Caja PDF

Comparta fácilmente sus documentos PDF con sus contactos, la web y las redes sociales.

Compartir un archivo PDF Gestor de archivos Caja de instrumento Buscar PDF Ayuda Contáctenos



Comércio 346 .pdf



Nombre del archivo original: Comércio-346.pdf

Este documento en formato PDF 1.5 fue generado por Adobe InDesign CC 2017 (Windows) / Adobe PDF Library 15.0, y fue enviado en caja-pdf.es el 06/10/2017 a las 09:03, desde la dirección IP 85.242.x.x. La página de descarga de documentos ha sido vista 742 veces.
Tamaño del archivo: 2.9 MB (16 páginas).
Privacidad: archivo público




Descargar el documento PDF









Vista previa del documento


www.sanper.pt

212 124 210
Preço: 0,01

Publicidade

Semanário | Sexta-Feira | 06 de Outubro de 2017 | Ano X | N.º 346

Publicidade

Director: Fernando Borges

32º ANIVERSÁRIO
FREGUESIA DA QUINTA DO CONDE

PÁG. 3

Autárquicas
2017

Mental
Coach

SeixalJazz

Desporto

Portugal foi a votos para eleger os
autarcas para os próximos 4 anos.
Confira o que as populações do Seixal e
Sesimbra votaram no passado Domingo.

A Dr.ª Paula Martins vai iniciar uma
colaboração com o Seixal Clube 1925 como
"mental coach", desvendando-nos um pouco
da parceria e quais os seus benefícios

A edição de 2017 do festival de jazz já tem
cartaz definido e o regresso à Mundet é uma
realidade que acontece já nesta edição

O Seixal Clube 1925, GD Alfarim, GD
Sesimbra e o Amora FC apuraram-se ontem
na última jornada da Taça AFS. Paio Pires FC
e ACRT Zambujalense ficam pelo caminho

Pág. 2

Pág. 8

Publicidade

Pág. 12

Pág. 15

SOCIEDADE

CSS | 06 de Outubro de 2017

2

AUTÁRQUICAS 2017
A coligação PCP-PEV vence em Sesimbra e no Seixal. Embora não conseguindo a maioria
absoluta na autarquia seixalense, esta manteve-se no concelho de Sesimbra.
Na votação para a Junta de Freguesia de Amora a
vitória foi para votado foi a coligação PCP-PEV com
35,99% dos votos, embora na prática tenha havido
um empate técnico com a eleição de 8 mandatos,
o mesmo número de mandatos que o PS elegeu
(gráfico 6). O PS obteve 32,64% e o PPD/PSD
obteve 12,67% dos votos.

Dia 1 de Outubro foi dia da população portuguesa
eleger os autarcas para as freguesias e câmaras
municipais das suas áreas de residência. Comecemos
então com os resultados em Sesimbra.
A coligação PCP-PEV venceu e manteve a maioria
absoluta na Câmara Municipal com 41,62% dos
votos elegendo quatro vereadores. O PS ficou em
segundo lugar nas votações com 27,71% e elegeu
dois vereadores. O último vereador foi eleito pelo
PSD que obteve 10,17% dos votos. No gráfico 1
podemos ver os resultados das autárquicas deste ano
comparadas com as de 2017 referente à eleição para
a Câmara Municipal de Sesimbra.
No que diz respeito às juntas de freguesia do
concelho de Sesimbra, o PCP-PEV venceu em todas.
Para a Junta de Freguesia da Quinta do Conde o
PCP-PEV obteve 34,55% dos votos, o PS 30,09% e
a coligação PPD/PSD e CDS-PP obteve 11,74% da
votação. De realçar que na freguesia da Quinta do
Conde foi onde se verificou a maior abstenção com
uma taxa de 60,35%, como se pode ver no gráfico 2.

Na Junta de Freguesia de Sesimbra (Castelo) o
PCP-PEV venceu com 43,28% dos votos (gráfico
3), seguido do PS com 27,04% e da coligação PPD/
PSD e CDS-PP com 11,94%. Foi na votação da
Junta de Freguesia de Sesimbra (Castelo) que se
registou a maior percentagem de votos do PCPPEV e onde também houve a menor abstenção do
concelho de Sesimbra com 49,41%.

Director: Fernando Borges - CP1608
Registo do título: 125282
Depósito Legal: N.º 267646/07
Contribuinte N.º 194 065 499
Propriedade e Editor: Ângela Rosa

Gráfico 1
Para a Junta de Freguesia de Sesimbra (Santiago) as
eleições foram ganhas pelo PCP-PEV com 43,05%,
seguido do PS com 30,72% e do MSU (Movimento
Sesimbra Unida) com 8,85% (gráfico 4).

No que diz respeito ao concelho do Seixal, e nas
eleições para a Câmara Municipal, a coligação PCPPEV venceu com 36,54% dos votos. O segundo
partido mais votado foi o PS com 31,44%, seguido
do PPD/PSD com 11,84%. Na comparação com
as eleições autárquicas de 2013, pode ver-se uma
quebra em cerca de mil votos no PCP-PEV e um
aumento no número votos no PS em mais de 4000,
que se traduzem num aumento de quase oito pontos
percentuais, como se pode conferir no gráfico 5.
Em relação às juntas de Freguesia, na de Fernão
Ferro, a vitória coube a um candidato independente,
com o movimento Somos Fernão Ferro a obter
33,94% dos votos (gráfico 5). O PS obteve o segundo
lugar nas votações com 24,95% e em terceiro ficou a
coligação PCP-PEV com 19,97% dos votos.

ADMINISTRAÇÃO, REDACÇÃO
E PUBLICIDADE
Av. José António Rodrigues, n.º 45, 2º
2840 - 078 Aldeia de Paio Pires
Telm. 969 856 802
Telf. 210 991 683
comerciodoseixal@gmail.com
http://jornalcomerciodoseixalesesimbra.wordpress.com
Facebook: Comércio do Seixal e Sesimbra

No gráfico 7 podemos ver a votação para a União
das Juntas de Freguesia do Seixal, Arrentela e Aldeia
de Paio Pires onde a coligação PCP-PEV venceu
com 45,49% dos votos, seguido do PS com 27,94%
e do PPD/PSD com 9,21% dos votos.

Nas eleições para a Junta de Freguesia de Corroios,
a coligação PCP-PEV venceu com 36,13% dos
votos, seguido do PS com 30,94% e do PPD/PSD
com 12,98% (gráfico 8).

Director Adjunto: Celino Cunha Vieira TE1218
Directora Comercial: Ângela Rosa
Paginação: Paulo Ramos de Sousa
Repórter: Fernando Soares Reis CP6261
Colaboradores: Adriana Marçal, Agostinho António Cunha, Alvaro
Giesta, Dário Codinha, Fernando Fitas CP2760, José Henriques,
José Lourenço, João Araújo, Jorge Neves, João Domingos CO-1693,
José Mantas, José Sarmento, Maria Vitória Afonso, Maria Susana

Mexia, Mário Barradas, Miguel Boieiro, Paulo Nascimento, Paulo
Silva, Pinhal Dias, Rúben Lopes, Rui Hélder Feio, Vitor Sarmento.
Impressão: Funchalense - Empresa Gráfica, S.A.
Tiragem: 15.000 exemplares
O «Comércio» não se responsabiliza nem pode ser responsabilizado pelos
artigos assinados pelos colaboradores. Todo o conteúdo dos mesmos é da
inteira responsabilidade dos respectivos autores.

REPORTAGEM

CSS | 06 de Outubro de 2017

3

32.º ANIVERSÁRIO
QUINTA DO CONDE
A Junta de Freguesia da Quinta do Conde
vai comemorar o 32.º aniversário
da sua criação no próximo dia
9 de Outubro.

O programa das comemorações da efeméride
começam às 18 horas, com a inauguração
da escultura “40 Anos do Poder Local
Democrático”, de Carlos Bajouca. Esta
primeira inauguração estará instalada no
Negreiros Fitness Parque. Às 18h30 terá lugar
outra inauguração, desta vez da escultura
“Passagem de Vida” de Hugo Maciel, que
estará instalada na Avenida da Liberdade, na
perpendicular à Rua do Brasil.
Às 21 horas, começará no Salão João Favinha,
da Junta de Freguesia da Quinta do Conde,
uma sessão solene com recepção às entidades,
momento musical, intervenções e saudações
e condecorações. Nas condecorações há
que destacar a de Augusto Pólvora a título
póstumo. Relembramos que o anterior
presidente da Câmara Municipal de Sesimbra
faleceu em Julho deste ano vítima de doença
prolongada. No final, serão cantados os
parabéns à autarquia quintacondense.
O “Comércio” esteve também à conversa
com Vítor Antunes, Presidente da Junta da
Freguesia da Quinta do Conde, que nos
fez um balanço dos 32 anos da criação da
autarquia bem como o que se pode esperar
para o futuro.
Comércio do Seixal e Sesimbra: Vão
comemorar o 32.º aniversário da criação da
freguesia da Quinta do Conde no próximo
dia 9 de Outubro. Que balanço pode fazer
deste 32 anos de freguesia?
Vítor Antunes: A avaliação a estes 32 anos
é naturalmente positiva. Corresponde a
oito mandatos autárquicos, seis dos quais

