Comércio 325.pdf


Vista previa del archivo PDF comercio-325.pdf


Página 1 23416

Vista previa de texto


sociedade

CSS | 2 de Dezembro de 2016

2

GREVE DOS TÉCNICOS DE DIAGNÓSTICO
E TERAPÊUTICA CHEGOU AO FIM

Há muito que a notícia era esperada
porque a lei da vida assim o impõe,
mas nunca se está suficientemente
preparado para a receber, seja de um
familiar próximo, seja de uma figura
como Fidel Castro.
Como sabem, durante alguns anos
mantive neste jornal uma coluna
semanal sobre Cuba e raramente escrevi
sobre o líder da Revolução, não porque
ele o não merecesse, mas sim porque
Fidel sempre evitou fomentar o culto
da personalidade, considerando que
todas as conquistas são obra de todo
um povo heróico que soube sempre
resistir e defender a sua soberania.
Mas hoje, num momento em que
o seu corpo já está transformado em
cinzas e a caminho da sua última
morada para se juntar ao líder histórico
José Marti, não posso deixar de
recordar o homem que dedicou toda a
sua vida à causa pública e que nos deixa
um vastíssimo rol de pensamentos e
reflexões sobre os mais variados temas,
para além de ter posto em prática
aquilo em que acreditava ser possível
para construir um mundo melhor.
Trincheiras de ideias valem mais
que trincheiras de pedra, escreveu José
Marti, e aqueles que hoje se regozijam
com o seu desaparecimento físico são
os frustrados que não o conseguiram
vencer em vida. Contra tudo e contra
todos, Fidel foi sempre um vencedor,
resistindo a todos os ataques e
sobrevivendo a centenas de tentativas
de assassinato. Por isso Fidel continua
bem vivo nos corações e nos ideais
do povo cubano que saberá ser digno
e merecedor do seu patriotismo. Até
sempre Comandante!
Também não posso deixar de referir
e lamentar o trágico acidente aéreo
ocorrido na Colômbia e que vitimou
quase toda a equipa de futebol do
Chapecoense, endereçando a todos os
seus familiares e amigos o nosso sentido
abraço solidário neste triste momento.
Com o Seixal transformado em
campo de batalha com lama por todos
os lados e cada vez mais intransitável,
não se sabendo quando terminam
as obras que estavam prometidas
para o final de Novembro (deste
ano), trazemos nesta edição o fim da
greve dos técnicos de diagnóstico e
terapêutica que parece terem vencido
uma “guerra” que já durava há 16 anos.
Ouvimos o presidente da CMS
Joaquim Santos sobre a iniciativa da
Aldeia Natal, fomos ao lançamento de
mais um livro do nosso colaborador
Fernando Fitas, andámos pelo
Enoturismo do Alentejo nos “destinos”,
entrevistámos os nossos campeões em
danças de salão e temos os habituais
espaços dos nossos colaboradores.
Espero que seja do V/ agrado.

Terminou a greve dos Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica que afectou centenas de utentes de Almada, Seixal
e Sesimbra do Hospital Garcia de Orta. Como se já não bastasse a sobrelotação do HGO, pondo mais uma vez
em evidência a necessidade da construção urgente do Hospital do Seixal, quem, durante estes dias teve de
recorrer àqueles serviços, acabou por não ser atendido.
DR

A greve, que teve início no passado dia
16 de Novembro prolongou-se por duas
semanas, porque os técnicos protestavam
contra a desactualização das carreiras, sendo
actualmente o único grupo de licenciados
do Serviço Nacional de Saúde que não tem
uma carreira compatível com o seu grau
de qualificação, alguns até possuidores de
mestrado, num processo que teve início há
16 anos e que vem sendo negociado entre
governo e sindicatos desde 2014.
Reconhecendo o anterior governo essa
injustiça e a imperatividade da revisão das
carreiras que foi iniciada e parcialmente
concluída, até hoje o processo continuava
congelado no decurso da actual legislatura,
mesmo depois do compromisso escrito
do Ministério da Saúde em o concluir,
protelando com as mais variadas desculpas
a sua aprovação.
Embora o actual ministro da Saúde,
Adalberto Campos Fernandes, diga saber
perfeitamente quais são as expectativas
dos técnicos, reconhecendo que são
legítimas, mas afirmando o ministro

