Caja PDF

Comparta fácilmente sus documentos PDF con sus contactos, la web y las redes sociales.

Compartir un archivo PDF Gestor de archivos Caja de instrumento Buscar PDF Ayuda Contáctenos



Comércio 319 (1) .pdf



Nombre del archivo original: Comércio 319 (1).pdf

Este documento en formato PDF 1.5 fue generado por Adobe InDesign CS4 (6.0) / Adobe PDF Library 9.0, y fue enviado en caja-pdf.es el 15/10/2016 a las 10:09, desde la dirección IP 85.242.x.x. La página de descarga de documentos ha sido vista 864 veces.
Tamaño del archivo: 7 MB (16 páginas).
Privacidad: archivo público




Descargar el documento PDF









Vista previa del documento


Preço: 0,01

Publicidade

Publicidade

Semanário | Sexta-feira | 7 de Outubro de 2016 | Ano IX | N.º 319

Director: Fernando Borges
DR

NO

TOPO
DO
MUNDO
| PÁG. 9 |

REPORTAGEM

SOCIEDADE

ENTREVISTA

DESPORTO

Tipografia Popular do Seixal

Feira do Fumeiro

Nutrição

Andebol do CCRAM

Desde o dia 23 Setembro que se encontra
na Tipografia Popular do Seixal, fazendo
parte neste momento do património do
Espaço Memória, a réplica da Prensa de
Gutenberg, que remonta a meados do
séc XV a sua construção original.
Pág. 2

É já nos próximos dias 7, 8 e 9 de Outubro no Jardim do Mirante na Aldeia
de Paio Pires que se realiza a II Feira do
Fumeiro, um evento com a iniciativa do
Grupo Futsal Amigos Encosta do Sol e
da Sociedade Musical 5 Outubro.
Pág. 4

O segredo da vida saudável com exercício físico e uma boa alimentação. Evitar
qualquer refeição não ajuda o emagrecimento, até pelo contrário, alguns conselhos da Nutricionista Adriana Filipa
Carvalheiro Marçal.
Pág. 10

Os diferentes escalões de Andebol do
Centro Cultural e Recreativo do Alto do
Moinho participaram ao longo do mês
de Setembro em vários torneios e iniciativas por todo o país, tendo trazido para
casa várias conquistas de mérito.
Pág. 15

Publicidade

Reportagem
2

Réplica da Prensa de Guten
Tipografia Popular do Seixal

Celino Cunha Vieira

editorial

Johannes Gutenberg desenvolveu e concluiu em meados do século XV, as técnicas e os engenhos que
trabalharam o mundo moderno.

Com a eleição de António Guterres
para o mais alto cargo da Organização
das Nações Unidas, não podíamos deixar de aqui lhe prestarmos a nossa singela homenagem, não só por ser português,
mas fundamentalmente pela sua personalidade e qualidades humanas, alimentando-nos a esperança de que com o seu
trabalho venha a contribuir para um
mundo melhor e mais justo.
Portugal deve orgulhar-se e ver nele
uma referência de que com perseverança,
honestidade e ambição, todos podemos
alcançar os objectivos a que nos propomos, enfrentando com coragem e determinação os desafios que se nos colocam.
Nesta edição, para além de um breve
curriculum do presidente indigitado da
ONU, viajámos até às margens do Tejo
por alturas do Almourol, visitámos o Espaço Memória da Tipografia Popular do
Seixal para ver a réplica da Prensa de Gutenberg, estivemos nas comemorações do
27.º Aniversário da Associação Artes e
fomos ouvir a nutricionista Adriana Filipa Carvalheiro Marçal.

Desde o dia 23 Setembro que se en- ados do séc. XV, criando os tipos móveis
contra na Tipografia Popular do Seixal, metálicos e construindo a prensa de imfazendo parte neste momento do patri- primir texto – a Tipografia.
mónio do Espaço Memória, a réplica da
Prensa de Gutenberg.
Como forma de executar livros rápidos
e perfeitos, esta técnica permitiu a preserEste espaço Memória – Tipografia Po- vação e conhecimento para eternizar alpular do Seixal é um prolongamento do guns textos, estimular a troca de ideias e
Ecomuseu Municipal onde é possível re- partilhar a informação.
viver as antigas técnicas e saberes de uma
oficina tradicional de artes gráficas, danA utilização deste tipo de prensa foi
do assim vida aos instrumentos de traba- marcante para o aperfeiçoamento nos
lho da época, bem como às máquinas já manuscritos, que era até então o método
esquecidas. A réplica exposta é muito fiel existente na produção de livros na Euroà original, criada há quase 600 anos.
pa e, na impressão em blocos de madeira,
revolucionando assim o modo de fazer liJohannes Gensfleisch Zur Laden Zum vros, tornando-se viral por toda e Europa
Gutenberg foi um inventor e gráfico ale- e mais tarde a nível mundial.
mão. A sua invenção mecânica móvel
para a impressão deu origem à Revolução
A sua maior obra foi a, Bíblia de Guda Imprensa, sendo o acontecimento mais tenberg, conhecida também por Bíblia de
importante do Período Moderno em me- 42 linhas, que ficou reconhecida pelo seu
padrão de elevado grau estético e, pela sua
qualidade técnica.
Abriu-se desta maneira as portas para
outra dimensão até então desconhecida,
para a democratização, pois para muitas
e diversificadas camadas da população,
os livros tornaram-se algo mais acessível,
ficando o mundo desta feita diferente; o
chamado isolamento havia sido ultrapassado.

E porque o nosso conceito editorial
passa pelo trabalho de equipa, procurando sempre rodear-nos de colaboradores
que pelas suas áreas do conhecimento
aportem uma maior qualidade ao que
é publicado, quero dar as boas-vindas a
Miguel Boieiro, que pela consideração e
amizade que nos liga há já muitos anos,
acedeu gentilmente ao meu convite para
passar a fazer parte da família do “Comercio”.

Como funciona esta prensa móvel?
Pequenos blocos metálicos esculpidos
em relevo, com letras e símbolos, que seriam depois organizados em placas que
receberiam o nome de matriz. Essa matriz, com todos os caracteres necessários
para a formação de uma página já organizados e fixos seriam levados para a
prensa, que posteriormente ao pressionar
a matriz contra diversas folhas de papel
davam deste feita origem a uma sequência
de páginas que seriam armazenadas para
utilização futura. Após a conclusão desta
etapa, a matriz era literalmente desmontada e recebia uma nova organização de
caracteres para a impressão de uma nova
sequência de páginas que daria a continuidade do texto impresso anteriormente,
formando assim um livro, um jornal ou
uma revista, impressos. À medida que os
pequenos blocos metálicos, normalmente
de chumbo, se desgastavam, eram fundidos novamente e remodelados. Pode parecer trabalhoso, mas, foi este processo inovador que permitiu a produção sequencial
de páginas de uma forma nunca vista na
história.

Para além dos seus afazeres profissionais, Miguel Boieiro, Embaixador da
“World Peace Federation”, tem dedicado
toda a sua vida ao movimento associativo
e ao serviço público em autarquias, tendo presidido em épocas diferentes às Assembleias Municipais do Seixal e de Alcochete, à Associação de Municípios do
Distrito de Setúbal, ao Conselho Fiscal
da Associação Nacional dos Municípios
Portugueses, à Câmara Municipal de
Alcochete e actualmente à Direcção da
Sociedades Portuguesa de Naturalogia.
Do seu vasto curriculum constam diversas publicações, esperando que a partir de agora os seus conselhos possam ser
úteis aos nossos leitores.
Mas se uns chegam, outros partem.
Foi com muita tristeza que recebemos a
notícia do falecimento da nossa colaboradora Glória Inácio, que periodicamente nos brindava com alguns poemas da
sua autoria, endereçando nesta hora de
dor, à sua família e amigos, os sentidos
pêsames da equipa do “Comércio”.

Administração, Redacção
e Publicidade

Director: Fernando Borges - CP1608
Registo do título: 125282
Depósito Legal: N.º 267646/07
Contribuinte N.º 194 065 499
Propriedade e Editor: Ângela Rosa

Rua Seixal Futebol Clube, n.º 1, 1.º Dt
2840 - 523 Seixal
Telm. 969 856 802
Telf. 210 991 683
comerciodoseixal@gmail.com
http://jornalcomerciodoseixalesesimbra.wordpress.com
Facebook: Comércio do Seixal e Sesimbra

A réplica da Prensa de Gutenberg está
à disposição dos mais curiosos no Espaço
Memória – Tipografia Popular do Seixal.

Director Adjunto: Celino Cunha Vieira
Directora Comercial: Ângela Rosa
Paginação: Sofia Rosa
Desporto: Luis Pontes CO1039
Repórter: Fernando Soares Reis CP6261
Colaboradores: Agostinho António Cunha, Alexandre Faleiro,
Alvaro Giesta, ANIVET - Consultório Veterinário, Dário Codinha,
Hugo Manuelito, José Henriques, José Lourenço, João Araújo, Jorge
Neves, José Mantas, José Sarmento, Maria Vitória Afonso, Maria

Susana Mexia, Mário Barradas, Miguel Boieiro, Paulo Nascimento,
Pinhal Dias, Rúben Lopes, Rui Hélder Feio, Vitor Sarmento.
Impressão: Funchalense - Empresa Gráfica, S.A.
Tiragem: 15.000 exemplares
O «Comércio» não se responsabiliza nem pode ser responsabilizado pelos
artigos assinados pelos colaboradores. Todo o conteúdo dos mesmos é da
inteira responsabilidade dos respectivos autores.