tutelados pelo Partido Socialista e os
últimos dois pela CDU. Os primeiros anos
centraram-se na edificação de instalações
para a Junta de Freguesia, inauguradas
durante uma “Presidência Aberta” de Mário
Soares, em 1993. Seguiu-se um período mais
reivindicativo junto da Câmara Municipal
de Sesimbra e a assunção gradual, mas lenta,
de competências transferidas da Câmara, em
áreas como a venda ambulante, a toponímia
e a manutenção dos edifícios escolares do
primeiro ciclo e ensino pré-primário. No final
de 2009 as competências delegadas cresceram
e a intervenção da Junta começou a notar-se
também em áreas onde antes era impensável.
O corte de matos e ervas em parcelas não
edificadas, a construção de equipamentos
como o Skate Parque e a criação de
referências no espaço público, no âmbito do
projeto “Construção da Identidade” serviram
para elevar a autoestima e a qualidade de
vida dos quintacondenses. Uma evolução
que se constata facilmente (não obstante
as dificuldades económicas decorrentes do
subfinanciamento da Freguesia) reconhecida
pela generalidade dos quintacondenses.
A Junta de Freguesia tem alguma coisa
preparada para celebrar a efeméride?
O 32.º Aniversário será celebrado em dois
momentos distintos. Pelas 18 horas, no
Negreiros Fitness Parque será inaugurada
a escultura de Carlos Bajouca alusiva aos
“40 Anos de Poder Local Democrático”,
seguindo-se a inauguração de outra escultura,
“Passagem de vida”, de Hugo Maciel, no

Pinhal do General. Pelas 21 horas a sessão
solene propriamente dita, com um momento
musical, saudações, condecorações e os
“parabéns” à Freguesia.
O que esperar para o futuro?
Trabalho. Os quintacondenses escolheram
continuar o trabalho e é isso que iremos fazer,
atraindo cada vez mais habitantes para a
intervenção na “coisa” pública. A construção
da identidade não é uma tarefa menor e isso
consegue-se com o envolvimento das pessoas.
Este ano também comemoraram o
aniversário de elevação a vila. Que
vantagens trouxe essa elevação?
O aglomerado populacional Quinta do
Conde foi elevado à categoria de Vila em
1995, dez anos depois da criação da Freguesia
e consubstanciou à época, para além do
estatuto em si, o reconhecimento pela
evolução desta terra, contribuindo para a
elevação do amor-próprio dos seus habitantes.

Vitor Antunes
Publicidade

CULTURA

CSS | 06 de Outubro de 2017

4

HISTÓRIAS ASSOCIATIVAS (22)*

O VOZEIRO

ENTRADA DA NETA NA

Rui Hélder Feio

Divórcio com Partilha
O site Justiça.gov.pt disponibilizou aos
cidadãos o Balcão de Heranças e de
Divórcio com Partilha. Agora, o casal
que pretenda efetuar um divórcio,
pode por si só ou com a os serviços de
um Solicitador ou advogado, recorrer
a este serviço para efetivar o divórcio e
proceder às partilhas.
Neste balcão também possibilita a
transferência ou alteração da propriedade
de bens e dívidas (o património), na
sequência de uma morte, além do
anteriormente referido divórcio ou
separação. Com o divórcio acaba o
laço legal que foi estabelecido entre
duas pessoas na altura do casamento.
Por isso, é necessário fazer a partilha
do património dos membros do casal.
Neste balcão é possível fazer tanto o
divórcio por mútuo consentimento
(também conhecido como amigável)
como a partilha.
No Balcão Divórcio com Partilha
pode: tratar do processo de divórcio,
tratar da separação de pessoas e bens,
fazer a partilha do património do
casal (durante o processo de divórcio
ou depois da decisão de divórcio ou
separação), fazer contratos de mútuo
(empréstimo) para o pagamento de
tornas (compensação do outro membro
do casal pela divisão de casa ou veículo),
fazer o registo dos bens partilhados,
pagar os impostos necessários (como o
imposto de selo), mudar a morada fiscal,
pedir a isenção do Imposto Municipal
sobre as Transmissões Onerosas de
Imóveis (IMT), inscrever ou atualizar a
matriz de prédio urbano (modelo 1 do
IMI), etc.
Se já existir uma decisão do tribunal,
ou decisão de uma conservatória, basta
fazer a lista dos bens do casal e dos seus
valores. Com estes documentos, dirijase por si só ou com o Solicitador, a
um Balcão de Divórcio e Partilha para
marcar o divórcio. Se o casal tiver feito
uma convenção antenupcial, a certidão
dessa convenção pode ser consultada
na base de dados do registo civil no
momento do divórcio.
Os serviços de divórcio, separação e
de partilha de património e bens têm
custos.
• Processo de divórcio ou separação:
280€
• Partilha do património do casal e
registo dos bens: 370€
• Processo de divórcio ou separação
com partilha do património do casal
e registo dos bens: 635€
Podem existir outros custos se forem
pedidos mais serviços (por exemplo, o
registo de outros bens, a mudança de
nome, a alteração dos acordos, pensão
de alimentos para filhos maiores) ou se
for necessário pagar impostos.
Para consultar a lista dos Balcões de
Heranças e Divórcio com Partilha,
consulte a lista de balcões em http://www.
irn.mj.pt/IRN/sections/irn/a_registral/
servicos-externos-docs/contactos/balcaodas-herancas-e-locais/
Escolha os serviços de um profissional,
contacte o Solicitador.
Envie a sua questão para:
duvidas@ruifeio.pt

Fernando
Fitas

MÚSICA DA ARRENTELA

FOI SINAL DE GRANDE CONTENTAMENTO

De outras canseiras se lembra igualmente,
Virgínia Ferreira, quando diz ter pertencido
a um sem número de comissões, entre elas
a das bambinelas, constituída unicamente
por mulheres e que, a par de lhe caber
a função de arranjar o dinheiro para os
tecidos, tinha ainda por missão providenciar
um sem número de tarefas. “As mulheres,”
garante, “andavam sempre à frente, quando
se tratava desse tipo de coisas.”
Mas de alegrias várias se fez também esse
tempo em que a colectividade constituía
o grande e, porventura, único ponto de
encontro do reduzido número de famílias
que viviam no pequeno aglomerado
habitacional de Arrentela. Das que lhe
acodem à memória, - por lhe haverem sido
contadas ou por nelas ter participado,destaca, nomeadamente, o facto do namoro
com aquele que viria a ser seu marido, haver
sido arranjado na colectividade, a festa do
pau de fileira, o mesmo é dizer, da colocação
da trave mestra no telhado e a homenagem
de que seu avô foi objecto, quando procedeu
ao pagamento da ultima prestação da divida

que assumira por mor da sociedade.
Para esta associada da SFUA, “a aludida
manifestação de reconhecimento, incluiu,
não só, uma deslocação da banda à porta de
sua casa, onde tocou o hino, mas também
o içar de uma bandeira (denominada de
‘Vitória’) na varanda da habitação, para que
da notícia todos tivessem conhecimento”.
Construída a casa, chegava o tempo de
lhe dar o devido préstimo, em ordem a
que esta não se limitasse a mero local de
encontro, mas que se assumisse como o
espaço privilegiado ao desenvolvimento de
outras formas de actividade cultural. Assim
nasceu o teatro, entretém que na opinião
de Virgínia Ferreira “ocupava muitos
dos entusiastas da arte do palco e fazia as
delícias da população.”
Embora nunca haja feito parte de nenhum
grupo, por se julgar sem atributos para isso,
(ainda que se considerasse uma espectadora
interessada), a carismática sócia da SFUA
e bisneta do primeiro presidente da União
Arrentelense, retém ainda as interpretações
efectuadas em diversas peças, por de várias

raparigas da sua idade, designadamente
da Esperança da Dores, da Maria José do
Pepino e da Abrilete da Torre e sua irmã.
“Gente do povo que após um dia de
trabalho na fábrica” sublinha, “se entregava
aos encantos da representação. Tudo, sob
a orientação do Jaime Xavier, Ou ‘Jaime
da Amália’, sendo que a responsabilidade
musical cabia ao Manuel Marques, vulgo
‘Manuel da Aurora’.
Paralelamente” adianta, “ assistiu-se também
ao aparecimento de algumas orquestras Jaz,
tais como os ‘Marrafinhas’, ‘Os Preferidos’,
precedidos de um conjunto de bandolins
(do qual meu pai fez parte) e cuja actividade
principal era a de abrilhantarem os bailes
que se realizavam, tanto na sociedade, como
em outras localidades do concelho.
Uma época, diga-se, marcada por uma
exaltação associativa que não deixava
ninguém indiferente, expresso, de resto,
na pronta colaboração que cada um
prontamente prestava, quando era solicitado
a participar com a sua oferenda para a
quermesse, tradicionalmente montada em
Setembro.
Fervor esse, que no caso de Virgínia da Silva
Ferreira, tem perdurado ao longo dos anos
e não se extinguirá com a sua morte, pois
como ela mesma refere: “será continuado
por minha neta que, seguindo as pisadas
dos antepassados, há vários anos integra a
banda da sociedade.”
Com efeito, o simples facto de saber da
intenção da descendente em querer pertencer
“à música da Arrentela”, encheu-a de um
contentamento tal, que ela própria tratou,
nessa mesma noite, de lhe confeccionar a
respectiva farda.
*Excertos de “Histórias Associativas- Memórias

da Nossa Memória – 1º Volume As
Filarmónicas”.
Edição Câmara Municipal do Seixal.-2001