Administração, Redacção
e Publicidade

Director: Fernando Borges - CP1608
Registo do título: 125282
Depósito Legal: N.º 267646/07
Contribuinte N.º 194 065 499
Propriedade e Editor: Ângela Rosa

Rua Seixal Futebol Clube, n.º 1, 1.º Dt
2840 - 523 Seixal
Telm. 969 856 802
Telf. 210 991 683
comerciodoseixal@gmail.com
http://jornalcomerciodoseixalesesimbra.wordpress.com
Facebook: Comércio do Seixal e Sesimbra

que não se pode ultrapassar os encargos
orçamentais, remetendo para o Ministério
das Finanças o facto deste bloqueio
negocial com o argumento do aumento da
despesa, quando em nenhum momento os
Sindicatos reivindicaram essa actualização
imediata, aceitando que o aspecto salarial
fosse apenas aplicado a partir de Janeiro
de 2018, considerando assim que essa
desculpa é uma falsa questão.
O sector abrange 22 profissões em
áreas como análises clínicas, anatomia
patológica, audiologia, cardiopneumologia,
dietética, farmácia, fisioterapia, higiene
oral, medicina nuclear, neurofisiologia,
ortóptica, radiologia, radioterapia, terapia
da fala, terapia ocupacional, etc., num total
de cerca de 10.000 profissionais, muitos
com mais de 30 anos de experiência e sem
qualquer progressão de carreira.
Um dos obstáculos à revalorização das
carreiras parecia ser que esta vai trazer por
arrasto, inevitavelmente, a revalorização
geral das actividades profissionais,
nomeadamente no sector privado. Ora
como as áreas de diagnóstico
e terapêutica são um grande
negócio para esse sector, afigurase assim que era essa uma das
principais razões para estarem
congeladas no sector público,
tornando-as pouco atractivas
e com retribuições salariais
pouco acima do salário mínimo
nacional.

nacional tão céleres a noticiar algumas
greves, tivessem estado silenciados
em relação a esta, não informando
a população dos constrangimentos
existente nos serviços dependentes do
trabalho destes técnicos e agora, quando a
greve terminou, também continuem sem
esclarecer os utentes que já podem recorrer
aos meios complementares de diagnóstico
e terapêutica não só do Hospital Garcia de
Orta, como de todos os outros do Serviço
Nacional de Saúde.
DR

editorial

DR

Celino Cunha Vieira

Com os projectos de diploma a serem
brevemente publicados no Diário da
República, onde se contempla a carreira e
a requalificação como técnicos superiores,
bem como o compromisso de negociação
das matérias de incidência orçamental,
estes profissionais suspenderam a greve,
esperançados que desta vez as promessas
sejam cumpridas e que não tenham
de voltar a adoptar esta forma de
reivindicação.

É de lamentar, que alguns
dos principais órgãos de
comunicação social de âmbito

Director Adjunto: Celino Cunha Vieira TE1218
Directora Comercial: Ângela Rosa
Paginação: Sofia Rosa
Desporto: Luis Pontes CO1039
Repórter: Fernando Soares Reis CP6261
Colaboradores: Adriana Marçal, Agostinho António Cunha,
Alvaro Giesta, ANIVET - Consultório Veterinário, Dário Codinha,
Fernando Fitas CP2760, Hugo Manuelito, José Henriques, José
Lourenço, João Araújo, Jorge Neves, José Mantas, José Sarmento,

Maria Vitória Afonso, Maria Susana Mexia, Mário Barradas, Miguel
Boieiro, Paulo Nascimento, Paulo Silva, Pinhal Dias, Rúben Lopes,
Rui Hélder Feio, Vitor Sarmento.
Impressão: Funchalense - Empresa Gráfica, S.A.
Tiragem: 15.000 exemplares
O «Comércio» não se responsabiliza nem pode ser responsabilizado pelos
artigos assinados pelos colaboradores. Todo o conteúdo dos mesmos é da
inteira responsabilidade dos respectivos autores.