das obras
interpretadas, gravando em 2012 o álbum
de passodobles "António Ribeiro Telles".

A Sociedade Filarmónica União
Seixalense, também designada por "Os
Prussianos", foi fundada a 1 de junho
de 1871, no reinado de Dom Luís, junto
com a banda filarmónica.

Foram conferidos à União, ao
longo da sua existência, as seguintes
distinções: Medalha de Louvor, pela
Cruz Vermelha Portuguesa (1926); Grau
de Dama da Ordem de Benemerência,
pelo Presidente da República Óscar
Carmona (14 de Novembro de 1935);
Medalha de Instrução e Arte e Diploma
de Generosidade e Filantropia, pela
Federação Portuguesa das Coletividades
de Cultura e Recreio (1956); Medalha
de Honra, pela Câmara Municipal do
Seixal, entre outras.

Das atividades culturais da Sociedade
Filarmónica União Seixalense, destacase a promoção da cultura através da
banda filarmónica, que mantém em
actividade uma escola de música - Escola
de Música Matias Lucas, que funciona
ininterruptamente desde a sua fundação.
Os alunos da Escola de Música também
Em
1971,
no
decurso
das
promovem actividades, tais como o Coro
comemorações do seu centenário, a banda
e Orquestra Juvenil.

A banda da União Seixalense foi a
primeira em Portugal a interpretar a
Ópera "Carmen" de Georges Bizet,
trazida por um presidente da direção na
sua ida a França no século XIX, organizou
o seu primeiro Grupo Cénico em 1927 e
a Biblioteca foi inaugurada em 1945. Nos
anos 70 do século passado, o programa
televisivo ZIP ZIP deu origem a uma
sátira organizada pela União Seixalense
que atraia centenas de espetadores - o
PIZ PIZ, recebendo na sua sede social as
figuras de destaque de então, tais como
Raúl Solnado, José Fialho Gouveia ou,
noutro cariz, Mário Soares, Simone de
Oliveira ou José Hermano Saraiva, que
gravou para a RTP o Seixal e a história
da União Seixalense. Existiu ainda uma
comissão que cuidava de todos os eventos
e até da própria Sociedade: a Comissão
dos Anjinhos Enrascados, que organizava
as Festas de São Pedro do Seixal,
destacando o primeiro arraial eletrificado
erigido pela União Seixalense na Praça
Luís de Camões.
Em 2003 foi retomada a Marcha

Popular de São Pedro, que estava
inatividade desde 1971 e em 2007 foi
criado um grupo musical de animação de
rua: Os Algazarra & Companhia.
A Sociedade de hoje, dispõe de uma
renovada sala de desporto e de diversas
ofertas na sua Escola de Música Matias
Lucas.
Ao longo de tantos anos de história, a
Sociedade Filarmónica União Seixalense,
continua a trazer centenas de pessoas
ao seu seio, quer para os famosos Bailes
de Carnaval, para a sua Sala de Petiscos
com vista sobre o Tejo ou para assistir
a um concerto da sua centenária banda
filarmónica.

A

Agenda
Agenda

CSS | 31 de Maio de 2017

13

DR

Avô Cantigas
no Seixal

Amora em Movimento

Para festejar o Dia da
Criança, o Auditório Municipal do Fórum Cultural do
Seixal recebe amanhã às
15 horas o concerto do Avô
Cantigas. O concerto dedicado às crianças mas que
também traz muitas e boas
memórias aos graúdos serve
também para comemorar os
35 anos de existência do Avô
Cantigas.

A Associação Desportiva e
Cultural Cinza Fénix promove
um fim-de-semana desportivo
no Parque do Serrado, em
Amora. No dia 3 de Junho a
partir das 9:30 haverá actividades desportivas e exibição
de KravMagá às 11 horas; no dia seguinte também às 9:30 será
vez da 3ª Edição Street Foot 5 para jovens de 8 e 9 anos.

DR

Feira Festa da Quinta
do Conde
DR

Publicidade

DR

Começa já amanhã mais
uma edição da Feira Festa
da Quinta do Conde. O
certame vai receber vários
artistas de renome nacional
como ATOA, David Antunes,
Herman José ou Quim
Barreiros e servirá ainda
como mostra de expositores ligados às actividades económicas,
movimento associativo, empresas e instituições. A Feira decorre
até dia 11 de Junho.