ROSTOS DO SEIXAL

DR

JORGE MANUEL
CORDEIRO RAPOSO
(1956)
Natural de Aguiar da Beira, é licenciado
em Antropologia pelo Instituto Superior de
Ciências do Trabalho e da Empresa e possui
Curso de Especialização Pós-Graduada em
Geoarqueologia pela Faculdade de Ciências
da Universidade de Lisboa, para além de
diversas outras formações profissionais
nas áreas da Arqueologia, Património,

Museologia e Informática. Colaborou em
vários projetos de investigação regional e
em diversos trabalhos arqueológicos no
Concelho do Seixal. Sendo membro, desde
1981, do Centro de Arqueologia de Almada,
onde é colaborador nas áreas de investigação
histórica, antropológica e arqueológica, e em
projetos editoriais, de que se destaca a revista
Al-Madan, que dirige desde 1992 e sócio da
Associação dos Arqueólogos Portugueses,
desde 2005, e do Grupo de Amigos do Museu
Nacional de Arqueologia, desde 1999.
Integrou o secretariado organizador de
reuniões científicas nacionais e internacionais,
com destaque para o “XV Congrès de l’Union
Internationale des Sciences Préhistoriques
et Protohistoriques” (Lisboa 2006), para o
“European Association of Archaeologists VI
Annual Meeting” (Lisboa 2000) e para as
“Primeiras Jornadas sobre a Romanização dos
Estuários do Tejo e do Sado” (Seixal, 1991).
Com o cargo de arqueólogo da Câmara

Municipal do Seixal, colocado na Divisão
do Património Histórico e Natural/
Ecomuseu Municipal, coordena o Serviço de
Arqueologia, tendo desempenhado também
funções de apoio nos campos da museologia,
museografia e design gráfico.
No plano das edições relacionadas com
o Concelho do Seixal, merece destaque a
coordenação, com Graça Filipe, da obra
Ocupação Romana dos Estuários do Tejo e
do Sado (1996), coedição Câmara Municipal
do Seixal / Publicações Dom Quixote (coleção
Nova Enciclopédia, n.º 53), entre outros.

Mário Barradas

PUBLIREPORTAGEM

CSS | 06 de Outubro de 2017

5

Macau
Uma sinfonia admirável de eventos
Se a excelência da sua hotelaria, a riqueza da sua gastronomia e a singularidade do Centro Histórico de Macau, património da humanidade desde
2005, não fossem só por si motivos suficientes para o fazer viajar até ao outro lado do mundo, saiba que também o calendário de eventos de Macau o
vai surpreender!
Se em qualquer época do ano a oferta é rica e diversificada, é por estes
dias, no Outono, quando em Macau as temperaturas são amenas, que a região apresenta um encadeamento de eventos muito especial.
Entre 29 de Setembro e 30 de Outubro realiza-se o prestigiado Festival
Internacional de Música de Macau (FIMM), que este ano celebra a sua

31a edição. Alguns dos espectáculos realizam-se em monumentos históricos, como a Fortaleza do Monte ou a Igreja de S. Domingos, o que permite
desfrutar da música em ambientes de grande encanto.
Ainda em Outubro, celebra-se o Festival do Bolo Lunar, que na noite
do dia 3 de Outubro deste ano, levará as famílias a saírem às ruas, para exibirem as suas coloridas lanternas chinesas, enquanto contemplam o esplendor da lua cheia. As celebrações a céu aberto prosseguem depois entre
20 e 22 de Outubro, com o 20º Festival de Lusofonia, que no ambiente
único das Casas-Museu da Taipa apresenta espectáculos ao vivo, artesanato, gastronomia, entre outros aspectos representativos de cada um dos
países lusófonos.
Novembro é sempre especial, e este ano não será diferente, com a realização do 64º Grande Prémio de Macau, entre os dias 16 e 19. Aquele que é
o mais famoso evento desportivo da região, recebe em cada edição alguns
dos melhores pilotos do mundo, que competem num circuito urbano de
cortar a respiração! Igualmente especial, porque em Macau ninguém fica
indiferente a um bom prato, é o 17º Festival de Gastronomia de Macau, que entre os dias 10 a 26 de Novembro apresenta uma selecção variada de deliciosas iguarias de todo o mundo.

Dezembro é um mês intenso, não só porque em Macau se festeja com
emoção a festa do Natal e a noite do réveillon, mas também porque até
ao findar do ano, o cartaz é ainda extenso. Logo no dia 3, tem lugar a 36ª
Maratona Internacional de Macau, cujo o percurso cruza alguns locais
emblemáticos, como é o caso do Templo de A-Má.
E como os dias são mais curtos em dezembro, nada melhor que o Festival de Luz de Macau para iluminar as praças, jardins e monumentos da
cidade com imaginativas instalações, jogos interactivos e projeções de vídeo mapping.
Mas o brilho de Dezembro é ainda maior com a chuva de estrelas do cinema asiático que irão desfilar pela carpete vermelha do 2° Festival Inter-

nacional de Cinema de Macau (IFFAM, na sigla inglesa), que este ano
decorre entre os dias 8 e 14 de Dezembro. Serão exibidos dezenas de filmes
de todo o mundo, neste certame que junta cineastas, produtores e outros
agentes da indústria cinematográfica, que em Macau encontram uma plataforma única para a produção e promoção de filmes.
Para completar o conjunto de sugestões imperdíveis, falta mencionar o
grandioso “Desfile por Macau, Cidade Latina”, que percorre a zona
histórica entre as Ruínas de São Paulo e o Tap Seac, seguido de perto por
milhares de pessoas que enchem as ruas para festejar o 18.º Aniversário da
Transferência de Macau para a China, que se assinala este ano.
Estes são assim alguns dos eventos que ilustram bem a fascinante identidade multicultural de Macau. Venha ver de perto para poder “Sentir Macau ao seu estilo”!
Para mais informações ou sugestões contacte:
Centro de Promoção e Informação
Turística de Macau em Portugal
Av. 5 de Outubro, 115 r/c LISBOA
Tel: (+351) 217 936 542 Fax: (+351) 217 960 956
E-mail: geral@turismodemacau.com.pt
www.turismodemacau.com.pt

SOCIEDADE

CSS | 06 de Outubro de 2017

6

ESCOLA ANTÓNIO AUGUSTO LOURO

BURACO DA MINHOCA

APOSTA NO PROJECTO ERASMUS+

Dário Codinha

No dia 3 de Outubro de 2017 foi divulgado o prémio Nobel da física para a
detecção de ondas gravitacionais. O prémio insidiu na primeira detecção, pelo
LIGO, a 14 Setembro de 2015, da fusão
de dois buracos negros de massa estelar a
1,3 milhões de anos-luz, comprovando,
mais uma vez, a previsão de Einstein em
1915. O LIGO apenas está apto a detectar
o das gravitacionais geradas pela fusão de
buracos negros de massa estelar, tendo já
feito 3 detecções. Ainda assim, serão necessários mais detectores para aprimorar
a localização dessa detecção para estudos
mais detalhados.

Neste ano lectivo de 2017-2018, a Escola
EB 2/3 Dr. António Augusto Louro inicia
o segundo ano de actividades no projecto
Erasmus+, “Open your mind, change
your life”, em parceria com escolas da
Alemanha, Croácia, Grécia e Polónia.
No ano transato, 2016-2017, o projecto
foi implementado com o objectivo de
tornar os alunos mais motivados, activos,
responsáveis e com maior auto-estima, o
que se traduziu na dinamização de aulas
suplementares sobre temas do projeto,
como O Europass e o Movimento no
Mercado de Trabalho, Mente Sã em
Corpo São e A Ciência à Nossa Volta,
para além de entrevistas e reuniões com
empregadores e técnicos, apresentações
multimédia, criação de materiais de
divulgação, criação do Erasmus Corner
e celebração do Erasmus Day. A nossa
escola foi anfitriã do 1.º Encontro
Transnacional em Outubro de 2016,
preparatório da implementação de todas
as atividades a levar a cabo ao longo dos
dois anos de vigência do projeto.
Em Dezembro de 2016, a escola alemã
Realschule Heepen, recebeu professores
e alunos do 9.º ano, no 1.º Encontro de
Ensino/Aprendizagem, subordinado ao

tema “A sound mind in a sound body”.
Na semana de 7 a 13 de Maio de 2017
teve lugar o 2.º Encontro de Ensino/
Aprendizagem, em Lubcza, Polónia,
onde o tema “Science around Us"
foi dinamizado com workshops,
participação em experiências laboratoriais
na Universidade Jagiellonian de
Cracóvia, jogos e concursos em equipas

multinacionais, visitas às minas de
sal de Wieliczka e à Cidade de Pedra,
reserva natural de Ciężkowice, para
conhecimento da vida selvagem
e formas geométricas. A equipa
portuguesa participou activamente em
todas as iniciativas, dando a conhecer o
nosso país e o nosso agrupamento.