CSS | 7 de Outubro de 2016

3

tenberg para ver no Seixal
*

*

E

ste texto (Trata-se dos sinais que
anunciam a peste), é da autoria
de Jacobi Johannes um escritor
Francês, traduzido por Frei Luís de

Ras, referindo-se a uma obra que descreve
e reúne todos os saberes preventivos da
“peste negra”, tendo tido muitas edições
manuscritas.
Graças às técnicas de Gutenberg este livro
é impresso em Lisboa (talvez em 1496) em
português, por Valentim Fernandes.
Texto em português, linguagem do séc.
XV, impresso numa réplica de uma prensa
desse mesmo tempo, espólio Ecomuseu Municipal do Seixal, em laboração no
“Espaço Memória Tipografia Popular do
Seixal”.

Publicidade

Sociedade

CSS | 7 de Outubro de 2016

4

II Feira do Fumeiro
na Aldeia de Paio Pires

o vozeiro

Rui Hélder Feio

Aviso de Desalfandegamento
Q. – Recebi um aviso de desalfandegamento, que devo fazer?
R. – Se recebeu um aviso de desalfandegamento, pressuponho que terá efetuado
uma compra fora da União europeia, provavelmente via internet num sitio de compras
on-line.
Ora, todos os artigos provenientes do
exterior do espaço Europeu, além de terem
controle aduaneiro, estão sujeitos ao pagamento de Impostos, nomeadamente IVA,
taxa alfandegária, diretos aduaneiros e, caso se
trate de bebidas alcoólicas ou tabaco ainda ao
pagamento e um outro imposto - o imposto
especial de consumo.
Por norma, os serviços da alfândega fazem
uma amostragem das encomendas vindas de
fora da união europeia, de forma aleatória e
uns passam, outros não. Se for ume encomenda de pequeno porte, raramente é “travada” na alfandega, mas quando se trata de artigos mais volumosos de imediato despertam
a curiosidade dos fiscais e podem realmente
ser alvo de intercepção para pagamento dos
valores devidos.
Pode ter de receber esse aviso via CTT
ou via uma empresa similar, por exemplo a
DHL.
Quando receber esse aviso, terá de apresentar a documentação solicitada, ou seja,
cartão de cidadão,número de contribuinte,
assim como uma cópia da factura da compra desse artigo. Além dos impostos atrás
referidos terá de pagartambém os custos de
desalfandegação e os custos dos Correios. Se
o aviso for proveniente dos CTT o valor de
despesas de correio não são muito significativos, mas se for de uma outra empresa, os
custos são muito superiores.
Nesta altura importa saber se compensa
proceder ao resgate da encomenda, pois já
não chegará às suas mãos com o mesmo valor
de pechincha que lhe aguçara o desejo.
Como saber quais os impostos a pagar?
Basta aceder ao portal da autoridade tributária
e aduaneira, identificar-se com os seus dados e
escolher a opção “Nomenclatura”, depois “importação” e procurar o código pautal do artigo
que comprou colocando no espaço que diz
“texto” a palavra correspondente a esse artigo.
Se concluir que os custos deste resgate forem superiores aos do artigo comprado numa
loja em Portugal, pode optar por não levantar
a encomenda e solicitar o respectivoreembolso
na empresa onde efetuou a compra.
Escolha os serviços de um profissional,
contacte o Solicitador.
Envie a sua questão para duvidas@ruifeio.pt
Publicidade

7, 8 e 9 Outubro no Jardim do Mirante – Entrada Livre
Fumeiro, Gastronomia, Artesanato, Música e muita animação é o que promete a II Feira do Fumeiro na
Aldeia de Paio Pires.
DR

É já nos próximos dias 7, 8 e 9 de
Outubro no Jardim do Mirante na Aldeia
de Paio Pires que se realiza a II Feira do
Fumeiro, um evento com a iniciativa do
Grupo Futsal Amigos Encosta do Sol e da
Sociedade Musical 5 Outubro.
Criada no ano passado, com o objectivo de divulgar os diversos produtos gastronómicos do nosso País, este ano conta
com uma novidade; os Produtos Alentejanos. Venda e exposição de fumeiro, artesanato, tasquinhas e muita animação,
chegam nestes dias ao Jardim do Mirante.
Este evento de cariz cultural e gastronómico, único na Aldeia de Paio Pires, apresenta a inigualável qualidade dos produtos
e faz da Aldeia, nestes dias, a Capital do
Fumeiro.
Um dos muitos segredos desta tão esperada Feira é a variedade de produtos nacionais que de ano para ano nos surpreendem
pela inovação e originalidade, como por
exemplo, o chouriço de cebola, o presunto
de peru, os rissóis de morcela e o hidromel.

O famoso Porco no Espeto ou a queimada
Galega conferem à II Feira do Fumeiro
uma panóplia única de sentimentos e sensações inesquecíveis.
Com a criação de um espaço de lazer
e para consumo imediato dos produtos
expostos, a organização criou todas as
condições necessárias para satisfazer os comerciantes e os visitantes, de forma a fazer
desta Feira um acontecimento inédito na
Aldeia de Paio Pires. A tudo isto junta-se
também uma boa dose de espectáculos,
destacando-se dois bailes, um animado
por Bruno Marques no dia 7 e outro por
Victor Ginja e Beto no dia 8, actuações
de Grupo de Concertinas, Grupos Corais
Alentejanos, Grupos de Música Popular,
Ranchos Folclóricos e a actuação do cantor Melão no sábado à noite.

5 Outubro, os quais têm como objectivo
fundamental o de proporcionar a quem
visitar a II Feira do Fumeiro muita animação, num ambiente bastante familiar,
rodeado de boa gastronomia, artesanato
típico, bons vinhos e muita música para
alegrar estes três dias de festa com início
na sexta-feira das 16 às 24 horas, sábado
das 12 até à 1 hora da madrugada e domingo das 12 às 21 horas.
Aceite este convite, não se vai arrepender.

Este acontecimento é hoje garantido
graças ao trabalho árduo de Nuno Rodrigues e de António Fernandes do Grupo
Futsal Amigos Encosta do Sol, bem como
de Paula Tavares da Sociedade Musical

ROSTOS DO SEIXAL
Maria
Manuela
de Oliveira
Bravo
(1957)

Natural de Queluz, sobe pela primeira
vez aos palcos com 5 anos num concurso infantil do Cinema Éden. O seu pai, Loubet
Bravo, era um conhecido cantor de fado de
Coimbra.
Aparece no programa "Canal 13" e é convidada por Mário Martins a gravar para a
Valentim de Carvalho. Em Janeiro de 1974
lançou o seu primeiro single, com duas canções de José Cid, "Nova Geração" e "Another Time", onde surge acompanhada pelo
Quarteto 1111.
Em 1975, grava novo single, desta vez
com arranjos e orquestrações de Jorge Pal-

ma, sendo as duas composições, "Tínhamos
Vinte Anos" e "Soldado-Escravo", da autoria
de Tozé Brito.
Vence o Festival RTP da Canção em
1979 com o tema "Sobe Sobe Balão Sobe".
Em 1989 é editado o álbum "Óculos de
Sol" que inclui canções como "Pintei-me
com um Raio de Sol" (Paulo de Carvalho),
"Namoro" (Fausto), "Maria Faia", "Óculos
de Sol" ou "Só o Amor é Arco-Íris". Grava
para a RTP o programa "Deixem Passar a
Música".
Através ainda da editora Discossete lança, em 1992, o LP "Canções Que Me Fazem
Feliz" com vários temas de Ricardo Landum
e Toy.
Em Dezembro de 1995, a editora Soprosom editou o álbum "A Preto e Branco" com
vários temas de Ricardo Landum e José Felix. Na altura já revelava o interesse em gravar um disco de fados de Coimbra e outro de
música evangélica.
Em 1996 gravou um disco de fado de
Coimbra, em homenagem ao seu pai, mas

viu-se envolta em polémica pois os meios
mais tradicionais não aceitam que esse estilo
seja cantado por mulheres. O disco "Intenções" foi gravado com António Pinho Brojo
e o seu "Quarteto de Guitarras".
O ano de 2014 é o ano de comemoração
dos seus 40 anos de carreira. "Contrapalco
Convida Manuela Bravo" é um espectáculoconcerto em cena por vários pontos do país,
onde a cantora contracena com André Faria
e Sérgio Pancadas, numa produção de Nelson de Souza e Ricardo Figueira.
Vive na Aldeia de Paio Pires, concelho do
Seixal há alguns anos, sendo activa na sua
função artística e social.

Mário Barradas

entrevista

CSS | 7 de Outubro de 2016

5

Câmara Municipal do Seixal
APOSTA NA EDUCAÇÃO
Quando se inicia mais um ano letivo, fomos saber em que ponto está a educação no concelho do Seixal.
O parque escolar, os projetos e as dificuldades sentidas foram aqui relatados pela vereadora do Pelouro
da Educação, Juventude e Modernização Administrativa, Vanessa Silva.
O Plano Educativo Municipal (PEM)
para este ano letivo foi dado a conhecer no
final do mês de setembro. Que propostas
apresenta?
O PEM tem este ano 119 projetos promovidos
pela autarquia, nas áreas do ambiente, cidadania,
cultura, desporto, património, proteção civil,
saúde e tempos livres. A edição deste ano propõe
ainda diversas viagens temáticas pelo património
natural e museológico do concelho, a elaboração
de um jornal escolar, a realização da Feira de
Projetos Educativos, para além de um vasto
conjunto de iniciativas que promovem a criação
de hábitos culturais e a adoção de estilos de vida
saudáveis. Todas as escolas, de todos os níveis de
ensino da rede pública, podem participar num
ou em vários projetos e têm também acesso
aos 12 programas de apoio disponíveis, a nível
financeiro, logístico e técnico.

aqueles que este ano letivo vão estar connosco
e apresentar-lhes as nossas ideias e propostas.
É também um momento de lazer, com o
espetáculo do Sérgio Godinho, onde vai ser
possível confraternizar e conhecer os educadores
que chegam de novo ao concelho.