Semana
Gastronómica
do Peixe-espada
Preto
Se ainda não foi pode
aproveitar até ao próximo
dia 4 de Junho a Semana
Gastronómica do Peixeespada Preto que decorre
em Sesimbra. A iniciativa
pode ser degustada nos
restaurantes
aderentes
de Sesimbra e de Santiago e conta com o apoio
da Câmara Municipal de
Sesimbra, da Junta de Freguesia de Santiago e da
Comissão Vitivinícola da
Península de Setúbal.
DR

Exposição de
pintura de
José Robalo
A Galeria Municipal de
Corroios recebe a partir de
dia 3 de Junho uma exposição de pintura do artista
português José Robalo
denominada
“Presenças
Ocultas & Sagrados Profanos”. A exposição do artista
nascido em Almada a 1968
estará disponível para visita
de terça a Sábado das 15
às 19 horas até ao dia 22
de Julho.

lazer

CSS | 31 de Maio de 2017

12
14
14

sopa de letras

RIOS DE PORTUGAL

cinema

REI ARTUR:
A LENDA DA ESPADA

Carneiro

31/05 a 08/06
21-03 a 20-04

Amor: Não esconda os sentimentos. Liberte aquilo que sente
e mostre a pessoa maravilhosa que é.
Saúde: Faça mais exercício físico. Está a ganhar peso
a mais.
Dinheiro: Não se precipite e pense bem antes de tomar qualquer decisão que envolva mudanças no plano profissional.
Números da Semana: 1, 18, 22, 40, 44, 49

Touro

21-04 a 21-05

Amor: Não vá atrás das aparências, pois elas muitas vezes enganam. Seja mais consciente e ponderado nas suas
atitudes.
Saúde: Coma salmão para baixar o colesterol.
Dinheiro: Encontra-se numa boa fase, dê asas às suas
ideias! Os seus superiores irão apreciá-las.
Números da Semana: 03, 11, 19, 25, 29, 30

Gémeos

21-05 a 21-06

Amor: Cuidado com os falsos amigos. Não seja tão ingénuo
com quem não conhece bem.
Saúde: Aconselha-se uma dieta.
Dinheiro: Está a passar por um momento positivo neste
campo da sua vida, aproveite-o para progredir profissionalmente.
Números da Semana: 19, 26, 30, 32, 36, 39

Caranguejo

dr

Sudoku

21-06 a 23-07

Amor: Se der ouvidos a terceiros poderá sair prejudicado
na sua relação amorosa.
Saúde: Procure descansar as horas necessárias para o
seu bem-estar.
Dinheiro: Não gaste mais do que aquilo que a sua conta
bancária permite.
Números da Semana: 05, 09, 17, 33, 42, 47

O capitão Jack Sparrow está numa maré de azar.
Os ventos da má sorte começam a soprar ainda
com mais força quando fantasmas de marinheiros
mortos, liderados pelo terrível Capitão Salazar,
fogem do Triângulo do Diabo, empenhados em
matar todos os piratas - especialmente Jack. A
única esperança de Jack Sparrow, está no Tridente
de Poseidon, mas para o encontrar é obrigado a
forjar uma aliança com Carina Smyth, uma
brilhante e bonita astrónoma, e Henry, um jovem
marinheiro da Marinha Real Britânica.

música

EXCUSE ME

Leão

24-07 a 23-08

Amor: Não deixe que o seu orgulho fira a pessoa que tem a
seu lado, seja mais compreensivo e aprenda a ouvir.
Saúde: Faça uma caminhada.
Dinheiro: Tente fazer um pé-de-meia, pois mais tarde
poderá vir a precisar de um dinheiro extra.
Números da Semana: 08, 10, 22, 31, 44, 49

Virgem

24-08 a 23-09

Amor: Não deixe que a rotina tome conta da sua relação e
use e abuse da criatividade.
Saúde: Cuide mais da sua saúde espiritual cultivando
pensamentos positivos.
Dinheiro: Não gaste mais do que aquilo que realmente
pode, não se esqueça das contas que tem por pagar.
Números da Semana: 02, 08, 11, 28, 40, 42