O LIGO é composto por 2 detectores
separados por 3000km (em Washington e
no Luisiana), cada um com dois túneis de
4km cada dispostos perpendicularmente.
Contudo, este não é o único detector a
funcionar. O VIRGO, em Itália, está em
funcionamento e poderá ter detectado,
em Agosto deste ano, ondas gravitacionais geradas pela fusão de duas estrelas de
neutrões, a 130 milhões de anos-luz. Além
disto, nos próximos anos, teremos a construção do detector LISA, no espaço para
eliminar as falsas detecções provenientes
de ondas de rádio terramotos e outros tipos de vibrações terrenas.
Estas detecções abrem uma nova janela
para a astronomia uma vez que agora existe possibilidade de estudar os eventos extremos do universo e, no limite, detectar
as ondas gravitacionais geradas pelo maior
evento do universo: o Big Bang.

Maria José Amador

MORREU UM HOMEM BOM
José Mantas

Tinha falecido, aqui na Torre da
Marinha, um individuo, mas não sabia o
nome, só sabia que morava junto ao salão
de cabeleireiro do mestre Diamantino.
Palpitei quem devia ser e só precisei
de fazer um telefonema para ter a
confirmação que era quem eu suspeitava.
Tratasse do José “Roberto”, com cerca de
75 anos de idade, solteiro e vivia sozinho.
Foi encontrado morto, na sua residência,

quando alguém deu o alarme por ele não
aparecer, já uns dias, numa colectividade
que frequentava diariamente e que
há próximo da casa que ele habitava.
Quando alguém, credenciado para o fazer,
arrombou a porta encontrou-o caído no
chão já cadáver. Não sei se alguém sabe
há quantos dias isso teria acontecido…
Vou agora falar-lhe do cidadão José
“Roberto” que eu conhecia relativamente
bem e que é certamente a opinião das
pessoas que conviviam com ele: nós
costumávamos dizer por brincadeira,
que o José “Roberto” devia ter sido, não
se sabe há quanto tempo, um habitante
doutro planeta e que por motivos que

desconhecemos foi mandado para o
planeta Terra. Não é por ele ter falecido
que eu digo agora que era uma pessoa
excepcional, incapaz de ofender quem
quer que fosse, educado e reunia todos os
predicados bons que um ser humano deve
ter. Não merecia ter a morte que teve. O
conceito de morte já é uma tragédia para
quem a não deseja, morrer-se sozinho
deve ser horrível, quando se apercebe
que isso vai acontecer.Agora resta-lhe a
consolação de ser lembrado por todos
que consigo conviveram, durante os anos
que esteve entre nós.
Que descanse em paz.

PUBLICIDADE

CSS | 06 de Outubro de 2017

7

ENTREVISTA

CSS | 06 de Outubro de 2017

8

MENTAL
COACH

"HOJE EM DIA POSSUIR
UM MENTAL COACH NUM
CLUBE, NÃO É UM “LUXO"
É ABSOLUTAMENTE
ESSENCIAL"

O Seixal Clube 1925 e a Dr.ª Paula Martins
vão iniciar uma parceria de mental coaching
tendo como alvo jogadores e equipas
técnicas do clube seixalense. O "Comércio"
esteve então à conversa com a mental coach
Dr.ª Paula Martins para saber como chegou
a esta área, saber também um pouco mais
desta parceria e que benefícios pode trazer
para a estrutura do Seixal Clube 1925,
tendo em conta que será o primeiro clube do
concelho a trabalhar no reforço da vertente
psicológica.
Comércio do Seixal e Sesimbra: Como
decidiu enveredar pela área do mental
coaching?
Paula Martins: Eu estive sempre ligada à área
do Coaching e ao desenvolvimento pessoal.
Trabalhei durante 25 anos em empresas
nacionais e multinacionais como Diretora de
Recursos Humanos. O meu trabalho incidiu
sempre sobre o desenvolvimento das pessoas,
tirando o melhor que elas têm, ajudando-as
no seu autoconhecimento e treinando-as
para melhorarem as suas competências, ao
nivel da sua atitude e comportamento. O
objetivo principal era que elas alcançassem
mais e melhores resultados quer a nivel
pessoal, quer a nivel profissional.
Há 3 anos a esta parte lancei o meu próprio
projecto empreendedor, sendo atualmente
responsável pela empresa SkillUp-Life

Coaching que se dedica ao desenvolvimento
pessoal e treino de adultos, jovens,
desportistas e empresários com o objetivo de
melhorarem a sua "performance" nas várias
vertentes da sua vida.
Gostaria de destacar o meu trabalho com
uma atleta adolescente da alta competição
na modalidade de surf, cujo trabalho foi
muito interessante e com resultados muito
bons, com prémios ganhos.
O mental coach também pode ser usado
na vida pessoal?
Claro que sim! Pode e deve. Temos de ser
nós a controlar a nossa mente e não a nossa
mente a controlar-nos. É fundamental todos
os dias de manhã programarmos a nossa
mente para termos pensamentos positivos e
automotivarmo-nos; só assim conseguiremos
atrair coisas positivas para a nossa vida e
alcançar os objetivos a que nos propomos.
E como surgiu a oportunidade de começar
a colaborar com o Seixal Clube 1925?
A oportunidade surgiu através de uma
conversa com o Eduardo Santos que é
actualmente treinador do clube, e também foi
meu colega de turma no ensino secundário.
Encontramo-nos
ocasionalmente
no
ginásio, onde ambos treinamos, e como já
não nos víamos há sensivelmente 15 anos,
partilhámos um pouco as nossas histórias
de vida, e do nosso percurso profissional.

Nessa conversa, apercebemo-nos que ambos
estávamos em áreas complementares;
o Eduardo como treinador e eu como
coach. Partilhei com o Eduardo que
acompanhava como coach uma atleta de
alta competição na modalidade de surf e
rapidamente percebemos que poderíamos
explorar possíveis sinergias no clube que ele
representa.
Quais os objectivos da parceria?
Os objetivos desta parceria passam por dotar
os treinadores e atletas das ferramentas
necessárias, bem como treiná-los do ponto
de vista comportamental e mental, de
maneira a obterem resultados positivos.
Todo este processo deve ser conduzido por
um Coach profissionalmente habilitado.
Hoje em dia a competitividade de qualquer
modalidade desportiva, exige por parte
dos técnicos e dos atletas um conjunto de
habilidades, atitudes e modelos de treino que
terão de ir mais além do que a componente
meramente técnico-táctica.
Que resultados pretende alcançar?
Temos noção que estamos a iniciar um
trabalho que não se fazia até então, e como
tal, nesta fase pretendemos trabalhar juntos,
no sentido de dotar os treinadores e os
atletas das ferramentas e das condições que
lhes faltavam. Fazendo este trabalho, não
temos dúvidas que os resultados positivos

surgirão a curto prazo.
De que forma o mental coaching pode
influenciar resultados ou comportamentos?
Um mental coach devidamente habilitado
ao serviço de um clube, funciona como
um catalisador dos processos de mudança,
ajudando a traçar objetivos e a definir
estratégias, bem como a treinar atitudes
e comportamentos que determinam os
resultados das equipas. Hoje em dia possuir
um mental coach num clube, não é um
“luxo" é absolutamente essencial.

muitos foram os autarcas do PSD que
durante o último ciclo governaram
com manifesto distanciamento face à
matriz ideológica de Passos Coelho, quer
enquanto Primeiro-Ministro, quer mais
tarde enquanto líder da oposição. Não
parece pois que, relativamente ao PSD
se possa ver nos resultados destas eleições
um mero efeito daquilo que de pior é
apontado ao partido, a nível central. E
também será excessivo afirmar que em
todas as Câmaras Municipais perdidas
pelos sociais-democratas para o PS,
aqueles escolheram mal os respectivos
cabeças de lista. Há certamente uma
outra causa mais profunda que levou à
significativa alteração do posicionamento
dos habituais eleitores do PSD. Creio que
se trata de uma mudança conjuntural da
consciência política comum. Hoje a ideia
de votar à esquerda tornou-se simpática.
Uma esquerda que não contenda com os
princípios dos habituais simpatizantes do
PSD só poderá ser a esquerda do PS. O
PS tornou-se assim num partido de uma
certa moda, ou se se preferir, de uma
nova atitude, pretensamente modernista.
Sem que Passos Coelho o tenha previsto,
ele rotulou o eleitor social-democrata de
figura desagradável, antiquada, com olhar

bafiento sobre a vida política e económica.
O ideal PSD deixou de corresponder ao
da maioria dos portugueses, sobretudo
dos jovens. Isto paga-se em eleições
autárquicas, e muito mais se pagará em
legislativas se até lá o partido não afastar
de si o cheiro da naftalina.
E o que dizer sobre a verdadeira sova que
a CDU levou? Neste caso já não parece
ser de aceitar a ideia de que a derrota da
CDU assenta numa reacção à vetustez
das suas estruturas ou aos discursos
gastos, que nem mesmo a meia dúzia
de candidatos jovens pode contrariar.
Com efeito, há muitos anos que esta é a
realidade da coligação, sem que isso tenha
constituído obstáculo à sua sistemática
reeleição em municípios onde governava
desde 1974. Também não se pode dizer
que cessaram as elevadas abstenções nesses
municípios, passando os abstencionistas
a votar noutros partidos, desequilibrando
assim os respectivos panoramas políticos.
O que, efectivamente parece ter mudado
é um outro aspecto, de natureza mais
concreta e prática, que se prende com
a forma como os autarcas da CDU se
permitiram passar a governar no último
ciclo. Intensificaram ainda mais o
alheamento face às críticas das populações.