O que está previsto no que se refere a
novos investimentos na área da educação?
Neste início de ano letivo, a Câmara
Municipal do Seixal vai contar com mais
seis salas de jardim de infância, um grande
investimento por parte do município. Estas
novas salas localizam-se nas escolas básicas da
Cruz de Pau N.º 1, Quinta de S. Nicolau, Vale
de Milhaços N.º 1, Dom Nuno Álvares Pereira,
Fogueteiro e Quinta dos Franceses e vão dar
resposta a cerca de 150 crianças. Ainda hoje
vão também ser inauguradas duas bibliotecas
escolares, uma na Escola Básica dos Redondos
O que significa a Receção à Comunidade e a outra na Escola Básica da Quinta de S. João.
Educativa?
Que outras medidas foram tomadas
Toda a comunidade educativa é fundamental
para o sucesso e o futuro das nossas crianças. pela autarquia para dar resposta às
Desde os auxiliares aos professores, passando necessidades dos alunos e pais?
As respostas na área educativa vão
pelos pais e pelos alunos, todos desempenham o
seu papel para a formação de crianças e jovens. ainda ser reforçadas com a criação de
É por isso que para a câmara municipal estar prolongamento de horário em várias
próxima e em articulação com a comunidade escolas básicas, assim como com a
educativa é fundamental. Saber o que operacionalização do programa de Ação
precisam e de que forma podemos ajudar é Social Escolar que abrangeu no ano de
uma preocupação diária do meu pelouro. A 2015/2016 cerca de 43,5% dos alunos do
Receção à Comunidade é isso mesmo. É receber 1.º ciclo e pré-escolar.
Publicidade

E quanto a novas escolas? O que temos a
acontecer no Seixal?
Já se iniciou a construção da Escola Básica de
Santa Marta do Pinhal, uma obra da autarquia
que representa um investimento na ordem dos 2
milhões e 600 mil euros.
A construção deste equipamento tinha sido
protocolada com o Ministério da Educação
e estava prevista a construção de uma Escola
Básica Integrada com 1.º, 2.º e 3.º ciclos, tendo
sido decidida posteriormente pelo governo a sua
não construção. Por entender este equipamento
como prioritário, a Câmara Municipal do Seixal
procedeu à revisão do projeto, assegurando
a valência de pré-escolar e 1.º ciclo, obra que
agora se iniciou. A escola está projetada para
300 alunos do 1.º ciclo e 75 do ensino préescolar. Para o pré-escolar serão construídas
três salas. Para o 1.º ciclo existirão 12 salas de
aula. A obra deverá estar concluída no início do
ano próximo ano letivo. Lamentavelmente, não
existem fundos no quadro comunitário para a
construção de novas escolas.
O que está por concluir da responsabilidade
do Governo e quais as maiores urgências?
A requalificação da Escola Secundária
João de Barros é a grande prioridade. A obra
começou em 2010 e encontra-se suspensa há
seis anos. Desde então, os alunos e professores
têm as aulas em monoblocos e pavilhões, em
condições alarmantes, aguardando o retomar
das obras.

Durante este demorado processo, os órgãos
de gestão da escola, a Câmara Municipal do
Seixal e a Junta de Freguesia de Corroios têm
insistido junto do Ministério da Educação para
o reinício das obras, através das diligências ao
seu alcance. Finalmente, no início deste ano
letivo, foi anunciado o lançamento do concurso
público internacional para o reinício da obra. O
ministro da Educação visitou recentemente este
estabelecimento de ensino, tendo informado
que tudo aponta para que a obra recomece em
2018. Temos outras situações urgentes como
é o caso da intervenção estrutural na Escola
Básica Paulo da Gama, que foi construída em
1973, tendo sido efetuadas algumas obras de
pequena dimensão, mas a escola necessita de
obras de fundo na sua estrutura, bem como
na Escola Secundária Manuel Cargaleiro que
também necessita de uma intervenção tendo
sido realizada uma manifestação pelos alunos
e professores na quinta-feira, dia 6 de Outubro
onde se exigiu uma rápida intervenção por
parte do Ministério da Educação. Também
os pavilhões desportivos nas escolas 2/3 e
secundárias, em que não existem, são uma
necessidade urgente para a formação desportiva
de crianças de jovens.

Destinos

CSS | 7 de Outubro de 2016

6

À descoberta da magia
do Zêzere e do Tejo EM canoa

Os rios e ribeiras deixam uma marca indelével na geografia de um qualquer continente, de um qualquer país, de uma qualquer
região. Estamos de acordo? Claro que sim! E são esses mesmos rios que nos mostram outras realidades, outras paisagens e outras
visões de um espaço temporal e físico quando navegados. E foi um pouco de tudo isto que fui à procura ao longo de uma ínfima
parte do segundo maior rio inteiramente português, o Zêzere, e do Tejo. E fi-lo da forma mais divertida e “selvagem”, de canoa.
Dividem e unem. Também sempre
foram fonte de sustento. Da terra e das
gentes. De gentes que com eles e através
dos tempos que se perdem no tempo desde
que a Terra é terra aprenderam a conviver,
acompanhando os seus ritmos de vida e da
própria vida. E desde sempre foram ponto
de encontro e de cruzamento de vidas.
Sim, falamos dos rios. Falamos também do
Zêzere e do Tejo.
Zêzere, esse rio que nasce na serra da
Estrela, tocando quase as estrelas quando
nasce, a 1900 metros de altitude, e desde
aí, ora calmamente, ora mais selvagem,
vai abrindo terras até se juntar, 200
quilómetros depois, ao Tejo, ali para os
lados de Constância.
Zêzere e Constância que fazem parte
daqueles lugares que pela sua simplicidade

Ou assim desejávamos que fossem.
Sim, existe esse rio que nervosamente vai
percorrendo caminhos tortuosos através de
espectaculares paisagens beirãs antes de
desaguar placidamente no Tejo, perto de
Constância.
E foi aqui, em Constância, que num
domingo resolvi tentar encontrar alguns
desses lugares encantados que caminhavam
pelo imaginário da nossa infância. Mas
também descobrir realidades da vida. A do
rio, das margens, das gentes…
Mas eu e mais alguns amigos tínhamos
algo mais para fazer. O nosso objectivo era
colocar em prática esse desejo de descer
uma parte do Zêzere, essa parte que tem
Constância como guardiã. Era deixarmonos levar pelas águas desse rio nascido nas
encostas da Serra da Estrela. Mas também

parecem
mágicos,
convidando
a
“embarcar” numa viagem que nos faz
recuar à nossa infância entre sonhos,
aventuras e lendas que muitas vezes, nesse
tempo de infância, pareciam realidades.

pelas águas do Tejo. Era gozar os prazeres
oferecidos por essa fonte de vida e de lazer
entre belas paisagens.
E às primeiras tudo passou a ser apreciar
o cenário que envolve o Zêzere, o seguir

Publicidade

rio abaixo entre brincadeiras passadas
de canoa para canoa no meio de um
caudal que também ele se deixava levar
tranquilamente entre margens verdes. Por
vezes escondendo o que terá sido uma
azenha, uma ou outra pequena embarcação
de pescadores que se dedicam à apanha
da fataça e da lampreia cuidadosamente
protegidas sob um choupo do sol que
nos fazia desejar que a canoa se virasse e
assim, nas águas transparentes do Zêzere,
pudesse-mos refrescar o corpo.
Também pelo caminho, entre um remar
mais forte e um deixar levar pela corrente,
mas sempre em águas benevolentes para
as canoas e para quem pela primeira
vez vivia esta sensação, se olhou para o
casario que ficava para trás e que desenha
Constância, a “Vila Poema” e terra mãe
de Camões. Enquanto do lado esquerdo,
um pouco mais à frente, era o casario da
Praia do Ribatejo, local de férias da elite
lisboeta do século XIX, que se mostrava
orgulhosamente.
Aqui, já os olhos estavam virados para
esse verde intenso que cobria as encostas
que parecem mergulhar nas águas do rio.
Até que se fixaram naquela curva à direita
onde o Zêzere se encontra com Tejo. Ah,
que sensação boa…
Sim, ali estava o Tejo, esse mesmo rio
que muitas vezes é meu companheiro na
grande cidade. O mesmo Tejo que aqui
é de calmarias, sem traços de rápidos,
fazendo que cada remo colocado na água
fosse também ele de puro relax. Sim, aqui o
Tejo estende-se numa estonteante placidez.
Um Tejo que tranquilamente escorregava
entre uma ou outra praia fluvial, num
convite a um breve desembarcar e a
momentos de boa disposição entre
mergulhos e brincadeiras que o corpo
aquecido pelo sol agradecia.