Balança

24-09 a 23-10

Amor: Aposte tudo na sua relação, pois ela
proporcionar-lhe-á momentos inesquecíveis.
Saúde: Não se desleixe e cuide de si, invista na sua
imagem.
Dinheiro: Pense bem antes de pôr em causa o seu dinheiro, não desperdice sem ter noção daquilo que gasta e em
que gasta.
Números da Semana: 07, 19, 23, 42, 43, 48

Escorpião

24-10 a 22-11

Amor: Este é um bom período para conquistas amorosas,
use e abuse do seu charme pois ele arrebatará muitos corações.
Saúde: Anda com o sistema respiratório fragilizado, seja
prudente e proteja a sua garganta.
Dinheiro: Poderá sofrer uma mudança repentina no seu
local de trabalho, esteja atento e seja recetivo à mudança.
Números da Semana: 02, 04, 22, 36, 47, 48

dr

Sagitário

SOLUÇÃO

Nome incontornável na música
portuguesa das últimas décadas, Paulo de
Carvalho assinala 55 anos de carreira com
o lançamento de um novo álbum, intitulado
“Duetos”, para o qual convidou vozes
importantíssimas do panorama nacional.
O álbum chega às lojas pouco depois do
músico celebrar 70 anos de vida. “E Depois
do Adeus” – que serviu como primeira senha
no 25 de Abril de 1974 – , “Gostava de Vos
Ver Aqui”, “Nini dos Meus Quinze Anos”,
“Dez Anos”, “Prelúdio (Mãe Negra)”, “Um
Beijo à Lua”, “Os Meninos de Huambo”, “O
Cacilheiro”, “Lisboa Menina e Moça”, “Flor
Sem Tempo”, “Os Putos” ou “O Homem das
Castanhas” são alguns dos maiores êxitos
de Paulo de Carvalho e graças aos quais se
afirmou como uma das mais importantes
vozes da música nacional nestes últimos 55
anos.

23-11 a 21-12

Amor: Altura de harmonia e muita paz a nível amoroso,
aproveite-a em pleno.
Saúde: Pratique exercício físico e faça uma alimentação mais equilibrada.
Dinheiro: Seja mais prudente na forma como gere as
suas economias.
Números da Semana: 03, 24, 29, 33, 38, 40

Capricórnio

22-12 a 20-01

Amor: Partilhe a boa disposição que o invade com quem
o rodeia.
Saúde: Tenha mais cuidados com os rins, beba muita
água.
Dinheiro: É possível que venha a obter aquela promoção
que tanto esperava.
Números da Semana: 04, 11, 17, 19, 25, 29

Aquário

21-01 a 19-02

Amor: Poderá vir a ter uma zanga com um familiar, mas
não se preocupe que tudo se resolverá.
Saúde: Cuidado, o seu sistema imunitário anda frágil.
Dinheiro: Seja prudente na forma como administra a sua conta
bancária.
Números da Semana: 05, 17, 22, 33, 45, 49

Peixes

20-02 a 20-03

Amor: Ponha de parte essa sua mania de ser o mais
importante, deixe que o amor invada o seu coração,
aproveite o romantismo.
Saúde: Cuide da sua alimentação.
Dinheiro: Boa altura para comprar aquela peça de
vestuário de que tanto gosta, invista mais em si pois bem
merece.
Números da Semana: 02, 08, 11, 25, 29, 33

desporto

CSS | 31 de Maio de 2017

11
15
Publicidade

Juvenis A conquistam
Torneio Complementar
Os Juvenis A do Seixal Clube 1925
conquistaram o Torneio Complementar
organizado pela Associação de Futebol de
Setúbal. A turma seixalense, comandada
pelo técnico Paulo Bicho, nem precisou de
jogar para assegurar o troféuface à derrota
do 2º classificado, CF Trafaria, que perdeu
no terreno do GD Pescadores da Costa no
passado dia 21 de Maio. Assim neste último
Domingo, o Seixal Clube 1925 festejou
o título em campo na visita a casa do CF
Trafaria onde venceu por 2-6. Na próxima
jornada, dia 4 de Junho, o Seixal Clube 1925
recebe o Sporting Vinhense e será o jogo de
consagração da equipa perante os adeptos
seixalenses.