Governaram para uma restrita clientela.
Engordaram estruturas burocráticas,
inúteis ou ineficazes. Deixaram de ouvir
as suas caixas de ponto, ou estas só lhes
disseram aquilo que queriam ouvir. O
pecado da preguiça e soberba foi-lhe,
finalmente cobrado.
Mas do contraponto de tudo isto resulta,
igualmente uma outra inquietação, que
se prende com aquilo que se pode esperar
do PS, seja enquanto novo governo
autárquico nas Câmara Municipais que
conquistou, seja enquanto oposição
reforçada noutras tantas onde conseguiu
por termo às maiorias absolutas de outros
partidos (é este o caso no Seixal). Ora,
sem embargo de ser necessário dar espaço
e tempo para perceber o que daí resultará,
ficam contudo sérias dúvidas a propósito
do que poderá mudar para melhor,
desde logo porque o PS não cuidou em
se preparar para um resultado com o
qual não contava, levando para diversas
autarquias gente muito impreparada,
capaz de lhe infligir danos políticos
consideráveis e de esvaziar o efeito da
mudança.
O tempo ajudará a responder a estas e
outras questões que as eleições vieram
levantar.

João Domingues

OPINIÃO

João Araújo

Depois de arrefecidos os ânimos em
torno dos resultados das autárquicas,
começam a surgir algumas interrogações,
para as quais as respostas não são óbvias.
A primeira pergunta é, naturalmente,
o que motivou a hecatombe do PSD
e da CDU? É que se o PSD sofreu
o desgaste, por um lado dos anos de
governo nacional assente em politicas
de austeridade e por outro do alegado
sucesso do governo do PS, ainda assim
não podemos deixar desconfiar destas
pretensas explicações, pois localmente

SOCIEDADE

CSS | 06 de Outubro de 2017

9

ABRIRAM NOVAS LOJAS

DR

RIOSUL SHOPPING NO SEIXAL
NO CORRENTE ANO ABRIRAM 5 LOJAS
A primera, em Março, foi a Depilstudio Estética e Depilação a Laser, que escolheu o
RioSul Shopping para abrir a sua primeira
clínica a nível nacional. A Depilstudio oferece
diversos tratamentos estéticos inovadores
de corpo e rosto como o Dermapen, Ilpo
- Laser lipólitico, fototerapia com Máscara
Laser Led e infravermelhos, depilação
a laser com o sistema de arrefecimento
Jetcooling e limpeza de pele profunda com
Microdermoabrasão.
Em Abril abriu a hamburgueria Gutsy, que
oferece uma variada oferta de hambúrgueres,
incluindo o mítico ‘Gutsy’, com 480 gramas
de carne de novilho, queijo, fiambre, ovo
estrelado, rúcula e pão com 22 centímetros

de diâmetro. As restantes sugestões da carta
têm sempre adjetivos no nome (exceção para
o Natura e o Vegetariano), como o Atrevido
com alheira, grelos e ovo, o Audaz, com
bacon e queijo cheddar, ou o Destemido,
um hambúrguer de salmão e camarão
servido em bolo do caco de alfarroba. Este
foi a primeira loja na Margem Sul, tendo
as outras sido abertas em Carcavelos e em
Lisboa.
No passado mês de Setembro abriram três
outras lojas, uma na área de restauração
(Leitão da Villa) e duas nas áreas do vestuário e
moda (Sergent Major e Vilanova Accessories).
No quiosque Leitão da Villa, os visitantes
do RioSul Shopping vão poder apreciar as

típicas sandes de leitão assado no forno de
lenha e acompanhar com um espumante
da Bairrada. Este projeto conta com a
experiência do Grupo Batikanos que é
detentor de vários conceitos de restauração.
A Vilanova Accessories, uma nova marca do
Grupo VNC, que detém a marca Tiffosi,
promete levar aos clientes as melhores opções
de acessórios. Com gamas que se adequam a
todos os gostos e preços acessíveis, a marca
é reconhecida pela qualidade dos seus
produtos.
Por último, a Sergent Major é uma loja
francesa de roupa para crianças com idades
entre os 0 e os 11 anos. É uma marca
acessível, que apresenta roupas confortáveis

e resistentes para os mais pequenos e
reconhecida pela sua variedade de vestuário,
adaptada a vários estilos, a marca encontrase em vários pontos do globo, com mais 550
pontos de venda.
Com a abertura destes espaços, o RioSul
Shopping, dá um importante passo na
consolidação da sua política de oferecer
serviços e experiências enriquecedoras. Estas
aberturas vêm acrescentar valor ao mix de
lojas do centro, indo ao encontro da procura
e exigências dos clientes e visitantes.

ASSOCIAÇÃO ARTES DO SEIXAL
COMEMOROU 28º ANIVERSÁRIO
Foi no passado sábado dia 30 de Setembro que
a Associação Artes do Seixal comemorou o seu
28.º aniversário.
Do programa que se iniciou às dez horas da
manhã constaram modelagem e escultura,
almoço partilhado e sessão solene.
Cerca das dez horas, alguns sócios iniciavam a
modelagem enquanto outros ficavam ao ar livre
a conviver.
Por volta do meio dia foi posta a mesa
para o habitual almoço partilhado e como
sempre debaixo da árvore frondosa que nos
proporciona a sua sombra e a sua beleza. Após
o almoço chegaram os autarcas e iniciou-se a
sessão solene. A moderação da sessão esteve a
cabo de Jaime Ribeiro. A mesa de honra contou
com a presença da presidente da Associação
aniversariante Umbelina Ribeiro, de Jorge
Gonçalves, vereador da Cultura, e de Manuel
Araújo, presidente da Junta de freguesia de
Amora.
A Unisseixal foi representada pelo seu reitor,
António Pinto da Costa e Jaime Ribeiro, além
de moderador, representou também a Casa do

Educador.
A fadista Lina de Almeida esteve presente nas
festividades, com o acompanhamento musical
foi feito à guitarra por Manuel Gonçalves e à
viola por João Costa.
Alguns dos associados ofereceram prendas
que evidenciavam a sua pictórica criatividade:
Teresa Fuchini um quadro, Bela Mestre uma
artística cadeira e o reitor da Unisseixal uma
antologia da própria universidade.
Para terminar foram cantados os parabéns e
partido o respectivo bolo.

Maria Vitória Afonso

Publicidade

SAÚDE

CSS | 06 de Outubro de 2017

10

DÊ PRIORIDADE À
NOSSA SAÚDE COM
O PLANO LOCAL DE
SAÚDE
O Plano Local de Saúde de Almada e Seixal
(PLS AS) renovou-se este ano e conta com
a participação do Agrupamento de Centros
de Saúde de Almada-Seixal, do Hospital
Garcia de Orta, das Câmaras Municipais
de Almada e de Seixal e várias farmácias,
escolas, centros paroquiais e instituições
particulares de solidariedade social locais.
Esta iniciativa é uma oportunidade imperdível de dar prioridade à nossa saúde
comunitária e concentrar os nossos recursos no que mais nos importa: a prevenção
de doenças cardiovasculares, oncológicas e
mentais bem como a promoção de hábitos
alimentares mais saudáveis, melhoria do
acesso à saúde e aposta na cidadania em
saúde. São estas as seis as áreas prioritárias
para intervenção do PLS AS que resultaram
das respostas dos parceiros na comunidade
à pergunta: “Qual é o problema de saúde
mais importante em Almada e Seixal?”.
Para cada uma destas áreas, construíram-se
equipas multidisciplinares que se preparam
agora para dar o próximo passo: intervir!
Os projetos que se alinham com as estratégias definidas passarão a ser apoiados
pela partilha de experiências e recursos da
comunidade. Desta forma, o PLS AS cria
condições para que uma ação individual
passe a coletiva, uma ideia excecional se
torne um exemplo e um caso isolado possa
constituir uma rede.
O desafio está lançado e todos podem participar no Plano Local de Saúde de Almada
e Seixal! Saiba como no sítio www.usphigeia.org/pls ou escrevendo para almadaseixal.
pls@arslvt.min-saude.pt.
Ana San-Bento
Médica de Saúde Pública
Unidade de Saúde Pública HIGEIA | ACES
Almada-Seixal