Mas havia que continuar o pachorrento
remar, pois que ao longe, entre o céu e as
águas do Tejo já se vislumbrava aquele que
é sem dúvida um dos pontos altos desta
“navegação”, o castelo de Almourol, um
testemunho encantador de um pedaço
da nossa História que se ergue numa ilha
que parece flutuar no meio do Tejo. Havia
que continuar a deixar a alma em êxtase
perante os melódicos gorjeios de pássaros
semi-ocultos no arvoredo, deixar o olhar
perder-se no meio dos devaneios da Mãe
Natureza.
E foi aqui, refrescando o corpo
ainda quente dos raios de sol que nos
acompanhou durante toda esta aventura
que deitei um último olhar para este
bocado do Tejo. Também onde deitei às
águas uma pampilho amarelo. Talvez com
a esperança que um dia destes a veja passar
em mais um final de tarde em que o Tejo
me abraça enquanto olha docemente a sua
amada Lisboa. Ou simplesmente e nada
mais do que um gesto de esperança!

Sociedade

CSS | 7 de Outubro de 2016

7

31.º Aniversário
da Freguesia da Quinta do Conde
No próximo domingo, dia 9 de Outubro, assinalam-se os 31 anos de existência da Freguesia da Quinta do Conde, sendo a efeméride
comemorada com a realização de alguns momentos distribuídos pelos dias 7, 8 e 9, organizados pela Junta de Freguesia da Quinta do Conde,
Câmara Municipal de Sesimbra e Centro de Estudos Culturais e Acção Social Raio de Luz.
Já hoje, sexta-feira, pelas 21 horas na
sede da Junta de Freguesia, o programa
começa com uma apresentação musical a
cabo da Tuna da Universidade Sénior “O
Sonho não tem Idade” seguindo-se um
importante debate, subordinado ao tema
"Novas Competências para as Freguesias",
moderado por António Marques
(Director do Jornal Raio de Luz), com
Vítor Antunes (Presidente da JF Quinta
do Conde), Fábio Sousa (Presidente
da JF de Carnide-Lisboa), Francisco
Jesus (Presidente da JF do Castelo e
Vice-presidente da Anafre), André
Couto (Presidente da JF CampolideLisboa) e Nuno Costa (Presidente da JF
S.Sebastião-Setúbal e coordenador da
delegação distrital da Anafre).
Segundo nos disse Vitor Antunes,
presidente da JF da Quinta do Conde,
"este debate é de extrema oportunidade
pois coincide com o momento em que o
Governo discute com as freguesias a criação
de legislação aplicável às competências
e ao financiamento destas autarquias.
Tendo em conta que a base de ponderação
colocada pelo Governo e pela Anafre é
a reorganização efectuada em Lisboa, a
vigorar desde o início do presente mandato
autárquico, faz todo o sentido conhecer as
experiências dos dois presidentes de Junta do
concelho de Lisboa".
O segundo momento realizar-se-á
Publicidade

convidadas para esta homenagem
seguem-se as apresentações musicais
do Grupo Coral A Voz do Alentejo na
Quinta do Conde, do Grupo Coral 1º de
Maio do Bairro Alentejano e do Grupo
Coral Operário Alentejano do Centro
Cultural e Desportivo das Paivas.
No domingo, pelas 11 horas, realizase no Parque da Ribeira a inauguração da
escultura "Acerca", da autoria de Eloisa
Ejarque. Revela-nos Vitor Antunes que
"trata-se do trabalho de final de curso na
Faculdade de Belas Artes que a escultora
ofereceu à Freguesia para usufruto da
comunidade".
Mais tarde, pelas 15 horas, o programa
começa nas instalações da Junta de
Freguesia, com um apontamento musical
protagonizado pelo Grupo Musical Ecos,
seguindo-se o descerramento de uma
placa no Salão Nobre que passará a ter a
designação de “Salão João Favinha” em
no sábado dia 8, a partir das 16 horas, complemento da homenagem iniciada no
nas instalações do Centro Cultural dia anterior.
Social e Recreativo A Voz do Alentejo
na Quinta do Conde e consubstancia
Proceder-se-á depois à entrega do
uma homenagem a João Favinha, antigo primeiro prémio do "Concurso de
autarca (inclusive presidente da JF da Fotografia Património da Quinta
Quinta do Conde), dirigente associativo do Conde" e à saudação pública por
e intérprete cultural, falecido em 5 de alguns êxitos individuais e colectivos
Outubro de 2015.
recentemente
protagonizados
pela
Após as intervenções das entidades Associação para o Desenvolvimento da

Quinta do Conde, André Ribeiro, André
Silva, Cláudia Martins, Daniel Caldas,
Diana Diogo, João Caldas, Liliana Santos,
Matilde Viana e Paulo Domingues.
Tal como em anos anteriores, a Junta de
Freguesia irá distinguir algumas pessoas
titulares de projectos bem sucedidos ou
de dedicação à comunidade local, por
isso merecedoras do reconhecimento
público, condecorando: Afonso Pinheiro,
Lisandro Trafaria, Manuel Marcelino,
Manuel Marinho, Mário Contador,
Centro Cultural Social e Recreativo A Voz
do Alentejo na Quinta do Conde, Grupo
Folclórico e Humanitário do Concelho
de Sesimbra, Farmácia Rodrigues Pata,
Graficonde - Empresa Gráfica, Lda, e
dois funcionários da autarquia, Sandra
Quintela e Mário Matos.
A concluir o programa e após as
intervenções dos representantes dos órgãos
autárquicos do concelho, antecedendo
um "moscatel de honra" de encerramento,
haverá tempo para "Poemas e uma
Guitarra", com Luísa Amaro e Vítor de
Sousa.

social

CSS | 7 de Outubro de 2016

8

TEXTO MOTIVACIONAL

Alexandre
Faleiro

Dicas para iniciar
uma conversa
com qualquer mulher,
com relativa facilidade

A implantação dos organismos
corporativos no concelho
do Seixal (1933-1943)
No ano de 1932, ainda em plena Ditadura Militar (1926-1933), António de Oliveira Salazar toma o cargo
de Primeiro-Ministro, posição essa que lhe permitirá pôr em marcha a institucionalização de um novo
regime que se chamaria de «Estado Novo», “legitimado” pela Constituição de 1933. Esta Constituição
especificava o novo regime como uma “República unitária e corporativa”, o que constituía um sinal do
regime autoritário em remodelar o país segundo os princípios do corporativismo.

Prepara o terreno antes
de te aproximares
Lembra-te de que nós não comunicamos apenas com as palavras que saem
da nossa boca, mas também através da
nossa linguagem corporal. Se te apresentares na frente da mulher com a postura
de um "passarinho", será assim que ela
olhará para ti, e nem te dará hipótese
que digas algo interessante.
Postura
Nada de cabeça baixa, ombros caídos
e andar desengonçado. Não vais querer
que te confundam com um mendigo
corcunda que pede esmola. Começa a
observar a tua postura e avalia se está de
acordo com a imagem que queres passar
para fora.
Sorriso
O olhar é uma arma extremamente
poderosa. Mas o olhar acompanhado de
um sorriso é o caminho para o sucesso.
Toma a iniciativa
e aproxima-te dela
Agora que já percebeste que, antes
mesmo de meter conversa com mulheres, deves estar elegante e mostrar-lhe
o teu interesse através do sorriso e do
olhar- está na hora da aproximação.
Não ignores as amigas dela
Se a mulher está num grupo, fica mal
se ignorares as amigas e te dirigires somente a ela. Sê simpático com o grupo
todo. Desta forma podes transformar
as amigas dela em tuas aliadas na conquista. Entre elas, vão comentar a tua
postura, e assim alguma irá dizer ”muito
simpático o teu amigo”.
Aperta a mão dela com firmeza
Aperto de mão frouxo é desanimador.
Não precisas esmagar a mão da gajita,
apenas demonstra interesse através do
aperto de mão firme e seguro. Se rolar
um abraço, não hesites.

Pagina:
http://seducaomestre.blogspot.pt/
DR

O corporativismo não constitui só um
modelo de organização política, económica
e social, mas também uma visão oposta à
concepção individualista da sociedade segundo o
liberalismo clássico e de uma concepção classista
da sociedade segundo o socialismo marxista –
contra estes, o corporativismo assenta numa
visão da sociedade constituída por “corpos”, do
qual o mais relevante destes, o Estado-Nação, é
o regulador de todos os outros.
Apesar de variadas origens e teorias existentes
sobre o corporativismo, as principais bases
ideológicas da experiência portuguesa têm
como base duas Encíclicas Papais: a Encíclica
Rerum Novarum (1891, do Papa Leão XIII) e
a Encíclica Quadragesimo Anno (1931, do Papa
Pio XI), além da Carta del Lavoro de 1927 do
ditador fascista italiano, Benito Mussolini.
Culpando mais de um século do liberalismo
português – a Monarquia Constitucional e a 1ª
República - pela implantação da “desordem” do
país e da desagregação destes “corpos” (teóricos
portugueses do corporativismo, como Marcello
Caetano, viam nas corporações de ofícios do
«Antigo Regime» - abolidas por decreto em
1834 - como os antecessores históricos dos
novos organismos corporativos do Estado
Novo), o «Estado Novo» terá que enfrentar
uma dura realidade: a do movimento sindical
livre (na sua vertente anarco-sindicalista e
comunista), que eram claramente opostos à
natureza autoritária do regime, e que punham
em causa a doutrina da colaboração de classes
inerente ao corporativismo. Continuando
a repressão que fora iniciada pela Ditadura
Militar, o regime vai implementar organismos
corporativos (Sindicatos Nacionais, Casas do
Povo e dos Pescadores, Grémios, Federações,
etc.) através de vários pacotes legislativos, que
vão forçar as existentes associações/sindicatos
de trabalhadores e do patronato a integraremse no novo modelo socio-económico do
corporativismo «estadonovista».
Tratarei neste artigo de brevemente relatar a
criação dos organismos corporativos criados no
concelho do Seixal.
No nosso concelho, nos anos finais da
I República, existiram várias Associações