dr

Juniores femininas do
Paio Pires FC perdem
em casa
As juniores do Paio Pires Futebol Clube
perderam em casa com a equipa do GD
A-Dos-Francos por 0-3. O jogo a contar para a
Taça Nacional Juniores Feminino em Futebol
de 9 permitiu à equipa forasteira subir ao 1º
lugar da Série D, em igualdade pontual com
a turma do Paio Pires FC que assim ficou fora
dos apurados para a próxima fase. O técnico
Rui Lourenço comentou o jogo ao Comércio:
“a equipa sentiu a pressão de sermos obrigados
a ganhar e com o passar do tempo fomonos enervando e o adversário aproveitou esse
facto”. Apesar da derrota, o futuro é risonho
diz-nos Rui Lourenço: “agora é a levantar a
cabeça e estamos todos orgulhosos do que estas
meninas conseguiram fazer durante a época
toda e mais conquistas nos esperam”.

dr

convívio atletas
e veteranos
No passado dia 20 de Maio realizou-se
no Estádio do Bravo um encontro de antigos
jogadores do Seixal Futebol Clube e actual
plantel de Veteranos do Seixal Futebol Clube.
Neste convívio foi possível reunir antigas
glórias do clube seixalense como Severino,
Eugénio, Jabaru, José Carlos Gomes, Hernâni,
J. Mocho, Ismael, Vítor Santos entre tantos
outros que em várias épocas contribuíram
gloriosa e inesquecível história do Seixal
Futebol Clube.
dr

Após uma singela homenagem a todos os
presentes sem esquecer aqueles que já não se
encontram entre nós, realizou-se um jogo cujo
resultado foi o menos importante. Seguiu-se um
jantar convívio em que se recordaram episódios
de amor à camisola, de esforço e dedicação em
que a união e a amizade superavam sempre as
dificuldades que apareciam pelo caminho.

sociedade

CSS | 31 de Maio de 2017

16
16

Crédito AGRÍCoLA Homenageia PME´s

Da esquerda para a direita, Luis Marques, Nelson Lopes, Mário Felizardo (em representação da Fernando & Simões), Em representação da Caixa de Crédito Agrícola de Entre Tejo e Sado, ao centro Luis Marques (Administrador),
esquerda Laura Lagos (Coordenadora da Agência do Montijo), direita Mário Felizardo (Coordenador da Área de
Sílvia Alberto, Licínio Pina (Presidente do Grupo Crédito Agrícola) e Teresa Pires.
Empresas)

No passado dia 23 de Maio, no
Convento do Beato, em Lisboa, o Crédito
Agrícola homenageou as PME clientes que
mais contribuíram para a competitividade
e desenvolvimento da economia nacional,
tendo alcançado o estatuto PME Líder e
Excelência. Mais de duzentas empresas
participaram nesta cerimonia/jantar de
homenagem, exemplos que em tempos
difíceis conseguiram por mais um ano
superar as barreiras da crise.
Na Região onde a Caixa de Entre
Tejo e Sado opera foram distinguidas
7 empresas, sendo duas do concelho do
Seixal (ATM - Auto Torre da Marinha,
Lda. e Nelson Lopes – Construções
Unip, Lda).
Publicidade

Ainda pertencente a esta região
destacaram-se as empresas: Soregi – Frutas
e Legumes Lda, Gelcoma- Comercio de
produtos alimentares Lda, Teresa Pires
– Comercio de Peixe, Vitor Fernandes –
Queijaria Artesanal Lda , e Fernando &
Simões – Queijaria Artesanal , Lda
Luis Marques Administrador da
Caixa de Entre Tejo e Sado informou
que os números têm subido ano após
ano. A região está mais forte e mais
competitiva. É importante destacar o
tecido empresarial da região (Península
de Setúbal) e também criar espaço para
os empreendedores.

Parabéns a todos!


Documentos relacionados


Documento PDF comercio 338
Documento PDF comercio 322
Documento PDF comercio 337
Documento PDF comercio 330
Documento PDF comercio 347
Documento PDF comercio 349


Palabras claves relacionadas