Jacarandá
Há muito que desejava conhecer
Arouca, seduzido pelas curiosas
descrições sobre as misteriosas pedras
parideiras, a frecha da Mizarela e os
Passadiços do Paiva. Mas Arouca tem
mais. Fiquei deveras surpreendido
com a grandeza do seu faustoso
mosteiro onde se recolhiam, durante
séculos, as ricaças das famílias nobres
mediante dotes só acessíveis para
quem tinha posses. Foi efetuada uma
magnífica visita guiada. Um parêntesis
para referir que as digressões culturais
acompanhadas de explicações por
cicerone entendido, são duplamente
rendíveis pois o visitante é desperto
para observar conteúdos que, de outra
forma, passariam completamente
desapercebidos. Entre muitos detalhes
interessantes, cuja descrição não se
enquadra neste escrito, mencionamos
a visita ao salão denominado Cadeiral.
Ficámos então a saber que as 104
artísticas cadeiras que o compõem
foram, todas elas, feitas de madeira
de jacarandá. Era nesse salão luxuoso
que as mais ilustres servas do Senhor
assentavam os seus traseiros para orar
ou resolver os assuntos religiosos e
administrativos que ao Convento
diziam respeito. Então, a admiração
que já nutríamos por essa bela árvore,
oriunda do Brasil, cresceu ainda mais
o que nos levou a redigir crónica
específica dedicada a este singular
“irmão” do reino vegetal.
Como é sabido, os jacarandás

floridos que vemos a alegrar jardins,
praças e arruamentos das nossas urbes
são indubitavelmente das mais belas
árvores ornamentais que existem
e constituem deleite para poetas,
pintores e fotógrafos. Atrevo-me a
afirmar que, só por isso, o jacarandá
deveria ser considerado uma espécie
medicinal porque o sofredor, só de o
olhar, fica mais predisposto ao alívio
dos seus achaques.
Refiro-me
concretamente
ao
Jacaranda mimosifolia que pertence
à família botânica das Bignoniaceae
e é nativo das regiões tropicais e
subtropicais do continente americano.
A designação “jacaranda” provém
do idioma guarani e significa que
a espécie é perfumada. Parece que
o termo foi adotado e divulgado
pelos portugueses, via Brasil. Por sua
vez, “mimosifolia” é palavra latina
originada pela similitude das suas
folhas com as da acácia mimosa.
A árvore, de grande porte e
resistência, chega a atingir 30 m de
altura e o tronco pode ter 70 cm de
diâmetro. As folhas são caducas,
opostas e formadas por folíolos que
fazem lembrar as mimosas e os fetos.
Mas “as jóias da coroa” são as suas
vistosas flores dispostas em panículas
terminais de azul violáceo. Elas são
persistentes, ficando um ror de tempo
na árvore. Pode haver duas florações
em cada ano, sendo, no entanto, mais
espetacular, a que brota na primavera.
O fruto é uma cápsula lenhosa e
achatada, de 5 a 7 cm de diâmetro,
em forma de castanhola. Em

contrapartida, as sementes aladas são
minúsculas. A copa não é uniforme
podendo ter várias configurações.
O jacarandá reproduz-se por
sementes que, depois de demolhadas,
são dispostas em solo bem drenado
de pH neutro. Muito dificilmente se
consegue a reprodução por estacaria.
Tolera períodos de seca mas não
gosta de geadas nem da salinidade. A
folhagem é adequada para resistir e
minimizar a poluição urbana, mas não
a industrial.
A madeira é aromática, sendo muito
apreciada para a confeção de mobiliário
e laminados. Na América Latina usa-se
a decocção das folhas como mezinha
antisséptica e antibacteriana.
Hoje, o principal uso do jacarandá é
notoriamente o de ornamentar cidades
de climas tropicais e temperados em
todo o mundo. Em combinação com
a tipuana (outra bela árvores exótica),
quando ambas estão floridas, o efeito,
de ouro sobre azul, é espetacular.
Voltando ao cadeiral do Mosteiro
de Arouca, uma dúvida surgiu. A
madeira utilizada seria proveniente da
espécie mimosifolia, ou viria de outra
espécie de jacarandá? Concretamente
do Jacaranda copaia cujo tronco é
mais direito e pode atingir 45 m de
altura? Creio que essa variedade, por
ser mais exigente climaticamente, não
é cultivada em Portugal.
Mas subsiste ainda outra questão.
Não seria a tal madeira proveniente
do Jacarandá-da Bahia, como é
conhecida no Brasil a Dalbergia nigra,
árvore da família das Fabaceae que
os anglófonos apelidam de Brazilian
Rosewood? Ela é impropriamente
chamada de jacarandá mas fornece
uma madeira muito cobiçada pela
sua textura, coloração, elasticidade e
durabilidade.
Perante tais dúvidas, peço
humildemente aos especialistas que
esclareçam afinal de que jacarandá foi
feito o artístico cadeiral do Mosteiro
de Arouca e quiçá o rico mobiliário de
outros mosteiros, conventos e igrejas
dos séculos XVIII e XIX os quais
cultuam a divindade por esse País
fora. Aguardo pacientemente!

Miguel Boeiro

Publicidade



Conheça as áreas prioritárias do
Plano Local de Saúde de Almada e Seixal e PARTICIPE!

Informe-se:

uspHIGEIA.org/PLS

GASTRONOMIA

CSS | 06 de Outubro de 2017

11
11

RECEITA:

DR

COGUMELOS RECHEADOS COM ALHEIRA

PREPARAÇÃO:

INGREDIENTES:



Para 16 unidades
Tempo: 35 minutos
Grau dificuldade: fácil








Corte a farinheira pela metade, retire a
película e desfaça-a com a mão. Reserve.
Corte os talos dos cogumelos e corte em
pedacinhos pequenos.
Aqueça uma frigideira média com um fio
de azeite, envolva a farinheira, os talos
cortados dos cogumelos e os coentros
picados, deixe fritar por 3 minutos, em
lume médio.
Transfira para um recipiente e misture ao
cream cheese, até ficar uma pasta.
Com a ajuda de uma colher recheie os
cogumelos generosamente e polvilhe com o
queijo mozzarela.
Leve ao forno, pré-aquecido a 180 graus,
por 20 minutos. Sirva ainda quente como
entrada ou tapa.

www.entrecolheradas.com
by Paula Bollinger

Publicidade

Ingredientes:





16 cogumelos médios porto bello
1 alheira
azeite
1 punhado pequeno de coentro
picados
• 150 grs de cream cheese
(creme de queijo)
• queijo mozzarela para
polvilhar (opcional)

SOCIEDADE

CSS | 06 de Outubro de 2017

12
12

SEIXALJAZZ DE REGRESSO

O SeixalJazz já tem datas marcadas e cartaz
apresentado para a edição de 2017. O festival
vai decorrer de 19 a 28 de Outubro, e vai
receber artistas e projetos do melhor e mais
promissor jazz nacional, europeu e norteamericano. Regresso dos concertos à Mundet
vai acontecer já nesta edição.
O festival vai ser aberto no dia 19 de Outubro
pelo quinteto de Wolfgang Muthspiel. O
guitarrista austríaco, a quem a revista The
New Yorker apelidou de “uma luz brilhante”
apresenta-se com uma formação de grandes
nomes do jazz americano contemporâneo.
A prestigiada Down Beat classificou o seu
disco “Rising Grace” como uma “obraprima” e atribui-lhe nota máxima.
Slow Is Possible é o projecto de seis jovens
músicos portugueses que actuam no
SeixalJazz no dia 20. São uma das mais
recentes revelações do jazz português e tocam
um jazz com evidentes influências eruditas,
mas que também vai beber ao rock, pós-rock,
blues, fado e improvisação livre. Editaram
o primeiro álbum, “Slow Is Possible”, para
a JACC e vão editar o segundo pela Clean
Feed. Vai chamar-se «Moonwatchers».
Michaël Attias é um dos músicos mais
proeminentes da cena jazz nova-iorquina
do século XXI. O quarteto que apresenta
no SeixalJazz, a 21 de Outubro, é um dos
projectos mais criativos a surgir nos últimos
tempos. “Nerve Dance”, o seu último disco,
recebeu a aprovação generalizada da crítica
internacional.
Na segunda semana, o SeixalJazz abre
espaço para o quinteto de João Barradas,
um dos mais conceituados e reconhecidos
acordeonistas europeus. Move-se entre a
música clássica, o jazz e a música improvisada.
Apresenta-se com uma formação de músicos
excecionais do panorama nacional, no dia
26 de outubro. Gravou “Directions” para a
editora nova-iorquina Inner Circle Music,
disco que mereceu a classificação de 4,5
estrelas na Down Beat.
Dominique Pifarély combina a tradição
clássica do violino com o swing da música

contemporânea europeia, tendo contribuído
para a modernização do violino no jazz com
mestria na execução e uma forma criativa e
imaginativa de compor. O seu quarteto sobe
ao palco do Auditório Municipal no dia 27
de Outubro.
Para encerrar, o SeixalJazz 2017 recebe um
nome incontornável, Lee Konitz, um dos
mais criativos e prolíficos intérpretes do jazz
moderno. Na sua longa carreira atravessou
todos os estilos do jazz e tocou com quase
todos os grandes intérpretes: Dave Brubeck,
Ornette Coleman, Charles Mingus ou
Lennie Tristano. Apresenta-se com uma
energia e capacidade de improvisação mais
vivas do que nunca, no dia 28 de Outubro.
Os concertos acontecem sempre às 22
horas, no Auditório Municipal do Fórum
Cultural do Seixal. E os bilhetes já estão à
venda com o preço único de 10 euros, ou
pode ainda subscrever o passe para todos os
concertos no valor de 50 euros. Os jovens
até 25 anos, reformados e trabalhadores das
autarquias do Seixal têm desconto de 25%.
O festival dedica ainda um dia ao seu
projecto pedagógico e os alunos e professores
das escolas básicas do concelho do Seixal
vão assistir a um concerto comentado pelo
quinteto do trompetista Gonçalo Marques,
na tarde do dia 25 de Outubro.
O SeixalJazz Clube vai ainda regressar
com vários concertos no espaço da Mundet
Factory, um bar e restaurante de referência
na Margem Sul. Serão seis noites com
formações nacionais que farão renascer o
espírito de clube de jazz do festival e que
complementam a programação do Auditório
Municipal. Nos dias 19, 20 e 21 de Outubro
actua um dos melhores saxofonistas
nacionais - e nascido e criado no concelho do
Seixal - Ricardo Toscano, com o seu Ricardo
Toscano Trio. No dia 26 de Outubro actua o
grupo Volúpia das Cinzas, e nos dias 27 e 28
de Outubro o concerto fica a cabo do grupo
The Ride of Trio. Os concertos no espaço
da Mundet Factory têm entrada livre e estão
marcados para as 23 horas.