de Classe e sindicatos. Entre as classes
trabalhadoras, existiam as seguintes AC: a AC
dos Descarregadores de Mar e Terra do Seixal;
a AC dos Pescadores da Vila do Seixal; a AC
dos Manufactores de Lanifícios de Arrentela;
a AC dos Operários Vidreiros de Amora; a
AC dos Operários Corticeiros do Seixal; a AC
dos Operários da Construção Civil e Artes
Correlativas do Seixal; e o Sindicato Único da
Construção Naval da Margem Sul do Tejo. De
acordo com o Fundo das Associações de Classe
do ANTT, as associações de classe e sindicatos
operários existentes no concelho do Seixal
foram criados nos últimos anos da Monarquia
Constitucional e durante a I República (o
reconhecimento jurídico das Associações de
Classe surge com o Decreto de 9 de Maio de 1891
que permitiu um novo modelo de organização de
associações que até então não eram permitidas
pela lei), e estas correspondiam principalmente
ao sector secundário da economia do concelho,
ou seja, ao operariado industrial. Para a defensa
dos interesses da classe dos empregadores dos
vários sectores da economia dentro do concelho
(agricultura, indústria e comércio), existia
também a Associação Comercial e Industrial
do Seixal. No entanto, os problemas da crise
do trabalho que assolaram os últimos anos da
I República levou à dissolução de muitas destas
AC, sendo que a maioria já se dissolveram
entre 1925 e 1926, ainda durante o regime
republicano.
O processo de implementação dos organismos
corporativos durou uma década – entre 1933
e 1943. Os corpos gerentes destes organismos
eram aprovados previamente pelo Instituto
Nacional do Trabalho e Previdência, não tendo
estes organismos qualquer liberdade de acção –
teoricamente, organismos de natureza privada
com personalidade jurídica, funcionavam na
prática como «institutos públicos» (segundo
palavras de Marcello Caetano). Das antigas
associações de classe que permaneceram activas,
todas elas foram integradas segundo o modelo
de organização corporativa imposto pelo regime
salazarista: a AC da Classe Piscatória tornou-se
em 1933 no Sindicato Nacional dos Pescadores
do Distrito de Setúbal, cuja sede provisória

era no concelho do Seixal, no velho edifício
da velha AC – no entanto, nova legislação em
1937 leva à dissolução dos Sindicatos Nacionais
dos Pescadores existentes pelo país e a sua
substituição pela Casa dos Pescadores.
Em Outubro de 1938, era fundada a Casa
dos Pescadores de Lisboa e só anos mais tarde,
em 1943, era criada a Secção Desportiva desta
Casa dos Pescadores, secção essa sediada no
Seixal, na antiga sede da AC Piscatória do
Seixal. Em relação à AC dos Descarregadores
de Mar e Terra, esta parece ter permanecido em
actividade durante a Ditadura Militar e na época
inicial do Estado Novo, seguindo a mesma via
dos pescadores seixalenses, com a sua inclusão
no novo regime corporativo: foi integrada no
Sindicato Nacional dos Descarregadores de Mar
e Terra do Distrito de Setúbal - com estatutos
aprovados em Maio de 1939 - cuja sede era em
Setúbal, mas possuindo uma secção no concelho
do Seixal. Em Fevereiro de 1939, a AC dos
Operários Corticeiros do Seixal (os operários
corticeiros representavam então uma considerável
porção da população concelhia) integrava-se no
Sindicato Nacional dos Operários Corticeiros
do Distrito de Setúbal, cuja sede seria também
no concelho do Seixal.
Para a classe dos empregadores, surgiam
em 1941 e em 1943, respectivamente, o
Grémio do Comércio do Concelho do Seixal
e o Grémio da Lavoura de Almada e Seixal. O
primeiro surgiu através da integração da velha
Associação Comercial e Industrial do Seixal do
regime corporativo: ao contrário dos sindicatos
e associações operárias, esta integração fora
facultativa (ao contrário das AC e dos sindicatos
operários, cuja integração era obrigatória, com
o risco de dissolução forçada destas) e pela
iniciativa da mesma Associação – o novo Grémio
representava os interesses dos comerciantes e
lojistas do concelho. O Grémio da Lavoura de
Almada e Seixal era um organismo corporativo
representado pelos 20 maiores proprietários de
terras dos dois concelhos. De acordo com os
estatutos deste Grémio, deveria ser criada uma
«Casa da Lavoura» no concelho do Seixal, para
o armazenamento de produtos agrícolas locais e
para a venda desses mesmos produtos no mesmo
edifício. No entanto, tal «Casa da Lavoura» só
seria criada muito mais tarde, no ano de 1958,
na localidade do Fogueteiro, na freguesia de
Amora.
Por último, temos a Casa do Povo de Amora
(a actual Casa do Povo de Corroios), inaugurada
em Maio de 1934, que surgiu através da
integração da velha Associação de Beneficência
Fúnebre de Corroios no regime corporativo – foi
a primeira Casa do Povo inaugurada no Distrito
de Setúbal, devido à iniciativa de Manuel Saraiva
de Carvalho, grande proprietário agrícola da
freguesia de Amora. As Casas do Povo tinham
como objectivo a integração ideológica das
comunidades rurais sob a ditadura, através do
lazer e outras actividades socio-culturais.
As reformas administrativas que se deram
com a implantação do actual regime democrático
dariam aos concelhos uma maior autonomia
perante o poder central, sendo que muitos destes
organismos deixaram de ser corporativos para
se transformarem em organismos associativos,
com maior liberdade e direitos (i.e., a Secção
Desportiva desta Casa dos Pescadores é hoje a
Associação Náutica do Seixal).

nacional

CSS | 7 de Outubro de 2016

9
DR

António Guterres
Foi nomeado por aclamação Secretário-Geral das Nações Unidas. Um facto inédito e histórico nas Nações
Unidas, que prestigia a mais importante organização mundial no contexto das Nações e traz maior
reconhecimento a Portugal, uma pequena grande Nação, que deu novos mundos ao mundo.

António Manuel de Oliveira Guterres,
com 67 anos é natural de Lisboa, onde
nasceu a 30 de Abril de 1949.
Ainda jovem demonstrou deter as
capacidades de dedicação ao estudo que
lhe valeriam um Prémio Nacional dos
Liceus, em 1965. Concluídos os estudos
secundários no Liceu Camões, ingressou
em seguida no curso de Engenharia
Electrotécnica, no Instituto Superior
Técnico.
Licenciou-se em 1971 e iniciou
no mesmo ano uma efémera carreira
académica, como assistente do Técnico,
lecionando a disciplina de Teoria de
Sistemas e Sinais de Telecomunicações.
Durante a universidade, Guterres não
se envolveu na oposição estudantil ao
regime de Salazar, dedicando-se antes
à ação social promovida pela Juventude
Universitária Católica. Integrou também
Publicidade

o Grupo da Luz, onde participavam, entre
outros, Marcelo Rebelo de Sousa, Carlos
Santos Ferreira e o padre Vítor Melícias.
Este último celebrará o seu casamento
com Luísa Melo, em 1972.
Pela mão de António Reis, aderiu ao
Partido Socialista no ano da sua fundação,
em 1973.
Carreira Política
Logo após o 25 de abril de 1974,
Guterres é nomeado chefe de gabinete de
José Torres Campos, que exerceu o cargo
de Secretário de Estado da Indústria
e Energia dos I, II e III Governos
Provisórios.
Em 1976 estreia-se como deputado
à Assembleia da República, onde virá
a exercer funções como presidente das
comissões parlamentares de Economia e
Finanças (1977-1979) e de Administração
do Território, Poder Local e Ambiente
(1985-1988). Presidiu também à
comissão de Demografia, Migrações e
Refugiados da Assembleia Parlamentar
do Conselho da Europa (1983).
O autor da obra“A pensar em
Portugal”foieleito secretário-geral do PS
em 1992, venceu as eleições legislativas
de 1995 e de 1999, chefiando os XIII e
XIV Governos Constitucionais, ambos
minoritários e formados exclusivamente
pelo PS.
Foi igualmente presidente da
Assembleia Municipal do Fundão, de
1979 até 1995.

Presidiu à Internacional Socialista,
entre 1995 e 2000.
Na sequência das eleições autárquicas
de dezembro de 2001, porém, em que
o PS sofreu uma derrota significativa,
Guterres decidiu apresentar a sua
demissão. No ato inesperado da
demissão declarou demitir-se
para evitar que o país caísse num
«pântano político», devido à falta
de apoio ao governo que os resultados
autárquicos indicavam. Sucederam-lhe
Ferro Rodrigues, na liderança do PS,
e Durão Barroso, do PSD na chefia do
governo.
Assumiu desde a sua saída de PrimeiroMinistro, em 2002, até 2005, a função de
consultor do Conselho de Administração
da Caixa Geral de Depósitos.
Em 2005 viria a ser nomeado para
o cargo de Alto Comissário das Nações
Unidas para os Refugiados. Manteve-se
nesse cargo até 2015.
A 7 de Abril de 2016, tomou posse
como Conselheiro de Estado, designado
pelo Presidente da República Marcelo
Rebelo de Sousa.
Em 2016 Guterres anunciou que é
candidato a Secretário-geral das Nações
Unidas. Em 5 de Outubro de 2016 foi
anunciada a vitória de António Guterres
na eleição para Secretário-geral das
Nações Unidas, sendo marcada para o dia
seguinte a votação formal no Conselho de
Segurança.

