Caja PDF

Comparta fácilmente sus documentos PDF con sus contactos, la web y las redes sociales.

Compartir un archivo PDF Gestor de archivos Caja de instrumento Buscar PDF Ayuda Contáctenos



Comercio 326.pdf


Vista previa del archivo PDF comercio-326.pdf

Página 1 23416

Vista previa de texto


entrevista
2

Aldeia Natal do Seixal

O Natal está mesmo à sua porta até dia 18 de dezembro

Celino Cunha Vieira

Começou esta semana mais uma edição da Aldeia Natal do Seixal. Para saber o que vai acontecer e quais
os objetivos deste evento falámos com a vereadora Manuela Calado, responsável pelo pelouro dos Recursos
Humanos e Desenvolvimento Social.

editorial

Já se sente o Natal por todos os
lados e segundo me dizem, mal se pode
andar pelas catedrais do consumo que
estão a abarrotar de gente por todos
os lados, numa azáfama de encontrar
a prendinha que se viu no folheto,
porque tem um determinado desconto
em cartão e que se pode aproveita numa
próxima compra.
Nos tempos que correm estas
promoções são muito bem-vindas
porque o dinheiro não chega para tudo
e fica sempre bem ter uma pequena (ou
grande) lembrança para os familiares e
amigos mais chegados. Infelizmente o
comércio tradicional tende a desaparecer
e nem esta época é já suficiente para
o salvar, vendo-se confrontado com
uma concorrência bem organizada,
agressiva e impossível de acompanhar.
São os novos tempos a que nos temos
de adaptar.
Também agora chega-nos através
da televisão o Natal dos Hospitais e
as várias reportagens sobre o Natal
dos Sem-abrigo, o Natal das Cadeias,
o Natal dos Bombeiros, os Bazares de
Caridade, etc., para nos fazer lembrar
que existem pessoas que estão em pior
situação do que nós. Isto faz-me sempre
lembrar a obra de Joracy Camargo
“Deus lhe Pague”, em que dando uma
esmolinha aos mais desfavorecidos,
limpamos a nossa consciência e já nos
podemos empanturrar na noite e dia de
Natal.
Não sei porquê (ou saberei?) mas esta
época deprime-me e entristece-me por
me lembrar dos outros 11 meses em que
não há nada disto, quando, como dizia
o poeta, “Natal é quando um homem
quiser” e Natal deveria ser os 365 dias
do ano. Dou até comigo a pensar que
se calhar um por cento daquilo que se
gasta nesta época em iluminações e fogo
de artifício por esse mundo fora, daria
para matar a fome a milhões de seres
humanos que morrem por subnutrição.
Mas não os quero maçar mais com
estas minhas divagações, nem é meu
propósito criticar quem quer que seja
por viver este espírito natalício com
muita paz, saúde e alegria, que é o meu
desejo para todos.
Nesta edição fazemos capa da Aldeia
de Natal do Seixal e desenvolvemos o
tema nas páginas seguintes, falamos
sobre as anomalias que se têm verificado
com as ligações fluviais entre o Seixal
e Lisboa e nos “destinos” fomos até à
maravilhosa Ilha do Faial nos Açores.
Também hoje iniciamos a publicação
da História das Colectividades com a
Sociedade Filarmónica Democrática
Timbre Seixalense e contamos com
as habituais colunas dos nossos
colaboradores
que
semanalmente
contribuem para que este Jornal seja do
agrado dos seus leitores.

Que atividades destacaria?
A Aldeia Natal do Seixal tem atividades
para todos os gostos e para todas as idades.
Penso que os mais pequenos terão especial
interesse em conhecer a Casa do Pai Natal
e a Fábrica dos Brinquedos, para além
claro, da já referida pista de gelo. O circo,
o Bosque Encantado, os Carrosséis e os
insufláveis serão também, com toda a
certeza, motivo de grande atratividade. Já
o espaço do Hospital das Brincadeiras será
certamente um dos locais mais procurados,
com todos os seus ateliês, teatros e
atividades que farão também as delícias
dos mais novos.

Aldeia Natal do Seixal. Como define
este evento?
Trata-se de uma iniciativa que vai já
na terceira edição e que é um lugar onde
toda a família se pode juntar para celebrar
o Natal. A magia da quadra natalícia está
espalhada por todo o recinto, podendo
aí encontrar-se o Mercado de Natal com
artesanato, doçaria e produtos regionais,
espetáculos de circo e até uma pista de
gelo a partir do dia 11 de Dezembro, uma
novidade que pretendemos implementar
este ano.