AGENDA

CSS | 06 de Outubro de 2017

13

28.º FESTIVAL INTERNACIONAL
DE BANDAS FILARMÓNICAS DE
ARRENTELA

OPEN DAY DE
MATRAQUILHOS
O Spot Jovem, na Quinta do
Conde, vai realizar um Open Day de
Matraquilhos na próxima 4.ª Feira, 11
de Outubro, das 14h às 17h30.
Será possível jogar o tão típico
jogo português, mas não só, poderá
ainda usufruir de um conjunto
de equipamentos como campo de
jogos, computadores com internet
gratuita, HotSpot Wifi, sala de ensaios
comunitária ou consola de Vídeo
Jogos.
A iniciativa é organizada pela Junta
de Freguesia da Quinta do Conde e
conta também com o apoio da Câmara
Municipal de Sesimbra.

Começa já hoje, 6.ª Feira, dia 6 de Outubro, o 28.º Festival
Internacional de Bandas Filarmónicas de Arrentela.
O Festival já histórico no panorama filarmónico do concelho do
Seixal e mesmo de Portugal
recebe este ano as bandas
Filarmónicas da Asociación
Ciudad de Valdemoro Madrid
– Espanha, da Filarmónica
Progresso Matos Galamba Alcácer do Sal, da Sociedade
Filarmónica
Palmelense
"Loureiros” – Palmela, e da
Sociedade Filarmónica União
Arrentelense – Arrentela. Os
concertos acontecem hoje
às 21h30 no Auditório da
Sociedade Filarmónica União
Arrentelense, amanhã também
às 21h30 mas na Quinta da
Marialva em Corroios. No
Domingo haverá arruada pelas
ruas de Arrentela a partir das
9h30 e concertos no auditório
da SFUA a partir das 15h30
com actuação das quatro
bandas filarmónicas.

DRIVE IN
ARTE 12

SEIXALÍADAS
Este fim-de-semana é de grande
actividade desportiva em todo
o concelho do Seixal com várias
provas das Seixalíadas a serem
realizadas.
A população pode assistir a
várias provas como a 3.ª Grande
Marcha da Seixalíada, o Torneio de
Patinagem Artística, o Torneio de
Malha Manuel Felício, o Torneio
de Andebol Veteranos Masculinos,
a 1.ª Edição da Rampa Mundet e
muito mais.
As Seixalíadas decorrem até
21 de Outubro e tem como lema
“Orgulho no Passado, Ambição no
Futuro”.

Já pode visitar a 12ª Edição
da exposição Drive In Arte.
A exposição patente ao longo da Estrada Nacional 10,
entre a Cruz de Pau e Amora,
é uma mostra pública de 19
obras de pintura de grande
formato, apresentadas por jovens residentes no distrito de
Setúbal.
A iniciativa dirigida a participantes com idades compreendidas entre os 14 e os 30 anos,
tem como objectivo estimular a
criatividade individual e colectiva e estará patente até dia 31
de Dezembro de 2017.

DR

DR

DR

QUARTETO DE GUITARRAS
DE LISBOA EM SESIMBRA
O Quartetos de Guitarras de Lisboa actua no
Cineteatro Municipal João Mota, em Sesimbra,
amanhã às 21h30.
O grupo composto por André Santos, José
Dias, Miguel Vieira da Silva e Pedro Luís nas
guitarras, e voz de Teresa Macedo, apresenta
o seu mais recente trabalho, Cor de Lisboa. O
quarteto continua a apostar num repertório de

autores portugueses como José Afonso e Fausto
Bordalo Dias, juntando ainda alguns temas
inéditos, compostos pelo próprio quarteto,
contam com as letras dos poetas Samuel Quedas,
António Rodrigues e José da Silva.
Os bilhetes estão disponíveis para venda com o
valor de 7,5 euros..

DR

Publicidade

Câmara Municipal de Sesimbra
Aviso n.º 96/17/DAU
Avisam-se os familiares dos falecidos abaixo mencionados que, no prazo de 30 (trinta) dias, deverão dirigir-se ao Balcão
Único de Serviço, Edifício do Mercado Municipal na Rua Manuel de Arriaga, Conde II na Quinta do Conde ou Paços de
Concelho, Rua da república n.º 3 Sesimbra, a fim de resolverem quanto à data em que terão lugar as respetivas exumações a efetuar no cemitério de Aiana e sobre o destino das ossadas.
António Nunes Lopes
Otto Theodor Josef Wingels
Armando dos Santos Pereira
Maria Luísa Lopes Ramos Faneco
Conceição Ferreira da Encarnação
Adelina Florido Rodrigues
Blandina D’Assunção Marques Frade
Adosinda Silveira da Florência
Maria Pinhal Marques
Virgínia Gregório Rodrigues Mata
Acácio da Cruz Almeida
Domingos Marques Luis
Josefina da Silva Marques
Julio Ventura Marques
Arménio de Almeida Arrozeiro
Luísa Emília Pinhal da Silva Rodrigues
Maria da Conceição Brito da Mana Vaz Galante
Julio Costa Marques Pulquério
Noé Neves Polido
António Costa Veríssimo
Maria Júlia Pereira Meleiro
Maria Margarida Marques
Luis Carvalho Ferraria
Anatilde Maria Homem Santos Chumbau
Conceição da Maia Romão Leitão

Bernardete Domingos da Conceição Caldas
Dorinda Maria
Horácio Pinhal Marques
Percinia da Conceição Pereira
Vítor Manuel do Carmo Cascais
Joaquim Jose Rego dos Santos Texugo
Cândida Marques da Silva
João Manuel Canavezes Alves
Lucidia da Silva Almeida
António Correia Carvalho
Agostinho de Matos
Cândida da Conceição Raimundo
Irene da Conceição Rodrigues Nazário Gomes
Berta Santana Pires
Maria Pereira da Silva Zurga
Mariana da Conceição Tavares Pila
Luis Marques Marquês
Manuel Moreno dos Santos
Maria Pila dos Santos Texugo
Manuel Martelo Fernandes Caiado
Claudino Joaquim Roque
Herminio Loureiro da Costa
Sabina Belmira dos Santos Sabino Carvalho
Joaquim Manuel Martins Parada
Adelino Gaboleiro Lopes

Findo este prazo sem que os interessados promovam qualquer diligência, serão feitas as exumações, considerando-se abandonadas as ossadas existentes, de acordo com o estabelecido no n.º 3 e 4 do art. 29.º do Regulamento dos
Cemitérios Municipais do Concelho de Sesimbra em vigor. Mais se informa, que 8 dias após o levantamento da ossada,
as cantarias que se encontrarem no cemitério ficarão em posse da Câmara.
Sesimbra, 8 de agosto de 2017
O Vice-Presidente
José Polido, Dr.

LAZER

CSS | 06 de Outubro de 2017

14

SOPA DE LETRAS

UTENSÍLIOS DE COZINHA

cinema

BLADE RUNNER 2049

Consultas Personalizadas: 210 929 000
E-mail: mariahelena@mariahelena.pt

Carneiro

21-03 a 19-04

06/10 a 12/10

Amor: Poderá ser surpreendido com uma declaração
de amor. Não hesite em comprometer-se pelo que está
correto.
Saúde: Evite as gorduras.
Dinheiro: Mantenha a calma para resolver um problema no seu trabalho.
Números da Semana: 8, 10, 1, 2, 3, 9

Touro

20-04 a 20-05

Amor: Poderá viver uma relação fugaz, mas cheia de
paixão. A Vida espera por si. Viva-a!
Saúde: Cuide do seu sistema cardiorrespiratório.
Dinheiro: A nível financeiro está tudo controlado.
Números da Semana: 44, 11, 5, 36, 1, 4

Gémeos

21-05 a 20-06

Amor: A sua felicidade poderá despertar inveja. Descubra a força e coragem que traz dentro de si!
Saúde: Cuide da sua alimentação, evite excessos.
Dinheiro: Esteja atento às atitudes de um colega
pouco sincero.
Números da Semana: 44, 47, 49, 25, 26, 4

dr

Caranguejo

SUDOKU

A acção decorre na Califórnia (EUA), em
2046. Neste mundo existem blade runners,
agentes da Polícia especializados em distinguir
e capturar replicantes – humanóides criados
artificialmente para serem usados como escravos
– dos verdadeiros seres humanos. Quando o
agente K descobre um segredo que poderá levar
à destruição da Humanidade, resolve procurar
Rick Deckard, um antigo blade runner que se
encontra desaparecido há três décadas e que
parece ser a única pessoa capaz de o ajudar a
encontrar as respostas de que necessita.