Eleição como Secretário-Geral das
Nações Unidas
Um ano depois de abandonar o cargo
de Alto Comissário das Nações Unidas
para os Refugiados, Guterres é escolhido
pelo Conselho de Segurança das Nações
Unidas numa votação informal e à porta
fechada, como o candidato ideal para
Secretário-Geral das Nações Unidas,
com 13 votos a favor e nenhum veto —
o que significa nenhum voto negativo
dos estados membros permanentes do
Conselho de Segurança (China, EUA,
França, Reino Unido e Rússia).
Em suma, na última de seis votações
informais, realizada a 29 de Setembro
de 2016, e cujos resultados foram
clarificados em 5 de outubro de 2016
(data da divulgação do sentido de
voto dos membros permanentes do
CSNU), Guterres conseguiu 13 votos
de encorajamento e dois sem opinião;
de entre os membros permanentes houve
quatro votos de encorajamento e um sem
opinião.
Para trás ficou a candidatura búlgara
Kristalina Georgieva, apoiada pela
Alemanha, que obteve oito votos
negativos. António Guterres toma
posse, como Secretário-Geral das Nações
Unidas, no dia 1 de janeiro de 2017
Fernando Reis

Saúde

CSS | 7 de Outubro de 2016

10

O SEGREDO DA VIDA SAUDÁVEL

“Exercício físico, e uma boa alimentação”
Evitar qualquer refeição não ajuda o emagrecimento, até pelo contrário, um conselho da Nutricionista Adriana Filipa Carvalheiro Marçal.

Para perder peso é preciso comer várias
vezes ao dia?
Não só para perder peso, mas também
por uma questão de saúde. Mas se formos
a pensar no emagrecimento, ajuda sim! O
facto de comermos várias vezes ao dia, vai
controlar a compulsão alimentar e também
as porções ingeridas. As boas escolhas
alimentares de uma pessoa que não come
há várias horas ficam condicionadas, pois o
cérebro leva a preferência de alimentos com
densidade energética.
As famosas dietas da moda, como por
exemplo a dieta da sopa e da proteína são
mesmo eficientes para perder peso?
Não digo que não sejam eficientes,
porque essas dietas levam a um défice

calórico, o necessário para existir perda
de peso, contudo, estas dietas não são
desenhadas para serem feitas durante muito
tempo. Quando uma pessoa recomeça a sua
alimentação normal, não existindo uma
reeducação alimentar, esses quilos perdidos
voltam. Já para não falar que todas essas
dietas levam a grandes restrições o que não é
benéfico para a nossa saúde.

e completa, com todos os alimentos que
estão na roda dos alimentos. Existem
produtos light bons, mas cuidado não são
todos. Estes produtos são muitas vezes um
engano. O essencial é recorrer ao rótulo para
perceber se são efectivamente bons ou não,
porque na maior parte deles só é retirado
uma percentagem de açúcar ou de gordura,
o que não significa que fiquem saudáveis.

O mito de beber água ajuda a perder peso?
O nosso corpo é constituído
essencialmente por água. A água não
tem calorias. Tudo o que nós ingerirmos
(sumos, refrigerantes ou até sumos de fruta
naturais) estamos a ingerir calorias que são
dispensáveis e estamos a ingerir açúcar,
que ao não ser gasto é transformado em
gordura. Ao ingerir água estamos a ajudar
no emagrecimento, no controlo de peso, na
hidratação, em tudo.

Beber chá verde ou água fria com limão
pela manhã ajuda na perda de peso?
Esse é daqueles mitos que ainda está
muito enraizado, e que as pessoas continuam
a fazer, mas não será o chá verde nem a água
com limão que vai ajudar a perder os quilos
a mais.

Qual o segredo para diminuir alguns
centímetros de barriga?
O segredo é o exercício físico e uma boa
alimentação. Evitar alimentos com muita
Evitar o jantar ou fazer jejum ajuda ou densidade energética como alimentos com
não a emagrecer?
muita gordura, muito açúcar, alimentos
Evitar qualquer refeição não ajuda o processados, comer várias vezes ao dia, fazer
emagrecimento, até pelo contrário. Costumo escolhas alimentares correctas, beber a água
dizer aos meus clientes, se não querem fazer recomendada diariamente.
uma refeição completa, então que optem por
algo mais leve, sopa juntamente com alguma Vivemos numa época em que as pessoas
proteína, mas ir para a cama com fome não é vivem a um ritmo alucinante, sem tempo
uma opção de todo saudável.
ou paciência para elaborar refeições
saudáveis. Que dicas para ajudar?
É verdade que o segredo para emagrecer está
O tempo é de facto a desculpa que mais
em comer apenas alimentos Light e Diet?
oiço em consultas. E eu questiono: não
Não, esse não é o segredo. O segredo é existe tempo para cozinhar ou preparar a
fazer uma alimentação equilibrada, variada marmita para o dia seguinte, mas depois,

mais tarde, vai ter que existir tempo retirado
obrigatoriamente para ir ao médico. É
nisto que as pessoas têm de pensar. Hoje
em dia, existem empresas que fornecem as
chamadas marmitas e vão leva-las ao local
de trabalho, ou então num restaurante ao
lado do trabalho há sempre a possibilidade
de escolher sopa e um prato que lhe pareça
o mais saudável, ou simplesmente fazer uma
sopa em casa que possa dar para vários dias e
acrescentar com uma sandes mais saudável,
pão escuro, uma fonte de proteína (carne,
ovo, atum) e não esquecendo uma salada ou
mesmo umas rodelas de tomate. Nos centros
comerciais também existem restaurantes
onde podem fazer uma boa refeição.
Para terminarmos faço-te um desafio,
elabora uma refeição saudável mas...
saborosa, aceitas?
Basta querermos mudar/retirar alguns
ingredientes numa receita para a tornar
mais saudável. Uma sobremesa por exemplo,
o leite-creme, se não lhe for adicionado
o açúcar ou colocar metade do que diz na
embalagem passa a ser uma sobremesa
óptima.
Também se podem fazer panquecas
saudáveis, altera-se a farinha branca por
farinha integral, aveia ou centeio, coloca-se
um copo de leite e um ovo, e tem um lanche
ou uma sobremesa também saudável.

GROSELHEIRA
Aí pelos anos sessenta do passado século, um dos prazeres favoritos da juventude era a ida ao cinema. Os
edifícios onde se projetavam os filmes, quase sempre grandes metragens, constituíam as referências arquitetónicas monumentais das respetivas vilas e cidades. Lembro-me de que, na minha terra, nos intervalos
das sessões, o pessoal dirigia-se ao bufete para tomar um pirolito, um capilé ou um refresco de groselha.
Outras bebidas haveria, mas creio que, nessa época estas eram as mais populares. Gostava particularmente
do refresco de groselha pela sua cor agradável e sabor acidulado.

Miguel Boieiro

DR

Várias tentativas venho
efetuando para dispor de
groselheiras no meu quintal
mas as plantinhas não
conseguem resistir aos verões
demasiado calorosos e secos
da nossa região. É claramente
uma espécie de climas mais
frios e húmidos.
Ultimamente,
numa
digressão pela serra da
Gardunha onde, mais uma
vez, folgámos com a Festa
da Cereja de Alcongosta
(Fundão),
uma
amiga
brindou-nos, talvez para
desenjoar,
com
duas
caixinhas de groselhas da
sua produção, umas rosadas e outras
vermelho-escuras. Que maravilha!
A groselheira ostenta a designação
científica de Ribes uva-crispa e
apresenta, sobretudo, duas espécies mais
divulgadas: a Ribes nigrum (groselheira
negra ou cássis, como dizem os franceses)
e a Ribes rubrum (groselheira vermelha).
São arbustos pertencentes à família das
grossulariáceas, do género Ribes, com

para tratamento de inapetências (faltas
de apetite), rinites, faringites, tosses,
diarreias, cálculos renais e reumatismo
gotoso. Dado ser diurética, é também
excelente para diminuir a hipertensão,
mediante a infusão das folhas e rebentos.

folhas palmatilobadas (fazem lembrar as
folhas das malvas mas mais pequenas),
flores axilares em cachos e reluzentes
frutos pequenos e redondos, por vezes
algo translúcidos, também dispostos em
cachos.
As groselheiras podem atingir três
metros de altura e contêm galhos robustos
que, em estado silvestre, costumam ter
espinhos. As flores formam campânulas
aos pares ou uma a uma. Os frutos, como

antes se disse, são atraentes com sabor
ácido mas agradável, sendo muito ricos
em antioxidantes, ácidos málico, cítrico e
tartárico e vitaminas, sobretudo vitamina
C. Possuem também componentes mais
raros, como o ácido gama linoleico e uma
enzima responsável pela metabolização
da serotonina podendo, por isso, ser
utilizadas em terapias contra a depressão.
Apontam-se várias aplicações da
groselheira, principalmente da negra,

É comercializado um medicamento
à base de botões florais da groselheira
negra, que se toma em gotas, para tratar as
inflamações das articulações, as artroses,
as enxaquecas crónicas e as doenças do
aparelho respiratório (rinofaringites,
sinusites, bronquites crónicas e asmas).
Como se sabe, os frutos maduros
são usados para o fabrico do famoso
xarope de groselha que dá origem ao
aludido refresco, licores, sorvetes e
doces. Experimentem a compota que
é confecionada pela empresa “Sabores
da Gardunha” de Alcongosta, passe a
publicidade!
Para terminar, transcrevo com a devida
vénia, uma receita do Dr. Oliveira Feijão
destinada a debelar anginas, estomatites,
úlceras, vaginites e leucorreias: infuso
de 30 g das folhas da groselheira num
litro de água para gargarejos, loções ou
irrigações, conforme as necessidades.