E para os mais crescidos?
Estou em crer que os mais crescidos
terão especial interesse principalmente
pelo Mercado de Natal com o artesanato,
a doçaria e os produtos regionais. Os
Cânticos de Natal, os vários ateliês e as
inúmeras animações serão seguramente

O espetáculo Natal do Hospital no
Seixal decorre também este ano na
Aldeia Natal?
Precisamente. A Aldeia Natal do Seixal
aborda um tema que é muito importante,
a necessidade de construção do hospital no
concelho. Iremos ter o já habitual Natal do
Hospital do Seixal, no dia 17 de dezembro,
às 15 horas, com a presença de inúmeros
artistas que se associam assim a esta causa.
Apenas a título de exemplo destaco a
Diamantina, o Dany Silva, os Banza,
o grupo de percussão Karma Drums e
o Coro dos trabalhadores da Câmara
Municipal do Seixal, Seixal Vocalis. Para
além deste evento, vai decorrer também no
recinto a Campanha 1 Voto pelo Hospital
no Seixal, onde quem quiser pode votar
como forma de reafirmar a necessidade
deste equipamento hospitalar.
Para além da parte recreativa,
esta iniciativa tem também uma
componente social, correto?
É verdade. Este ano iremos associarnos a mais uma causa solidária, pois
iremos apoiar a Operação Nariz

Espetáculo Natal do Hospital no Seixal
No dia 17 de dezembro, às 15 horas, tem lugar na tenda do circo Atlas mais um espetáculo do Natal do Hospital no Seixal.
Esta é uma das muitas iniciativas que têm sido levadas a cabo pelas comissões de utentes de saúde, órgãos autárquicos e
Plataforma Juntos pelo Hospital para reivindicar a necessidade do hospital no concelho. Vários artistas nacionais e locais
têm participado neste evento que pretende lembrar o quanto este equipamento é importante para a população.
Importa lembrar que o concelho é servido pelo Hospital Garcia d’ Orta, em Almada, que foi construído para 150 mil habitantes e que serve atualmente 450 mil dos concelhos do Seixal, Almada e Sesimbra. Isto leva a elevados tempos de espera
neste equipamento, quer nas urgências, quer nas consultas externas de especialidade e nos exames complementares de
diagnóstico.
O Hospital no Seixal, um equipamento de proximidade, vocacionado para o serviço ambulatório, irá permitir descongestionar o Hospital Garcia de Orta que, apesar de ser um hospital de referência, não tem recursos suficientes para responder
a tantos utentes.

Administração, Redacção
e Publicidade

Director: Fernando Borges - CP1608
Registo do título: 125282
Depósito Legal: N.º 267646/07
Contribuinte N.º 194 065 499
Propriedade e Editor: Ângela Rosa

Haverá algum programa específico
para as escolas?
As Escolas do concelho estão convidadas
a visitar a Aldeia Natal do Seixal, nos dias
13, 14 e 15 de dezembro, pois haverá
um programa de ateliês temáticos, teatro
infantil e de marionetas dirigido aos nossos
alunos.

outras atrações. Destaco ainda a existência
de um Madeiro de Natal, à semelhança do
que se faz em muitas aldeias do País e que
por aqui não é habitual ver-se.

Rua Seixal Futebol Clube, n.º 1, 1.º Dt
2840 - 523 Seixal
Telm. 969 856 802
Telf. 210 991 683
comerciodoseixal@gmail.com
http://jornalcomerciodoseixalesesimbra.wordpress.com
Facebook: Comércio do Seixal e Sesimbra

Director Adjunto: Celino Cunha Vieira TE1218
Directora Comercial: Ângela Rosa
Paginação: Sofia Rosa
Desporto: Luis Pontes CO1039
Repórter: Fernando Soares Reis CP6261
Colaboradores: Adriana Marçal, Agostinho António Cunha,
Alvaro Giesta, ANIVET - Consultório Veterinário, Dário Codinha,
Fernando Fitas CP2760, Hugo Manuelito, José Henriques, José
Lourenço, João Araújo, Jorge Neves, José Mantas, José Sarmento,

Maria Vitória Afonso, Maria Susana Mexia, Mário Barradas, Miguel
Boieiro, Paulo Nascimento, Paulo Silva, Pinhal Dias, Rúben Lopes,
Rui Hélder Feio, Vitor Sarmento.
Impressão: Funchalense - Empresa Gráfica, S.A.
Tiragem: 15.000 exemplares
O «Comércio» não se responsabiliza nem pode ser responsabilizado pelos
artigos assinados pelos colaboradores. Todo o conteúdo dos mesmos é da
inteira responsabilidade dos respectivos autores.