Leão

CAMANÉ CANTA
MARCENEIRO

23-07 a 22-08

Amor: Controle o mau-humor. Que a serenidade e a
paz de espírito sejam uma constante na sua vida!
Saúde: Deve gerir bem as suas energias para não se
sentir desgastado.
Dinheiro: : Controle eficientemente a sua vida
financeira.
Números da Semana: 11, 14, 32, 39, 41, 48

Virgem

23-08 a 22-09

Amor: As suas mudanças de humor poderão trazer
alguns problemas. A paz começa no seu próprio
coração.
Saúde: Receberá os resultados de um exame e
sentir-se-á muito aliviado.
Dinheiro: Procure não tomar nenhuma decisão
sem antes analisar tudo o que ela implica.
Números da Semana: 33, 6, 21, 4, 7, 8.

Balança

música

21-06 a 22-07

Amor: Empenhe-se a 100% num envolvimento
amoroso recente. Aprenda a escrever novas
páginas no livro da sua vida!
Saúde: Faça uma desintoxicação ao seu
organismo.
Dinheiro: Fase favorável ao fecho de negócios.
Números da Semana: 2, 4, 13, 22, 31, 44

23-09 a 22-10

Amor: Confie mais na sua cara-metade. Um
pequeno gesto ou uma boa ação são bem mais
importantes do que as palavras!
Saúde: Poderá sentir-se psicologicamente
fragilizado.
Dinheiro: Seja firme e não deixe que abusem da sua
boa vontade.
Números da Semana: 9, 14, 45, 46, 49, 7

Escorpião

23-10 a 21-11

Amor: Uma discussão com o seu par deixá-lo-á
preocupado. Preocupe-se em ser bom e justo pois
será feliz!
Saúde: Poderá passar por uma fase de desânimo.
Dinheiro: Não gaste mais do que tem, pense no futuro.
Números da Semana: 19, 22, 29, 36, 45, 47

dr

Sagitário

SOLUÇÃO

“Camané canta Marceneiro” concretiza
uma vontade antiga de Camané em realizar
uma homenagem a uma das suas maiores
referências. “Queria entrar naqueles fados de
forma verdadeira, sem imitar o Marceneiro.
Mas tive primeiro de fazer o meu caminho.
De criar o meu reportório. Só agora chegou
o momento em que me consigo identificar
tanto com os sentimentos vividos, como com
os acontecimentos passados.”
Sucessor de “Infinito Presente”, editado em
Maio de 2015, “Camané canta Marceneiro”,
o seu oitavo registo de estúdio, conta, como
os discos anteriores, com a produção, arranjos
e direcção musical de José Mário Branco
que co-assina com Manuela de Freitas a
supervisão artística.

22-11 a 21-12

Amor: Aproveite para estar mais tempo com os
seus amigos. A vida é uma surpresa, divirta-se!
Saúde: Modere as suas emoções.
Dinheiro: Ritmo de trabalho intenso mas o
resultado será muito gratificante.
Números da Semana: 8, 10, 4, 3, 36, 33

Capricórnio

22-12 a 19-01

Amor: Procure dar mais de ânimo e vitalidade à sua
relação afetiva. Evite a monotonia!
Saúde: Cuidado com as costas.
Dinheiro: Nunca deixe para amanhã aquilo que
pode fazer hoje, será prejudicial para si.
Números da Semana: 5, 25, 15, 45, 14, 7

Aquário

20-01 a 18-02

Amor: Exija do seu par a verdade sobre as suas intenções. A confiança é a grande força da vida!
Saúde: O cansaço físico pode ser resolvido com
um bom banho relaxante.
Dinheiro: Reflita acerca do seu futuro profissional.
Números da Semana: 8, 1, 4, 7, 17, 19

Peixes

19-02 a 20-03

Amor: Alguém poderá pedir-lhe perdão por
um erro cometido no passado. O poder da
transformação leva o velho e traz o novo.
Saúde: Cuide da sua saúde oral, poderá ter um
abcesso.
Dinheiro: Possível entrada de dinheiro.
Números da Semana: 45, 4, 10, 1, 2, 3

DESPORTO

CSS | 06 de Outubro de 2017

15

Taça da Associação
de Futebol de Setúbal

Torneio CCRAMtástico
apoia causa solidária

Terminou ontem a fase de grupos da Taça AFS. As equipas dos concelhos
do Seixal e Sesimbra asseguraram apuramento para a próxima fase.
Excepções foram ACRT Zambujalense e Paio Pires FC que acabaram eliminados.

No Grupo A, o Seixal Clube 1925 conseguiu
a primeira vitória à 4.ª jornada frente ao
Comércio e Indústria por 5-3 e subiu ao 3.º
lugar que dava acesso à próxima fase. A equipa
seixalense folgou na 5.ª jornada esperava
que o Grupo Azul e Ouro não pontuasse
ou que não vencesse por mais de seis golos
na deslocação a Setúbal para defrontar o
Comércio e Indústria. O jogo acabou mesmo
com uma vitória dos setubalenses por 3-0, o
que significou o apuramento do Seixal Clube
1925 à próxima fase da competição. O GD
Alfarim também conseguiu o apuramento
Publicidade

com 9 pontos e em 2.º lugar no grupo,
mesmo depois da derrota ontem em casa com
o FC Barreirense por 1-3.
No Grupo B, o GD Sesimbra jogava
o apuramento nesta última jornada e
conseguiram. Os sesimbrenses receberam e
venceram O FC Setúbal por 1-0, acabando o
grupo em 3.º lugar com 6 pontos, os mesmos
do 4.º classificado GD Alcochetense, mas
em vantagem graças à diferença de 2 golos
positivos contra 2 golos negativos dos
alcochetenses. Já o ACR Zambujalense ficou
fora da próxima fase. A equipa do Zambujal
perdeu em casa na última jornada com o GD
Alcochetense por 0-1 e ficou no último lugar
do grupo com zero pontos.
No Grupo C, o AD Quinta do Conde
terminou a participação fase de grupos na
jornada anterior com uma vitória sobre o
Charneca por 2-1 somando 6 pontos. A
presença ficou desde logo garantida, ficando
apenas à espera do resultado das outras
equipas do grupo para saber a posição.
Depois da vitória de ontem do Charneca
sobre o Beira-Mar de Almada por 2-1, os
quintacondenses apuram-se em 3.º lugar
do grupo com 6 pontos, os mesmos do
Charneca, mas em desvantagem na diferença
de golos que é de dois golos negativos, contra

2 positivos do Charneca.
No Grupo D, recebeu e empatou no Vale
da Abelha com o Almada AC a uma bola.
A equipa acabou em 4.º lugar no grupo com
4 pontos, mas acabou eliminada devido à
diferença de golos. Os paiopirenses ainda
sonhavam ser o melhor 4.º classificado mas
esse lugar acabou por ser ocupado pelo GD
Alcochetense depois da vitória frente ao
ACRT Zambujalense.
No Grupo E, o Amora FC passou à
próxima fase em 1º lugar no grupo com 10
pontos. Nesta última jornada, os amorenses
receberam e venceram o Monte da Caparica
AC por 6-0 e beneficiaram da derrota do
Vasco da Gama de Sines frente ao Moitense
por 2-0 para ficarem isolados na frente do
grupo.
O sorteio para os jogos da próxima fase - 1.ª
Eliminatória - ainda não tem data marcada
mas a jornada está agendada para o dia 30 de
Dezembro.
João Domingues

Realizou-se no passado dia 30 de Setembro,
no Pavilhão do Alto do Moinho, a 4.ª edição
do Torneio CCRAMtástico de Corfebol,
inserido na 34.ª Seixalíada. O evento estava
também inserido na Semana Europeia
do Desporto, que decorreu de 23 a 30 de
Setembro. O torneio teve início pelas 10h
e só terminou depois das 17h. O Alto do
Moinho contou com a presença dos clubes
do CIF, CRCQ Lombos, C Carnaxide CD,
Korf LX Project, GD Bons Dias e a equipa
da casa CCR Alto do Moinho. A Federação
Portuguesa de Corfebol também fez questão
de estar presente neste evento, estando
representada pelo presidente Mário Almeida.
Os atletas e dirigentes presentes também
puderam confraternizar durante a hora do
almoço, em que se reuniram as cerca de 80
pessoas presentes numa refeição leve que
permitiu a continuação da tarde de jogos.
O Corfebol é uma modalidade em ascensão
na Europa desde os últimos cinco anos e, a
prova disso, é que todos os anos o número
de praticantes tem vindo a aumentar. Dada
a procura, desde o ano passado que o CCR
Alto do Moinho oferece treinos de formação
para os mais pequenos (entre os 6 e 12 anos):
a Escolinha do Corfebol!
Este Torneio teve como causa solidária
a Refood de Corroios que só neste dia
conseguiram angariar 60 kg de alimentos e
16 litros de leite.

PUBLICIDADE
16
16

CSS | 22 de Setembro de 2017


Documentos relacionados


Documento PDF comercio 346
Documento PDF comercio 347
Documento PDF comercio 338
Documento PDF comercio 350
Documento PDF comercio 348
Documento PDF comercio 352


Palabras claves relacionadas