Gastronomia

CSS | 7 de Outubro de 2016

11

Receita:
PASTEL DE BERBIGÃO
DR

Ingredientes:
Massa:
• 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
• 1 colher (chá) de sal
• 2 colheres (sopa) de óleo
• 1 colher (sopa) de pinga
• 1 colher (sopa) de vinagre branco
• 1/2 xícara (chá) de água morna

Tempo de Preparação:

20 Minutos

Tempo de Cozedura:

Recheio:
• 250g de berbigões cozidos e sem conchas
• 1 cebola
• 1 tomate
• 2 dentes de alho
• Sal a gosto
• 3 colheres (sopa) de óleo
• 1/3 xícara (chá) de salsinha picada
• 1/3 xícara (chá) de cebolinha verde picada
• 4 xícaras (chá) de óleo para fritar

5 Minutos

Pronto em:

25 Minutos

Preparação:
Passo 1:
Em uma tigela funda, misture a
farinha e o sal. Junte o óleo, a pinga
e o vinagre, nessa ordem. Adicione a
água morna e amasse com as mãos, até
dar liga. Reserve na geladeira de um
dia para o outro.

Publicidade

Passo 2:
Corte a cebola, o tomate e o alho
em cubinhos. Tempere com sal.
Em uma panela, esquente o óleo
e refogue a cebola, o tomate e o
alho por 3 minutos. Coloque os
berbigões.

Passo 3:
Acrescente a salsinha e a cebolinha,
misture bem e deixe esfriar. Sobre
uma superfície lisa e polvilhada
com farinha, abra a massa com
um rolo, numa espessura nem
muito fina nem grossa.

Passo 4:
Corte no formato desejado.
Coloque o recheio no centro, feche
os pastéis e pressione as bordas com
a ponta de um garfo. Aqueça bem o
óleo e frite os pastéis dos dois lados.
Escorra em papel toalha e sirva.

REPORTAGEM

CSS | 7 de Outubro de 2016

12

Publicidade

27.º Aniversário
da Associação
Artes do Seixal

Foi no passado sábado, dia 1 de Outubro
que foi comemorado com pompa e
circunstância como se costuma dizer, mais
um aniversário da Associação Artes.
Com um vasto e elaborado programa
que teve início no dia trinta de Setembro
com a inauguração da Exposição de Pintura
dos associados.
Falando da inauguração da exposição na
Junta de Freguesia da Amora direi que esta
iniciou-se com um discurso da Presidente
Umbelina Ribeiro seguindo-se as palavras
de Helena Quintas representante da Junta de
Freguesia que deu os parabéns à Associação
pelo nível dos trabalhos apresentados.
Por fim, a esposa de um associado leu três
poemas de sua autoria, um de homenagem
a todos os associados e dois dedicados ás
pintoras Fernanda Jacinto e Bela Mestre.
Continuando no dia um, sábado, com
início às dez horas:
- Modelagem e escultura orientados pelo
pintor e escultor Carlos Pé Leve;
- Almoço partilhado;
- Programa de fados com a fadista Lina
de Almeida acompanhada à guitarra por
Nuno Rafael e à viola por Alberto Raio;
- Sessão Solene em que usaram da
palavra Jaime Ribeiro vice-presidente da
Associação, moderadora Umbelina Ribeiro
presidente da Artes, Manuel Araújo
presidente da Junta de Freguesia de Amora,
Jorge Gonçalves vereador da Câmara
Municipal do Seixal, Vítor Gonçalves
vice-presidente da Arifa e Carlos Pé Leve
sócio fundador e grande dinamizador da
Associação.
Para terminar direi que este evento
cultural terminou com o partir do bolo de
aniversário e com a firme convicção da parte
de todos os presentes de que esta Associação
e outras que foram mencionadas (Casa do
Educador e Uniseixal) muito contribuem
para o nível cultural do Concelho e é
notória a sintonia que existe entre a Artes
e as Autarquias Locais, sempre dispostas a
apoiar mesmo em momentos de crise, não

só monetária como logísticamente.
Quero também frisar que Vera Palaio foi
de uma grande dedicação na montagem da
exposição pois não se poupou a esforços.
Maria Vitória Afonso
POESIA

Maria Vitória Afonso

Pintura e poesia
de mãos dadas
A poesia e a pintura
São duas irmãs unidas
Espelham arte e ternura
Embelezam nossas vidas.
Perante um quadro, a beleza
Inspira a arte do poeta
Descreve ele com leveza
Essa inspiração selecta.
E se o poeta é artista
Das palavras, artesão
O pintor dá uma vista
Dum mundo cheio de ilusão.
O pintor sente uma mística
Que retira da paleta
Mostra a sua veia artística
Numa beleza completa.
O poeta vê extasiado
As telas desse pintor
Fica muito emocionado
E relata o seu esplendor.
Suavidade, emoção
O poeta vem buscar.
Pintam artistas, seu condão
É este mundo enfeitar.
Ser pintor e ser poeta
Mas que dupla mais valia
Que vai atingir a meta
Enchendo Deus de alegria.

Agenda

CSS | 7 de Outubro de 2016

13

Os jovens artistas são
oriundos na grande maioria do Seixal e alguns já
participaram em edições
anteriores do Seixal Graffiti
e noutros projetos como o
Drive in Arte.
O evento pretende divulgar e promover o graffiti
e proporcionar a participação de novos talentos.
O Seixal Graffiti é uma
iniciativa da Câmara Municipal do Seixal.

Publicidade

No
próximo
domingo,
o Quartel da Associação
Humanitária dos Bombeiros
Mistos do Concelho do Seixal
vai receber um Sunset Solidário,
com o objetivo de aproximar a
corporação de bombeiros da
população do Concelho.
"A chama da solidariedade é a
única que não queremos apagar".
Este é o mote anual lançado
por todos os nossos heróis do
Concelho e que, durante este
evento, terão a oportunidade de
estar junto da população para
mostrar todo o seu trabalho.
Música, comida, bebida e
muita animação serão garantidos
para um final de dia e início de
noite muito divertidos e solidários.
Os Anjos serão os cabeças de
cartaz deste evento e partilharão
o palco com vários nomes
conhecidos do Concelho do
Seixal: Banza, Elisabete, Black &
White, Tágide, entre outros.
Todo o valor angariado
durante o evento reverterá
inteiramente a favor da
Associação Humanitária dos
Bombeiros Mistos do Concelho
do Seixal.

Estão abertas as inscrições para o By Night – Serão
na Biblioteca, que se realiza
no dia 14 de outubro, sextafeira, entre as 21 e as 24 horas, na Biblioteca Municipal
do Seixal.
Trata-se de uma iniciativa
de celebração do “Halloween” destinada a jovens com
idades compreendidas entre
os 13 e os 18 anos, que inclui
atividades recreativas e culturais concebidas dentro do
imaginário de criaturas inventadas e histórias fantásticas,
promovendo assim os livros
e a leitura.
A participação nesta iniciativa é gratuita, mas requer
inscrição prévia, até 13 de
outubro, através do telefone
210 976 100 ou do email biblioteca.jovem@cm-seixal.pt.
A Biblioteca Municipal do
Seixal promove, também no
âmbito do “Halloween”, no
dia 29 de outubro, sábado,
às 15.30 horas, o ateliê Doçuras e Travessuras. É destinado a crianças dos 4 aos 12
anos e familiares.

O Independente Futebol
Clube Torrense inaugura esta
sexta-feira, dia 7 de outubro,
às 21.30 horas, na Galeria do
Pavilhão Municipal da Torre
da Marinha, a exposição de
Pintura e Poesia, com pintura de Carla Palhinha e textos
do autor da obra "O Suspiro
de Ódin", João Dórdio.
A mostra está patente até
ao próximo dia 30 de outubro e é uma clara oportunidade para descobrir este
projeto inovador que pretende conciliar a pintura com a
DR

DR

A arte urbana está de
volta ao Seixal. Durante
dois dias, 8 e 9 de outubro,
16 artistas nacionais vão
intervir no muro da antiga
fábrica Mundet, esperando-se muita criatividade e
irreverência.

By Night – Serão
na Biblioteca

“Um poema é
uma pintura
com voz,
uma pintura é
um poema sem
voz"

poesia e escrita criativa.
O momento inaugural
será marcado pela sessão
de apresentação da obra de
João Dórdio "O Suspiro de
Odin“ (Chiado Editora) e pela
presença da oradora convidada, Maria Magueijo.

DR

DR

A Sala Polivalente da
Biblioteca Municipal de
Sesimbra recebe, no dia 14
de Outubro, sexta-feira, das
10 às 12.30 horas, a sessão
de esclarecimento "10 Passos para a Criação do seu
Negócio". A iniciativa é gratuita e pretende esclarecer
os futuros empresários sobre os vários passos a dar
na criação do seu negócio,
desde a ideia inicial até à
sua manutenção, passando pelo licenciamento e financiamento.
Os interessados em participar podem inscreverse no Gabinete de Apoio
ao Empresário, na Rua da
Cruz, n.º 24 – A, pelo telefone 21 228 87 19 ou pelo
email: gae@cm-sesimbra.pt.

Seixal
Graffiti 2016

Sunset Solidário
DR

10 Passos para
criar o seu
Próprio Negócio

lazer

CSS | 7 de Outubro de 2016

12
14
14

DESCUBRA AS 9 DIFERENÇAS
O NOSSO SEIXAL...

cinema

"A Casa da Senhora
Peregrine

ORIGINAL

para Crianças Peculiares"

23 a 29 de Setembro

Carneiro

Amor: Andará muito exigente em relação ao seu
par. Liberte toda a criatividade que existe dentro
de si e aprenda a contemplar o Belo.
Saúde: Sentir-se-á cheio de energia.
Dinheiro: Aproveite bem as oportunidades.
Números da Semana: 8, 11, 22, 29, 32, 34

Touro

dr

Jake (Asa Butterfield) segue as pistas
que o levam a uma ilha misteriosa onde
descobre as ruínas da Escola Para Crianças Peculiares de Miss Peregrine. À medida que explora os quartos e os corredores,
descobre que alguns ainda estão vivos e
que possuem incríveis poderes. E fica a
saber que é ele o escolhido para os salvar
dos Ocos, os impiedosos inimigos que os
perseguem pelas suas capacidades extraordinárias.
Duração: 127 minutos
Género: Fantasia, Ficção Científica
Classificação etária: M/12

Sudoku

música

“Se me amas”

21-04 a 21-05

Amor: A seta do Cupido espera por si. Que a beleza da Aurora invada a sua vida!
Saúde: Tendência para dores musculares.
Dinheiro: Boa altura para comprar casa, desde
que aproveite as oportunidades certas.
Números da Semana: 11, 17, 22, 40, 43, 49.

Caranguejo

21-06 a 23-07

Amor: Aproveite com muita sabedoria os conselhos
da sua família. Perdoe aos outros e a si próprio.
Saúde: Coma alimentos com mais vitaminas.
Dinheiro: Não misture a amizade com os negócios, poderá vir a arrepender-se se o fizer.
Números da Semana: 14, 21, 30, 33, 38, 45.

Leão

24-07 a 23-08

Amor: Sentir-se-á liberto para expressar os seus
sentimentos e amar livremente. Que o seu tempo
seja gasto a amar!
Saúde: Estará melhor do que habitualmente.
Dinheiro: Boa altura para pedir um aumento ao seu chefe.
Números da Semana: 2, 11, 23, 30, 35, 39.

Virgem

24-08 a 23-09

Amor: Dê mais atenção à pessoa que tem a seu
lado. Não deixe que os assuntos domésticos
interfiram na sua vida amorosa.
Saúde: Faça exames médicos.
Dinheiro: Pode fazer aquele negócio que tanto deseja.
Números da Semana: 1, 5, 19, 25, 40, 47.

Balança

24-09 a 23-10

Amor: Irá ter notícias de uma pessoa muito especial, com a qual não mantém contacto já há
algum tempo.
Saúde: Momento calmo, sem preocupações.
Dinheiro: Sem problemas neste campo da sua vida.
Números da Semana: 5, 6, 10, 28, 32, 39.

SOLUÇÃO

Escorpião

24-10 a 22-11

Amor: Demonstre o seu amor através de um jantar romântico.
Saúde: O seu sistema imunitário está muito sensível, seja prudente.
Dinheiro: Momento favorável.
Números da Semana: 7, 9, 10, 22, 33, 44.
dr

SOPA DE LETRAS - alimentos

21-04 a 21-05

Amor: Organize um jantar para reunir os seus amigos.
Procure gastar o seu tempo na realização de coisas
úteis a si e aos outros.
Saúde: A rotina poderá levá-lo a estados depressivos.
Combata-os com otimismo!
Dinheiro: Não se precipite nos gastos.
Números da Semana: 2, 3, 9, 20, 30, 45.

Gémeos
ALTERADO

21-03 a 20-04

Sagitário

Os Xutos & Pontapés são os maiores
Senadores do Rock nacional. Com vários
anos de existência são, sem dúvida, a banda portuguesa verdadeiramente transgeracional.
Com 18 faixas o CD e 24 o DVD de
“Se me amas”, Tim, Zé Pedro, João Cabeleira, Kalú e Gui relembram algumas
das suas mais emblemáticas mantendo a
sua essência, o Rock. Tudo neste trabalho
é novo e surpreendente, como se pode verificar na intensidade em que Kalú toma
conta do piano. Toda esta experiência levou os Xutos & Pontapés a perpetuar o
conceito, levando este mesmo concerto ao
Coliseu dos Recreios, no dia 29 de Outubro 2016.

23-11 a 21-12

Amor: A sua vida amorosa dará uma grande volta brevemente.
Saúde: Consulte o seu médico.
Dinheiro: Evite gastos supérfluos.
Números da Semana: 4, 8, 25, 30, 47, 49

Capricórnio

22-12 a 20-01

Amor: Não deixe que a pessoa que tem ao seu
lado sinta a falta da sua atenção e carinho.
Saúde: O seu sistema nervoso anda um pouco alterado.
Dinheiro: Os investimentos estão favorecidos.
Números da Semana: 1, 4, 6, 9, 15, 20

Aquário

21-01 a 19-02

Amor: Não se deixe iludir pelo aspeto físico, procure ver
primeiro quem as pessoas são realmente por dentro.
Saúde: Poderá sofrer de alguma retenção de líquidos.
Dinheiro: Não seja irresponsável e pense bem no seu futuro.
Números da Semana: 8, 15, 19, 36, 38, 42

Peixes

20-02 a 20-03

Amor: O seu coração poderá ser invadido pela
saudade, que o vai deixar melancólico
Saúde: Previna-se contra constipações.
Dinheiro: Nada o preocupará
Números da Semana: 12, 15, 22, 29, 35, 36

Desporto

CSS | 7 de Outubro de 2016

11
15

"veste novamente
a camisola"
A Academia Seixal 1925, está
a organizar com a colaboração da
direcção do Seixal Clube 1925, para o
próximo dia 8 Outubro, um encontro/
jogo/convívio para todos os que tiveram
a honra de representar o clube, quer
como treinador, director ou atleta.
O convívio tem o propósito de
avivar memórias, relembrar momentos,
partilhar emoções, enaltecer a alma
Seixalense e angariar fundos para o
Gabinete Social da Academia Seixal
1925.

DR

O evento terá início às 15.00 horas
com uma apresentação das novas
instalações do Estádio Municipal
(antigo Bravo), de seguida realizarse-á um jogo de confraternização entre
os presentes, e a tarde de recordações
culmina com um jantar e entrega de
diplomas.

a oportunidade de participar no
Leiria Handball Meeting: os juvenis
do CCRAM obtiveram a primeira
classificação na final desta edição do
LHM, seguidos do AC Sesmarias (2º
lugar), SL Benfica (3º lugar), Juventude
Desportiva do Lis, Cister Sport
Alcobaça e CALE – Clube de Andebol
de Leça. Já os juniores, terminaram esta
prova em quarto lugar, antecedidos do
Sporting CP, AC Sesmarias e Juve Lis.

Mais informações estão disponíveis
na página do Facebook, Seixal Clube
1925.

Os diferentes escalões de Andebol
do CCRAM participaram ao longo do
mês de Setembro em vários torneios
e iniciativas por todo o país, tendo
trazido para casa várias conquistas de
mérito.

DR

Entre os dias 7 e 11, os infantis de
Andebol do CCRAM participaram
no GINANDEBOL 2016 (também
conhecido por Torneio de Andebol
Jovem, organizado pelo Ginásio Clube
do Sul, em Almada) e obtiveram o 3º
lugar do seu escalão.

Publicidade

Andebol
do CCRAM
soma
e segue

Em datas próximas, nos dias 9, 10
e 11, os escalões de juvenis (sub 17)
e juniores (sub 19) também tiveram

Para comemorar o 59.º aniversário
da Associação de Andebol de Setúbal,
esta organizou no Pavilhão Municipal
da Torre da Marinha, entre os dias 16
e 18, o seu primeiro torneio chamado
“1.ª Taça da A.A. Setúbal”; para além
do escalão de juvenis do CCRAM,
estavam em competição o Ginásio
Clube do Sul, o CCS Pinhal de Frades
e o IFC Torrense. O CCRAM ficou em
primeiro lugar (26-18 pontos contra o
Ginásio Clube do Sul, que ficou em 2º
lugar).
Estes eventos vêm marcar o início
da época lectiva 2016-2017 que, pelos
resultados até agora obtidos, tem tudo
para brilhar!

Publicidade
16
16

CSS | 7 de Outubro de 2016


Documentos relacionados


Documento PDF comercio 323
Documento PDF comercio 321
Documento PDF comercio 351
Documento PDF comercio 322
Documento PDF comercio 347
Documento PDF comercio 349


Palabras claves relacionadas